em

“Les Revenants” e a força da teledramaturgia francesa

Que a TV Americana anda mais adulta e respeitável que o cinema (que parece não querer mais sair da puberdade) todo mundo já percebeu, entretanto, vem da Televisão Francesa a série mais interessante e bem realizada da temporada.
Sensação em toda a Europa, “Les Revenants” vai narrando a história de pessoas que morreram há alguns anos e voltam à vida em uma pequena e isolada cidade do interior da França. A última lembrança que eles têm é do momento anterior às suas respectivas mortes. Alguns faleceram há pouco tempo, outros há décadas. Agora eles buscam se reintegrar à sociedade que não compreende a razão pela qual esse fenômeno ocorre, aparentemente, apenas nessa cidade.
A dramaturgia é tensa, bem escrita e de desenvolvimento contínuo. Uma série que preza a argamassa de seus personagens numa estética soturna a la “Twin Peaks”. A destreza do roteiro em tornar crível que seu plot advém da capacidade de dotar de humanidade os personagens que gravitam a trama. O conflito de inadequação e a forma com que a cidade vai lidando com a questão são pontos de força dramática vitais para o sucesso da empreitada.

São somente 8 episódios e a segunda temporada já está em produção, possivelmente para 2014. Se deseja acompanhar uma série com estética europeia e trama perturbadora, eis Les Revenants para saciar sua expectativa.

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Renan de Andrade

VerificadoEscritorPromotor(a)CinéfiloMusicólogoFanáticos por SériesSuper-fãs

“Red 2 – Aposentados e Ainda Mais Perigosos” diverte com a auto-ironia da faixa etária de seus protagonistas

Novo promo trailer da 3º temporada de “Homeland”