em , ,

UauUau EitaEita

Oscar 2023 acaba com a permissão para filmes lançados diretamente em streaming

Oscar 2023 acaba com a permissão para filmes lançados diretamente em streaming | Filmes | Revista Ambrosia

O Oscar 2023 voltará a adotar a regra que proíbe filmes lançados diretamente em serviços de streaming de concorrerem à premiação. Segundo o The Hollywood Reporter, assim como era adotado até 2020, a 95ª edição do prêmio da Academia de Hollywood abrirá exceção apenas para os longas que cumpram um tempo de exibição pré-determinado em cinemas.

Essa foi a regra que permitiu que filmes como “Roma”, “O Irlandês” e “Dois Papas” pudessem ser indicados ao Oscar.

Devido à pandemia da Covid-19 a Academia permitiu que filmes lançados apenas nos serviços de streamings pudessem concorrer ao Oscar. O vencedor de 2021, “Nomadland”, por exemplo, foi lançado diretamente no Hulu nos Estados Unidos. No Brasil chegou a ser exibido nos cinemas. O campeão de 2022, “No Ritmo do Coração”, é da Amazon Prime Video.

Só que com a vida voltando ao normal, e as salas de cinema em pleno funcionamento, a organização resolveu retomar a exigência pela vitrine a qual as produções de fato pertencem, que são as salas exibidoras.

Também foi anunciado que os novos prazos para as inscrições de filmes, dependendo da categoria, ficarão entre 3 de outubro e 15 de novembro de 2022.

O Oscar 2023 acontecerá em Los Angeles no dia 12 de março.

Leia mais sobre Oscar na Ambrosia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

#Lançamento'22 Circuito Ambrosia