Dionisio Neto estreia solo autoral no Centro Cultural da Diversidade

10
0

O ator, autor, diretor e produtor Dionisio Neto (Carandiru, Travessia, A dona do Pedaço, Morde e Assopra, O rei da TV) estreará o solo teatral inédito Ela, com Jeyne Stakflett, no Centro Cultural da Diversidade. Em seu décimo oitavo texto para teatro, ele se inspirou no imaginário do artista multimídia francês Jean Coteau para contar a história da artista lésbica Ela, e seu relacionamento tóxico com sua namorada imaginária Marie.

Em um tom surrealista, o espetáculo apresenta a personagem pop (cantora, atriz, dançarina) no seu quarto de hotel, esperando a chegada do grande amor de sua vida, em uma relação que está em ruínas. Sua solidão e sede de amar e ser amada é gritante.

Com uma estética minimalista, a peça navega pelos tons de sentimentos e emoções desta personagem. A peça fala do fim de amor, da falta dele, de resiliência, incomunicabilidade, libertação e superação. O surrealismo pincela a trama através de intervenções sonoras e gestual de dança. A personagem esquizofrênica é atormentada por alucinações e reflete sobre sua própria vida, tentando incansavelmente a sua autonomia e liberdade.

Com o foco na atuação e construção da personagem, Dionisio Neto dirige a atriz Jeyne Stakflett em seu primeiro solo teatral. A atriz atua na Companhia Satélite do Amor desde Antiga (2001) e atuou em A casa de Bernarda Alba, de Lorca; Seios e Desamor, de Walcyr Carrasco; Olerê! Olará!, Corações Partidos e Contemplação de Horizontes e Os dois lados da Rua Augusta, de Dionisio.

Ela tenta se libertar de sua prisão física e amorosa com sua namorada Marie. Foto Estefani Fontes

Sinopse: Ao voltar de um show, a cantora e atriz Ela espera sua mulher Marie em seu quarto de hotel. Rodeada por delírios surrealistas, como em um pesadelo, ela tenta desesperadamente comunicar-se com ela.. Ela, destruída emocional e fisicamente, toma uma decisão que mudará seu destino para sempre.

Ficha Técnica:

A Companhia Satélite do Amor orgulhosamente apresenta:

ELA

escrito e dirigido por Dionisio Neto

com Jeyne Stakflett

iluminação e operação de Luz: Roberto Herreira Bueno

assistência de direção e operação de som: Maria Kowales Aguirre

cenografia: David Schumaker

figurinos, trilha sonora: Companhia Satélite do Amor

fotos: Estefani Fontes

instagram, twitter e facebook: @companhiasatelite

produção: Dionisio Neto

Agradecimentos: Rodrigo Grunfield, Mariana Amaral

apoio cultural: Cantina Damico Piolim, Bar Guanabara

Serviço:

15 de abril – sábado – 20h

16 de abril – domingo – 19h

classificação indicativa 16 anos

duração: 40 minutos

Grátis – retirada de ingressos com 15 minutos de antecedência no local

CENTRO CULTURAL DA DIVERSIDADE

Endereço: R. Lopes Neto, 206 – Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04533-030

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *