em ,

“Cães Selvagens” mostra submundo do crime de forma enfadonha e inconsistente

“Cães Selvagens” (Dog Eat Dog, EUA/2016) poderia passar despercebido como apenas mais um filme sobre o submundo do crime se não fosse pelo pedigree. Esse é o mais recente filme de Paul Schrader, um dos principais egressos da escola de cineastas malditos à qual pertencem Michael Cimino, Abel Ferrara e William Friedkin.

Na trama, três ex-detentos têm a tarefa de readaptar-se à vida civil. E eles o fazem à sua maneira. Troy (Nicolas Cage), é o cérebro. Procura uma vida limpa e sem complicações, mas não consegue se manter alheio ao seu ódio pelo sistema. Diesel (Christopher Mathew Cook) está na folha de pagamento da multidão e seu interesse pelo prosaico está diminuindo. Mad Dog (Willem Dafoe) é possuído por demônios internos, que o levam a situações extremas. Eles aceitam então uma missão para executar um crime perfeito que pode resolver de uma vez por todas suas vidas.

"Cães Selvagens" mostra submundo do crime de forma enfadonha e inconsistente | Críticas | Revista Ambrosia

O filme decepciona não só por falhar como thriller, trazendo uma trama genérica e histriônica que termina sem explicitar um propósito. A frustração fica ao ver um cineasta que já nos brindou com “A Marca da Pantera”, “Mishima” e “Gigolô Americano”. Isso sem contar com os roteiros impecáveis de “Operação Yakuza”, “Taxi Driver” e “Touro Indomável”.

Aqui, vemos Schrader (que também integra o elenco) acuado e perdido em um roteiro carente de estofo, assinado por Matthew Wilder, baseado no livro de Edward Bunker. Tamanha imprecisão prejudicou até a direção de atores. É perceptível o tom equivocado das atuações em diversos momentos. Restou-lhe recorrer a soluções estéticas para dar alguma personalidade ao filme, mas até nisso o longa deixa a desejar.

Por fim, o que temos em “Cães Selvagens” é um cineasta brilhante, que já vinha claudicando em trabalhos recentes (O lamentável “Vale do Pecado” é um exemplo), absorto em um espetáculo enfadonho e inconsistente. Seu próximo filme já se encontra em pós-produção e terá roteiro escrito por ele mesmo, a exemplo de seus melhores trabalhos. Por isso, apesar dos deslizes cometidos recentemente, ainda é cedo para decretar o fim da carreira de Schrader.

"Cães Selvagens" mostra submundo do crime de forma enfadonha e inconsistente | Críticas | Revista AmbrosiaFilme: “Cães Selvagens” (Dog Eat Dog)
Direção: Paul Schrader
Elenco: Nicolas Cage, Willem Dafoe, Christopher Matthew Cook, Paul Schrader, Louisa Krause
Gênero: Suspense/Drama
País: EUA
Ano de produção: 2016
Distribuidora: Imagem Filmes
Duração: 1h 33min
Classificação: 16 anos

Participe com sua opinião!