em ,

Para quem não conhece Heroclix

Jogada no chão, a arma jazia após o ataque inicial, entretanto inesperadamente uma fúria nascida das entranhas asgardianas, Thor recolhe seu martelo e o joga com tudo em direção a Kal El, derrubando definitivamente. Nem kriptonita, nem magia, só um pouco de sorte numa jogada de dados para ganhar uma partida.  Uma batalha dessas não encontraria em qualquer quadrinho, nem sequer com um crossover dos Vingadores com a Liga, tampouco naquele momento exclusivo em que a Marvel e a DC Comics reuniam seus universos. Mas seria bem mais fácil de desenvolver e organizar no jogo de miniaturas criado pela Wizkids em 2002, Heroclix.
Não sei se o público conhece, mas ultimamente o saudosismo bateu forte e enamorando as longas partidas com os colegas com aqueles bonequinhos, procurei mostrar um pouco deste jogo, para quem sabe, uma nova leva de jogadores apareça em algum local deste Brasilzão.
A pequena figura, pintada com zelo ou não lá pela China, é um modelo de um personagem da Marvel Comics, da DC Comics ou de alguma outra franquia, que a Wizkids conseguiu licenciar, como foi com as sagas O Senhor dos Anéis e Jornada nas Estrelas, ou com filmes mais recentes como Pacific Rim ou Cavaleiro Solitário.
A miniatura está sobre um dial circular com um mostrador de características contendo as informações de velocidade/movimento, ataque, defesa, dano e alcance, como também os pontos de vida (os clics), segundo cada personagem.  Para cada ponto de dano que recebe, o dano é calculado por clics, variando a cada giro do dia, daí o nome do jogo, e no momento que chegamos ao KO você sairá derrotado, ou melhor, o personagem “morre”. Há outros indicadores, mas depende do personagem e de seus poderes, representado por cores, explicada numa tabela de poderes ou na card da miniatura. Cada uma das figuras tem um estilo de habilidades (teleporte, telecinesia, voar etc) o que torna o jogo tão legal e interessante pelas disputas desenvolvidas.
Como cada miniatura possui pontos determinados, dependendo do total de pontos podemos formar equipes variadas para as campanhas, como um X-Man, um aliado do Batman, ou mesmo um vilão, ou ainda um hobbit. Assim, você poderá iniciar uma partida, que ocorrem num campo de batalha quadriculado,  com um número entre 2 a 4 jogadores, mas pode jogar com mais, não há um número máximo de jogadores. E construir uma equipe diversa e variável, usando figuras de uma equipe conhecida ou membros de outras equipes.
heroclix-batman-chaos-war-y-mas-desde-30-pesos_MLM-F-3794590074_022013
Além da jogabilidade e o colecionismo envolvido, algumas packs de personagens são um show a parte. Saindo já títulos como A Noite Mais Densa, Hellboy, Street Fighter, O Hobbit, entre outros, temos um bom número de personagens para criar campanhas. Entretanto, a pouca visibilidade aqui no Brasil em comparação com lá fora, a distribuição irregular para não dizer nula; há grupos que inabaláveis curtem e jogam Heroclix, que garanto é uma ótima oportunidade e agradável diversão.

Participe com sua opinião!