Mostras de Dança levam espetáculos inéditos a Caxias e Jacarepaguá

Mostras de Dança levam espetáculos inéditos a Caxias e Jacarepaguá – Ambrosia

Oito espetáculos inéditos irão compor, entre 10 e 13/08, as Mostras de Dança realizadas nos Teatros Firjan SESI Caxias e Jacarepaguá. Os ingressos são gratuitos. As companhias foram selecionadas por meio do Edital de Cultura Firjan SESI 2023, que propõe uma série de ações que atendem às atuais demandas do setor artístico e contribuem para a retomada do desenvolvimento cultural do estado do Rio de Janeiro. 

Os trabalhos participantes das Mostras de Dança fazem parte do total de 70 projetos culturais que compõem a programação dos Teatros Firjan SESI ao longo do ano de 2023. Após a aprovação no edital, os grupos tiveram acesso a uma verba de R$ 30 mil para desenvolverem seus trabalhos. Além disso, os projetos foram aprimorados a partir de residência artística realizada entre 27 e 31/03, um momento para a troca de experiências nas temáticas relacionadas à linguagem da dança.

Coordenador de cultura e educação da Firjan SESI, Antenor Oliveira destaca que o Edital de Cultura contribui para toda a cadeia produtiva das diversas vertentes da arte. “Além disso, potencializa a vocação cultural dos territórios, conectando os mais diferentes públicos e promovendo a valorização de projetos que preconizam a diversidade e a originalidade.”

Confira a programação completa das Mostras:

Mostra de Dança Firjan SESI Caxias

Espetáculo: Terceiro Corpo

Companhia: Mariana Pimentel
Data: 10/08 (Quinta-feira)
Hora: 20h
Classificação etária: 14 anos

Sinopse:
“Terceiro Corpo” é um solo de dança sobre a relação entre corpo e ancestralidade. Minha avó se chamava Moema. Minha mãe se chama Moema. E Moema também quase foi o meu nome. Moema é uma mulher indígena presente na obra “Caramuru: poema épico do descobrimento da Bahia”(1829). Terceiro Corpo propõe desconstruir a narrativa hegemônica de que Moema morreu afogada por nadar até a morte em busca do amor não correspondido de Caramuru, e sim pelo fato de sua irmã estar sendo levada por ele para outro continente.

Ficha Técnica:
Gênero: Dança
Duração: 60 min.
Direção artística, coreografia e interpretação: Mariana Pimentel
Acompanhamento dramatúrgico e supervisão de movimento: Alexandre Américo
Pesquisa: Aliã Wamiri Guajajara e Nathan Gomes
Figurino: Lucas Koester e Natália Borges
Iluminação: Karina Figueredo
Trilha sonora: Tiago Otto
Fotografia: Theo Dubeux

Espetáculo: Giras Periféricas

Companhia: Companhia de Dança Grupo Efeito Urbano
Data: 11/08 (Sexta-feira)
Hora: 20h
Classificação etária: 10 anos

Sinopse:
“O que é a dança quando ela é produzida pelo nosso corpo, brasileiro, preto e favelado?” A partir desta provocação a companhia Grupo Efeito Urbano busca traduzir as influências das danças e da cultura negra favelada em um espetáculo de dança inédito. Em 5 atos, Giras Periféricas mostra o ser e viver na favela a partir da ótica feminina. Quem somos, o que queremos mostrar e como queremos ser vistos.

Ficha Técnica:
Gênero: Dança
Duração: 60 minutos
Direção de Produção: Ellen Costa
Direção artística: Juliana Mello
Dançarinos/Bailarinos: Jey Mariana, Juliana Mello e Luiza Santos
Figurino: Juliana Mello
Iluminação: Bruno Trindade
Trilha sonora: Mestra
Fotografia: Frederick Assis

Espetáculo: Boca do Mundo

Companhia: Marcio Cunha Dança Contemporânea
Data: 12/08 (Sábado)
Hora: 19h
Classificação etária: 16 anos

Sinopse:
Boca do Mundo é uma continuação das pesquisas do coreógrafo e artista plástico Marcio Cunha que investiga através de suas obras coreográficas o corpo energético e suas estruturas plásticas. Boca do mundo transborda fome de Brasil! É na encruzilhada, no meio da capoeiragem, na roda que a comunicação com o público se dá! Uma evocação das danças populares brasileiras e de personagens populares do Brasil em uma encruzilhada cênica, onde os intérpretes através de músicas e danças encarnam encantados de todos os cantos do país.

