Festival INDEX promove agenda gratuita em parceria com Arquivo Histórico Municipal de São Paulo

Evento idealizado por Iago Mati, da Editora Leviatã, reúne mais de 30 artistas em um diálogo entre música, performance e audiovisual

28
0

O Festival INDEX é uma celebração de som, corpo e imagem que traz artistas da cena nacional e internacional para três dias de programação gratuita no Arquivo Histórico Municipal de São Paulo, entre os dias 12 e 14 de julho.

Fundada pelo filmmaker Iago Mati em 2017, a Editora Leviatã já recebeu mais de 350 artistas em suas apresentações e projetos editoriais focados na produção audiovisual, criando não apenas lançamentos de vídeos, mas também um registro histórico de um recorte cultural em trânsito pela cidade.

“Realizamos o Festival INDEX em São Paulo desde 2019, reunindo artistas e propostas que dialogam com nossa linha editorial”, explica Mati.

Neste ano, o evento chega à sua sexta edição, realizada em parceria com o Arquivo Histórico Municipal (AHM), com o intuito de legitimar e celebrar seus patrimônios edificados. Com curadoria de Iago Mati, a programação inclui mais de 30 artistas do Brasil, Canadá, Argentina e Suíça. Destaques como Juçara Marçal, Matheus Leston, Inés Terra, Julia Teles, Romulo Alexis, Allyson Amaral, Charlotte Hug, Guizado e a Realeza e Edbrass Brasil estão confirmados.

Além desses artistas, o INDEX 2024 promove a inclusão da cena latino-americana no contexto de São Paulo, trazendo três nomes argentinos: Javier Bustos, Leticia Mazur e Jorge Crowe. Eles apresentarão o projeto Toborochi pela primeira vez no Brasil e realizarão improvisações com outros artistas.

A programação inclui música, arte sonora, dança, instalações, exibições de obras audiovisuais – incluindo lançamentos da editora Leviatã –, oficina de Colagem Sonora e atividades no AHM, como visitas patrimoniais guiadas e uma exposição. O evento conta também com o apoio do Coletivo Desvio Padrão, garantindo maior acessibilidade para todos.

“Esta edição destaca o projeto ‘AMēRICA’, uma série audiovisual que questiona o uso frequente dessa palavra para se referir apenas à América do Norte. Selecionamos artistas sonoros e músicos da América Latina e demarcamos nossa conexão através da palavra, com ênfase no acento agudo presente tanto em português quanto em castelhano”, reflete Iago.

A parceria com o AHM fomenta a ocupação do espaço público, incorporando a arquitetura de Ramos de Azevedo às propostas artísticas e criando um diálogo entre música, performance, audiovisual e o entorno. A utilização de espaços não convencionais pelo INDEX provoca uma relação íntima e única daquilo que se entende como palco, apresentação e público.

O INDEX 2024 reforça ainda a discussão sobre memória e documentação ao ocupar um local comprometido com a própria preservação da memória.

SERVIÇO

 02, 03, 04 e 05 de julho

Horário: 19h às 21h

Oficina ‘Colagem Sonora’, com Juliana R e Bruno Trchmnn

[VAGAS ESGOTADAS]

Local: Arquivo Histórico Municipal (Praça Coronel Fernando Prestes, 152, Bom Retiro, São Paulo)

12 de julho

Horário: 18h às 22h

Instalações: Matheus Leston e Natasha Xavier;

Música: Berimbaucomtudo + Flávio Lazzarin; Teia, de Julia Teles + Inés Terra (BRA-ARG) e Anganga, de Juçara Marçal + Cadu Tenório;

Música e dança: Allyson Amaral + Afonso Costa + Romulo Alexis;

Arquivo Histórico Municipal: exposição e visitas patrimoniais guiadas

13 de julho

Horário: 15h às 22h

Instalações: Matheus Leston e Natasha Xavier;

Exibições – lançamentos Editora Leviatã: Allyson Amaral e Afonso Costa no Arquivo Histórico Municipal, com
filme de Iago Mati e Dolores (5 min); Abissal, performance de Panamby e filme de Iago Mati (15 min);

Exibição: As coisas são como são, videoperformance de Natasha Xavier
(15 min)

Música: Maria Beraldo + Mariá Portugal; Charlotte Hug (CHE), e Toborochi, de Leticia Mazur + Javier Bustos + Jorge Crowe (ARG);

Arquivo Histórico Municipal: exposição e visitas patrimoniais guiadas

14 de julho

Horário: 15h às 20h

Instalações: Matheus Leston e Natasha Xavier;

Exibição: Resultado da oficina Colagem Sonora, um filme de Juliana R e Bruno Trchmnn (5 min);

Exibição – lançamento Editora Leviatã: E nunca as minhas mãos estão vazias, performance de Cristian Duarte em Companhia e filme de Iago Mati (25 min);

Música e dança: Leticia Mazur (ARG) + Javier Bustos (ARG) + Diane Labrosse (CAN);

Música: Guizado e a Realeza, de Guizado + Marcelo Cabral + Paola Ribeiros + Mamah Soares (BRA, música); Romulo Alexis + Raiany Sinara, e Teta Lírica + Venus Garland;

Arquivo Histórico Municipal: exposição e visitas patrimoniais guiadas

09 de julho

Horário: 19h

Instalação cênica: Slow Gardening, como resultado da residência de Edbrass Brasil na Casa Líquida, com colaboração de Marion Hesser, Thayna Oliveira e Vicente Otávio

Local: Casa Líquida

FICHA TÉCNICA INDEX

Realização: Leviatã, Fomento à Música, Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura da Cidade de São Paulo, Prefeitura de São Paulo

Direção e curadoria: Iago Mati

Arte: Natasha Xavier

Redação: Amanda Obara

Produção geral: Uirapuru Produtora

Som: Eduardo Magliano

Iluminação: Matheus Leston

Produção: Manoela Wright e Luciana Geoffroy
Assistência de produção: Amanda Obara

Parcerias: Coletivo Desvio Padrão, Casa Líquida, Estúdio Sem Piscina

Apoio: Arquivo Histórico Municipal, Pro Helvetia, Conseil des arts et des lettres du Québec (CALQ)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *