Peça “Os Três Mosqueteiros – Um por Todos e Todos por Um” online no dia das crianças

Cia. Urbana de Teatro estreia o espetáculo infantil Os três Mosqueteiros – Um por Todos, Todos por Um no dia 12 de outubro, Dia das Crianças, com duas sessões online, às 11h e às 16h, pelo canal da Unibes Cultural no YouTube, com acesso grátis.

A montagem – inspirada na obra de Alexandre Dumas – é uma divertida aventura de capa e espada, adaptada por Pamela Duncan, que também assina a direção, e por Flavio de Souza, notável criador das séries Castelo Rá-Tim-Bum e Mundo da Lua.

A temporada segue por todo o mês. Na primeira semana, vai de 12 a 17/10, de terça a domingo. Nas demais, as sessões são aos finais de semana, de 22 a 24/10 e de 29 a 31/10. As exibições são às 11h, durante a semana, e às 16h, aos sábados e domingos.

No enredo de Os Três Mosqueteiros, três jovens humildes – Musse (sapateiro), Champignon (poeta) e Garçom (faxineiro) – sonham em se tornarem mosqueteiros do reino. Eles são alegres, bastante atrapalhados e até ingênuos. Descobertos por Bafo, o ajudante fiel do vilão Roquefor, eles são nomeados mosqueteiros com a missão de proteger a princesa Chantili e o reino da França, mas tudo não passa de um plano mirabolante. Percebendo que Roquefor pretende raptar a princesa, obrigá-la a se casar com Bafo e se apossar da fortuna do reino, os três mosqueteiros trapalhões lutam com suas espadas para salvar a princesa e expulsar o traidor. A trama é conduzida pelo papagaio narrador, o Petigatô, um boneco que permanece na área de encenação e tudo observa e tudo sabe.

Na história, os três jovens comuns e sonhadores vivem aventuras, permeadas de humor, em cenas dinâmicas que exaltam os valores humanistas e a ética. A Princesa – que surge como uma menina mimada – transforma-se em uma jovem consciente e se torna mosqueteira, assumindo o lugar do ‘quarto’ integrante da história original. “Para compor o perfil da Princesa como símbolo do empoderamento feminino, inspiramo-nos na pintora barroca italiana Artemisia Gentileschi, que foi proibida de entrar na academia de artes e seu talento não era reconhecido”, revela a diretora.

“Queremos mostrar com este espetáculo que todos podemos ser heróis, que pessoas comuns também são capazes de atos heroicos. E mostrar que a união e os valores morais nos tornam mais humanos e nos ajudam a viver em comunidade. A base da nossa construção dramática foi a solidariedade, a amizade e a força do feminino”, comenta Pamela Duncan. “O espetáculo é poético, alegre e divertido. As crianças e os adultos vão refletir sobre a importância de união para uma vida mais feliz e digna”, completa a diretora.

A direção de Pamela Duncan é inspirada nos desenhos animados e na filmografia de Os Três Mosqueteiros (Alexandre Dumas, 1840-1844), amparada por uma intensa pesquisa bibliográfica sobre o autor e a obra, que incluiu ainda todos os filmes produzidos, as lutas de capa e espada e a estética da época junto aos movimentos artísticos de literatura e artes plásticas. A montagem para o público infantil ganha contornos clownesco. Pamela Duncan também visitou o clássico Os Três Patetas para desenvolver a estética do clown junto ao teatro físico para compor os mosqueteiros palhaços e anti-heróis. No texto, Flavio de Souza não economizou na criatividade e imaginação dando nomes divertidos aos heróis (Champignon, Musse e Garçom), bem como aos demais personagens (Roquefor, Bafo, a ama Brioche e o papagaio Petigatô), que prometem boas gargalhadas e encantar a garotada.

Os atores fizeram aulas de dança e de esgrima para desempenhar com presteza as cenas coreografadas de luta, e também laboratórios com filmes onde a espada, os movimentos e a postura dão o tom às cenas. A trilha sonora tem um papel fundamental para marcar de dar ritmo às cenas. Em sintonia com a época, os temas passam pelo Barroco e Renascimento, mas aporta no contemporâneo fazendo a ponte com os dias atuais. O figurino e a maquiagem trazem a beleza e poesia da commedia dell’arte com a alegria das cores e babados, estimulando a fantasia e transportando o espectador para a história. O cenário é virtual com projeções ambientes do passado, complementado por poucos elementos.

“Nosso grupo, em mais de 16 anos de trajetória, sempre teve compromisso com a não violência das relações. Defendemos que isto deva ser trabalhado por meio da cultura e educação. Todos os nossos espetáculos têm a premissa de elevar a cultura e a educação, entregando o melhor que temos a oferecer: pensamento, qualidade e cultura pela paz. Em Os Três Mosqueteiros também falamos de nós e de nossos comportamentos, de acordo com esta filosofia”, finaliza Pamela Duncan.

FICHA TÉCNICA

Direção e concepção: Pamela Duncan. Dramaturgia: Flavio de Souza e Pamela Duncan. Assistência de direção: Pedro Guida. Elenco: Fabio Brasile, Ricardo Koch Mancini, Sol Leão, Edson Thiago Rossi, Julio Fuska, Jeferson Kucioyada e Sérvulo Augusto (voz do Petigatô). Figurinos: Pamela Duncan. Costureira: Judite de Lima. Cenografia: Pamela Duncan e Heron Medeiros. Cenotecnia: Rafael Boese. Video-cenário: Giuliano Scanduzzi. Adreços: Ivaldo de Mello. Trilha sonora: Servulo Augusto. Iluminação e operação de luz: Rodrigo Pivetti. Assistência de palco: Angelo Favero. Preparação de esgrima: Francesco Magnani. Operação de som: Pedro Guida. Desing gráfico: Thais Capéto. Mídias socias: Mariana Marques – Agência Artprint. Leis de incentivo: Sodila Projetos Culturais. Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação. Contabilidade: Beltrame – Tiago. Fotografias: Jeffersson Pancieri. Produção e produção executiva: Jorge Alves e Pamela Duncan. Produção e administração: Marcos Thadeu. Idealização e produção: A Peste – Cia. Urbana de Teatro e Pamela G Stipanicic. Realização: Projeto contemplado pelo ProAC ICMS da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Serviço

Espetáculo infantil: Os Três Mosqueteiros – Um por Todos e Todos por Um
Com A Peste – Cia. Urbana de Teatro
Onde: Unibes Cultural
Exibição online: YouTube / Unibes Cultural: https://www.youtube.com/UnibesCulturalSP
Estreia: 12 de outubro. Terça, às 11h e às 16h
Grátis. Informações: unibescultural.org.br | Tel: (11) 3065-4333
Duração: 50 minutos. Classificação: Livre (indicado para crianças a partir de 3 anos)

Total
1
Links
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ant
Confira os vencedores do Emmy 2021

Confira os vencedores do Emmy 2021

Foi realizada ontem (19) a cerimônia do Emmy, o prêmio máximo da TV

Prox
Caminhos sonoros da América Latina no novo álbum da banda Sendeiros

Caminhos sonoros da América Latina no novo álbum da banda Sendeiros

Sendeiros, palavra aportuguesada do castelhano que significa trilhas, caminhos,

Sugestões para você: