em

É uma série? É um musical? É Glee

glee1

Eu andei ouvindo umas críticas e comentários sobre o seriado Glee, dizendo que sempre que começa um número de música, mesmo não tendo banda ou iluminação, no ambiente, a atmosfera da performance muda totalmente. Como assim? Eu explico. Se eles (o grupo Glee) estão ensaiando na sala que tem uma iluminação de sala normal, a na hora de cantar e dançar, aparecem vários focos de luz e luzes coloridas e etc. Isso por que é um musical. Não segue a lógica normal que estamos acostumados em seriados. Para quem nunca viu, ou tem horror de musicais, esse tipo de acontecimento é normal. Quem viu o filme/musical Chicago pode entender isso melhor. Vamos à cena em que as mulheres estão na cadeia e de repente elas estão com figurino, tem um palco para dançar e a iluminação nem o cenário são mais o da prisão. O que conta não é a realidade e sim a apresentação. Usando desse exemplo posso voltar a falar sobre Glee. Para entender e gostar do seriado é preciso esquecer o realismo e abraçar todas as possibilidades. Isso sem contar que as versões das músicas, velhas conhecidas nossas, são muito legais, dá para ficar ouvindo muitas e muitas vezes.

O seriado tem dado o que falar nos E.U.A. e já conquistou até mesmo as pessoas que não são fanáticas pelo gênero (musical). O ponto alto, o programa foi indicado em 4 (principais) categorias dos prêmios Golden Globe, melhor série de comédia ou musical, melhor ator (Matthew Morrison), melhor atriz (Lea Michele) e melhor atriz convidada (Jane Lynch).

Para os que não conhecem a história é sobre Glee Club, um grupo de canto e dança (por assim dizer) de uma escola secundária no Estados Unidos. Só que o grupo é excluída de toda a escola e aqueles que fazem parte automaticamente se transformam em losers (perdedores). Isso sem contar a treinadora das cheerleaders, Sue Silvester, que tenta a todo o custo acabar com Glee. Todo dia a turma tem de vencer um desafio para manter vivo o sonho de competir na campeonato regional. Além disso, os personagens caricatos nos divertem, a cheerleader que ficou grávido, o capitão do time de futebol que adora cantar, a esquisita da escola que se considera superstar. Todos incrivelmente adoráveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários

  1. Para mim, Glee foi a melhor estréia desta temporada, junto com Modern Family e V. É fantástico que os personagens, apesar de caricatos, sejam tão humanos. Adoro o humor negro da série(praticamente uma evolução de Popular, antiga serie do Ryan Murphy)
    Acho que no Globo de Ouro apenas a Jane Lynch leva,mas torço pelas outras indicações também.
    E Glee já levou alguns prêmios no Satelite Award 2009, justamente nas categorias que concorre no Globo de Ouro.
    Agora é esperar chegar Abril para continuar a ver a série, que aparentemente terá um episodio dedicado a Madonna.

  2. Eu, que gosto de musicais, gostei muito da série, especialmente do episódio 4, com os jocks do time de futebol dançando “Single Ladies”.

    Acho diferente de “Chicago”, por que ali os números musicais se passam na cabeça da Roxie, que sonha em ser vedete e transporta tudo para esse mundo. É uma boa saída. Em Glee, a coisa é mais nonsense mesmo, mas nem por isso menos divertida…