Lobisomem na Noite (2022), uma surpresa no UCM

21
0

Jack Russell é um descendente do ramo misticamente alterado de humanos conhecido como Licanthropos. Durante a noite de lua cheia e as duas noites posteriores, é forçado a se transformar em um lobisomem.

Através de uma série de eventos, também é capaz de se transformar voluntariamente fora da lua cheia, momento em que permanece no controle.

A Marvel como editora tem uma longa história. Dentro seus quadrinhos, além do super-heróico, enveredou em inúmeros gêneros. Podemos falar sobre os quadrinhos do Sargento Fury e seu Comando Selvagem no de guerra. De Guardiões da Galáxia ao scifi. Mas um gênero que a editora também tocou e que foi muito popular nos anos 1970 foi o terror. Onde personagens como o que nos interessa agora, assim como o vampiro Morbius, tiveram um lugar no mesmo universo dos super-herói.

A maldição

Lobisomem na Noite (2022) é uma média-metragem dirigido pelo compositor Michael Giacchino (Up -Altas Aventuras). A produção nos é apresentada como um especial para o Halloween. Aqui é mostrado como o Universo Cinematográfico Marvel está se adaptando cada vez mais ao formato das publicações em quadrinhos. E como se fosse uma edição especial.

Nele vemos como um grupo de caçadores de monstros, que estão à sombra do que vimos em filmes anteriores da Marvel, se reúnem para ver quem é seu novo líder. E uma caçada a um conhecido personagem da MArvel. Esta é a desculpa perfeita para mostrar toda uma demonstração de terror e violência à medida que a história se desenrola.

Michael Giacchino decide usar preto e branco para a produção. Devemos destacar aqui a fotografia de Zoe White, que apresenta uma iluminação bastante elegante e sabe dar as pinceladas certas de cor. Giacchino homenageia diretamente os filmes Hammer. Criando uma atmosfera digna de filmes clássicos de terror. O uso do preto e branco ajuda muito o espectador a mergulhar nessa clássica atmosfera de terror que é um toque de originalidade ao Universo Marvel.

O próprio diretor também conduz e compõe a trilha sonora do filme, somando-se a essa clássica atmosfera de terror. Soma-se a isso uma direção artística, que consegue recriar bastante bem o ambiente do covil do Mad Doctor , onde a trama se desenrola. Ajudando a melhorar essa atmosfera com o ar clássico de um filme antigo de monstros.

Na escolha dos atores, o casting é bastante bem sucedido.Os destaques do elenco incluem Gael Garcia Bernal como Jack Russell, nosso herói e um jogador no jogo; Laura Donnelly ( The Nevers ) como Elsa Bloodstone, filha distante de Ulysses; e Harriet Samsom Harris como Verusa Bloodstone, viúva do falecido e madrasta de Elsa. Bernal faz um desempenho como um caçador de monstros com um segredo sombrio e um passado doloroso. Donnelly se diverte, mas mesmo neste breve especial, ela conquistou com sua representação adequada de uma adulta tentando equilibrar a responsabilidade de carregar um legado familiar com sua própria identidade. E Sansom é aterrorizante como Verusa. Como todas as mulheres que se alinham com um líder de culto, sua lealdade se parece muito com o fanatismo.

Lobisomem na Noite é acima de tudo uma curiosidade. Um produto bastante original que escolhe a forma do especial de televisão para apresentar um personagem interessante. A Marvel, dessa forma, mostra que no cinema é capaz do que fazia como editora de quadrinhos. Isso é ter bastante versatilidade quando se trata de se aventurar em vários gêneros. Esperamos que continuem nesse caminho sobre os monstros de seu universo e que tenha continuidade. Bem, tudo indica que esse será o caso do próprio média-metragem.

Lobisomem na Noite

Lobisomem na Noite
75 100 0 1
Nota: Ótimo – 7.5 de 10 estrelas
Nota: Ótimo – 7.5 de 10 estrelas
75/100
Total Score iNota: Ótimo – 7.5 de 10 estrelas
Cadorno Teles
WRITTEN BY

Cadorno Teles

Cearense de Amontada, um apaixonado pelo conhecimento, licenciado em Ciências Biológicas e em Física, Historiador de formação, idealizador da Biblioteca Canto do Piririguá. Membro do NALAP e do Conselho Editorial da Kawo Kabiyesile, mestre de RPG em vários sistemas, ler e assiste de tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *