em ,

Festival do Rio: George Harrison Living in the Material World

- george harrison living in the material world banner - Festival do Rio: George Harrison Living in the Material World

Martin Scorsese além de cineasta de mão cheia é fã de música. Muito boa música por sinal. Se na ficção suas (ótimas, que fique bem claro) produções recentes ficam aquém de obras primas como “Alice Não Mora Mais Aqui”, “Taxi Driver”, “Touro Indomável” e “Os Bons Companheiros”, é na seara dos documentários musicais que o diretor ítalo-americano, novaiorquino da gema, tem obtido êxitos de qualidade inquestionável. Presenteou a todos os amantes do blues com o belíssimo “The Blues”, em 2003, dois anos depois entregou-nos o magnífico “No Direction Home” contando a história de Bob Dylan nos anos sessenta, e captou magistralmente os Rolling Stones no palco usando planos, texturas e enquadramentos de cair o queixo não só dos fãs de Jagger & Cia mas também de amantes do cinema em “Shine a Light”

O próximo tema musical de Scorsese seria George Harrison, o Beatle calado, o Beatle rebelde, o Beatle zen. Todas as características peculiares que originaram essas alcunhas são dissecadas em George Harrison Living in the Material World, que será lançado em DVD e teve sua premier em alguns festivais de cinema, inclusive no Festival do Rio. O documentário de três horas e trinta se divide em duas partes: a primeira, claro, enfoca a fase em que George integrou a banda mais famosa de todos os tempos, enquanto a segunda trata de sua carreira solo, sua espiritualidade, o impacto causado pela morte do amigo John Lennon, seu trabalho de produtor do Monty Python, o período com o Travelling Wilburys, superbanda que formou com Tom Petty, Bob Dylan, Roy Orbison e Jeff Lynne, e encerra a história, obviamente, com o momento de sua morte em 2001.

Scorsese teve acesso a um vasto arquivo de imagens inéditas e é possível calcular o trabalho que deu a seleção. Trata-se de fotos e filmagens que nem o maior beatlemaníaco caçador de relíquias vira antes. O documentário conta também com depoimentos da viúva Olivia Harrison, Eric Clapton (sim, a famosa furada de olho do Deus da guitarra, que roubou a ex-mulher de George, Pattie Boyd é citada), Klaus Voortman, Astrid Kirchherr, viúva do quinto Beatle Sturt Sutcliffe , além de George Martin e , claro, seus ex-companheiros de banda Paul McCartney e Ringo Star.

George Harrison Living In The Material World é mais uma mostra de como Scorsese usa todo seu talento e requinte de contador de histórias para contar histórias fascinantes do mundo da música, e, por mais que você, fã, tenha visto, ouvido e lido tudo sobre seu ídolo, certamente irá se surpreender em algumas passagens.

Ah, o próximo personagem de documentário será Bob Marley.

[xrr rating=5/5]

Deixe sua opinião

Avatar Samurai

Publicado por Cesar Monteiro

Escritor