em ,

Rio de Janeiro reabrirá os cinemas em outubro

Prefeitura e exibidores chegam a um acordo quanto à venda e consumo de alimentos dentro das salas

Depois de muita controvérsia quanto à liberação das salas de cinema no Rio de Janeiro, parece que agora chegou-se a uma definição. Em decisão foi tomada após reunião virtual realizada na segunda-feira (21) entre representantes do Sindicato dos Exibidores do Município do Rio e da Vigilância Sanitária da cidade, as salas de cinemas da cidade voltarão a funcionar no dia 1º de outubro.

A prefeitura do Rio já havia liberado a reabertura dos cinemas para o dia 14 de setembro. No entanto, A venda de comida e bebida nas bombonieres e o consumo de alimentos dentro das salas de exibição permaneceriam proibidos. Como se sabe, a pipoca e o refrigerante superam facilmente o valor do ingresso e é daí que que o estabelecimento extrai a parte significante da arrecadação, uma vez que boa parte (em alguns casos até mais da metade) do faturamento com ingresso é encaminhado ao distribuidor.

Como prefeitura e exibidores chegaram a um acordo quanto ao consumo de alimentos e bebidas, certamente desta vez a abertura deve mesmo acontecer. As salas operarão com 50% da capacidade.

Outra grande preocupação é quanto à limpeza e manutenção do ar condicionado. O sindicato garante que haverá renovação de ar feita continuamente durante as sessões por meio de dois dutos distintos: o ar quente sai da sala por um duto e o ar frio, vindo do ambiente externo, é limpo, filtrado e inserido na sala pelo outro. Além disso, os sistemas de refrigeração contarão com pastilhas bactericidas.

Abaixo, a lista de itens dos protocolos de segurança aprovados pela prefeitura do Rio que serão adotados pelos cinemas:

  • Álcool em gel disponível em diversos pontos de acesso do cinema
  • Consumo de alimentos liberado somente dentro da sala, com o espectador sentado em seu lugar pré-marcado
  • Ocupação máxima reduzida a 50%
  • Distanciamento social dentro da sala garantido de 1,5 metro
  • Fluxo de saída ao final da sessão fila a fila e orientado por funcionário do cinema
  • Terminais de compra de ingressos e bilheterias operando com distanciamento entre si
  • Fechamento de bebedouros públicos
  • Alternância de uso de pias em banheiros
  • Funcionário na porta do banheiro para garantir ocupação máxima
  • Marcação com adesivos no chão para filas, a fim de garantir o distanciamento social
  • Medição de temperatura dos funcionários e dos espectadores na porta do shopping ou na porta do cinema, quando este for na rua
  • Uso de máscara e EPI pelos funcionários
  • Aumento do espaço de tempo dos intervalos entre as sessões
  • Higienização completa das salas com produtos específicos e adequados

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0