em ,

TopTop

Crítica de O Que Aconteceria Se… O Doutor Estranho perdesse seu Amor e não suas Mãos?

Depois de um terceiro episódio eletrizante onde temos um herói numa caçada vingativa, What If …? deixou de lado sua formação original para se concentrar em um dos personagens mais importantes da Marvel: o Doutor Estranho.

É o episódio mais forte até então, trazendo um conto épico que leva a origem do personagem para uma direção completamente distante. Episódio 4 de O que Aconteceria Se…? oferece visuais de tirar o fôlego em várias linhas do tempo que deixarão todos os fãs, novos ou antigos, na borda de seus assentos.

Nesse universo, Stephen Strange sofre o acidente como em seu filme solo, mas sai ileso. Em vez disso, quem sofre as consequências é sua amada Christine Palmer, que não sobrevive à tragédia.

Análise

Parece improvável que a Disney, que está no meio do lançamento da Fase 4 do Universo Cinematográfico Marvel, tenha decidido por puro acaso levantar a possibilidade de um Dr. Estranho corrompido. Parece improvável quando se sabe que o Feiticeiro Supremo terá um papel crucial em Homem-Aranha: No Way Home e na sequência de Doctor Strange (2016). Portanto, o novo episódio em questão é um grande sucesso. Doutor Estranho é, sem dúvida, um dos vingadores mais fortes e interessantes do mundo Marvel e as possibilidades que permitem seu protagonismo parecem infinitas.

A narrativa desta semana segue uma realidade onde a namorada de Stephen, Christine Palmer, morreu  no acidente que originalmente atingiu suas mãos no filme de 2016. Strange fica obcecado com a ideia de trazê-la de volta à vida, resultando na história mais pessoal que a série já contou: uma tragédia de proporções que destruirá o universo.

O Que Aconteceria Se… O Doutor Estranho perdesse seu Amor e não suas Mãos? nos presenteia com um arco completo para esta versão alternativa de Stephen Strange que certamente  consegue se conectar com os espectadores imediatamente, construindo um desenvolvimento emocional, contando uma história concisa e compacta com ação de tirar o fôlego, um drama de partir o coração, enquanto vemos a queda do Feiticeiro para tentar trazer de volta a mulher que ama.

A animação em O Que Aconteceria Se… O Doutor Estranho perdesse seu Amor e não suas Mãos? desde suas primeiras imagens reveladas, já mostrava que seria o episódio mais bonito da série até agora. A animação é altamente estilizada e dada maior grandeza, com cada flame mais incrível do que a anterior. Os designs de personagens e mundos trazem um estilo bem surreal e o espetáculo é capturado em apenas meia hora, deixando bem claro que o Marvel Studios tem muito mais a mostrar neste meio criativo.

O resultado final é um episódio vertiginoso, dinâmico, cheio de ação e místicismo. E como nos três primeiros capítulos, velhos conhecidos voltam, desta vez emprestando suas vozes para encarnar seus amados personagens. Benedict Cumberbatch, Rachel McAdams, Tilda Swinton, Benedict Wong entre outros.

O Que Aconteceria Se…  parece ter subido ao ápice de suas possibilidades, com um episódio que condensa de maneira excelente tudo o que foi sugerido em suas transmissões anteriores e que vai além de seus supostos limites, lançando as bases para o Doutor Estranho no Multiverso da Loucura ?

Nota: Fantástico – 4.5 de 5 estrelas

Crítica de O Que Aconteceria Se… O Doutor Estranho perdesse seu Amor e não suas Mãos?
4.5 / 5 Crítico
Avaliação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário