em , , ,

Livro Guerra Sem Fim e melhores filmes da Guerra do Vietnã

A editora Aleph acabou de lançar seu primeiro livro de 2019 e o Pipoca & Nanquim não poderia deixar de celebrar, afinal, representa a volta às livrarias de uma obra seminal da ficção científica, que estava fora de catálogo há muito tempo no Brasil. GUERRA SEM FIM é um clássico moderno, escrito pelo físico e veterano da Guerra do Vietnã, Joe Haldeman.
O livro narra pelos olhos do recruta William Mandella décadas de batalha entre a raça humana e uma espécie alienígena, na verdade, uma grande metáfora para os absurdos inerentes à guerra.
E, como esse era o tema, decidimos também indicar três grandes filmes sobre o conflito do Vietnã, que inspirou Haldeman na vida real a escrever seu romance. E selecionamos apenas a nata dos filmes sobre a Guerra do Vietnã: O Franco Atirador (1978), Apocalipse Now (1979) e Nascido para Matar (1987), dos diretores Michael Cimino, Francis Ford Coppola e Stanley Kubrick.
SINOPSE DO LIVRO GUERRA SEM FIM:
“A história de guerra mais precisa e dolorosamente genuína que eu já li.” William Gibson, autor de Neuromancer.
Quando a humanidade faz o primeiro contato com uma raça extraterrestre, um movimento hostil causa o início de uma guerra espacial que durará séculos. William Mandella, um jovem norte-americano, está entre os primeiros soldados convocados no alistamento obrigatório.
Na guerra, ele aprenderá a manusear as máquinas mortíferas mais modernas e a sobreviver ao ambiente inóspito de mundos alienígenas. Além da resistência física, Mandella precisa lutar para sobreviver aos horrores da guerra, em um constante exercício de questionamento sobre seus reais inimigos. A possibilidade de voltar para casa não é uma esperança nem um alento: devido à dilatação temporal envolvida nas viagens espaciais, soldados que passaram poucos meses no espaço descobrem, ao retornar à Terra, que lá a passagem de tempo foi de décadas ou até de séculos.
Inspirado na experiência de Joe Haldeman na Guerra do Vietnã, Guerra sem fim se tornou um clássico da ficção científica militar e recebeu os prêmios Hugo, Nebula e Locus. Além de registrar, em uma metáfora cruel, a realidade de uma geração que vivenciou a guerra nos anos 60, Haldeman também abordou temas universais e atemporais, como ufanismo, solidão e as contradições da guerra.
EDIÇÃO DO VÍDEO: Jessica Torlezi

Deixe sua opinião

Pipoca e Nanquim

Publicação Pipoca e Nanquim