Ficha Técnica:
Gênero: Dança
Duração: 50 min
Direção e coreografia: Marcio Cunha
Intérpretes criadores: Carla Stank e Marcio Cunha
Instalação e objetos de cena: Marcio Cunha
Pesquisa sonora: Carla Stank e Marcio Cunha
Design de Luz: Juca Baracho

Espetáculo: MPB – AMOR GUERRA E PAZ

Companhia: LABORATORIO DE DANÇA DANIEL CORTEZ
Data: 13/08 (Sábado)
Hora: 19h
Classificação etária: 10 anos

Sinopse:
MPB- Amor, Guerra e Paz traz a reflexão, reunindo ritmos e movimentos musicais do Brasil, em uma visão sobre a história do no nosso país através da Dança Contemporânea Assim, o corpo dá forma aos sentimentos: solidão, alegria, tristeza, empatia, carinho e saudade. O espetáculo traz ao expectador a esperança de um povo brasileiro que se revitaliza a cada canção, mesmo enfrentando problemas políticos, culturais e sociais. Movimento, som e canção em busca de dias melhores de amor e paz.

Ficha Técnica:
Gênero: Dança Contemporânea
Duração: 60min
Direção Artística: Estevão Freitas
Dançarinos/Bailarinos: Andressa Rodrigues, Beatriz Nascimento, Beatriz Otília, Daniel Cortez, Duda Vieira, Estefany Ferreira, Estêvão Freitas, Juliano Costa
Coreografia: Daniel Cortez
Cenário: Estêvão Freitas e Daniel Cortez
Figurino: Beatriz Ótilia
Iluminação: David Israel
Trilha sonora: Elisangela Assis
Produção: Luciana Ezarani

Mostra de Dança Firjan SESI Jacarepaguá

Espetáculo: Entre Caminhos

Companhia: Daphne Madeira e Fernando Alves Pinto
Data: 10/08 (Quinta-feira)
Hora: 20h
Classificação etária: 14 anos

Sinopse:
Na cartografia do Rio de Janeiro, entre territórios, entre corpos, entre danças, entre temporalidades. Os corpos caminham, caminham, se lançam e aportam no território, se movem na paisagem da cena. Na paisagem urbana. Entre vielas, ruas, avenidas, uma batida de ondas do mar ecoa no espaço. Uma caixa de som toca um hit. Um tambor bate. O coração pulsa. Um bonde do desejo passa, voa, vai e segue o bloco nas ruas da cidade. No desejo de abrir caminhos entre nós. Entre os nós dos sapatos em laços nos caminhos de agora e no desejo de futuros plurais, multicores, arco-íris de gêneros, de peles. Matéria orgânica e inorgânica sem começo, meio e sem fim. No meio fio, no meio da rua, no meio da vida – Entre caminhos.

Ficha Técnica:
Gênero: Dança contemporânea/Performance
Duração: 60 minutos
Direção artística: Daphne Madeira
Performers Criadores: Luana Bezerra, Salasar Junior e Tago Oli
Cenário: Mar do Vale

Total
0
Links
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ant
VMA 2023 – Anitta é indicada pelo segundo ano ao prêmio da MTV
VMA 2023 - Anitta é indicada pelo segundo ano ao prêmio da MTV – Ambrosia

VMA 2023 – Anitta é indicada pelo segundo ano ao prêmio da MTV

Foram anunciada a lista completa de indicados ao MTV Video Music Awards 2023

Prox
CowParade Vitória-Vila Velha anuncia artistas selecionados
CowParade Vitória-Vila Velha anuncia artistas selecionados – Ambrosia

CowParade Vitória-Vila Velha anuncia artistas selecionados

Esculturas capixabas de vacas ganharão as ruas das cidades, a partir de 15 de

Sugestões para você: