Jonathan estreia no Teatro Ipanema

Solo inédito de Rafael Souza-Ribeiro sobre tartaruga mais velha do mundo traça um panorama afetivo e sombrio das relações sociais
Jonathan estreia no Teatro Ipanema – Ambrosia

Jonathan é um monólogo escrito e encenado por Rafael-Souza Ribeiro que parte da história real da tartaruga mais velha do mundo para abordar, com acidez e lirismo, temas como colonialismo, intolerância, moralidade e sobretudo a passagem do tempo. A montagem dirigida por Dulce Penna estreia dia 26 de maio no Teatro Ipanema e segue em cartaz até 11 de junho, com sessões sextas e sábados às 20h e domingos às 19h.

O ano era 2017 quando Rafael Souza-Ribeiro descobriu no jornal a história de Jonathan, uma tartaruga que, já naquele momento, era apresentada como o animal terrestre mais velho do mundo e o mais ilustre morador da Ilha de Santa Helena, território ultramarino britânico no meio do Atlântico, considerado um dos locais mais ermos do mundo. Aos 191 anos, a tartaruga celebridade carrega por décadas a função de garoto-propaganda da ilhota com aproximadamente 4500 habitantes. Sua imagem estampa camisetas, bonés, bem como a moeda de 5 centavos da libra local e os selos do órgão de imigração.

Quando leu o perfil de Jonathan traçado pelo jornal, do temperamento agressivo em jogos de críquete à pacificação após chegada de uma parceira da mesma espécie, passando pela voraz indústria do turismo desenvolvida ao redor do animal e todo o panorama histórico em que ele se insere, Rafael pensou: “Tem teatro aí!”

“Fui livre o bastante pra escrever uma história com começo, meio e fim, criar personagens, lugares, e uma dramaturgia que se vale da notícia, do documental, mas também do fabular, do alegórico e sobretudo do teatro”, comenta Rafael, que em 2023 celebra os 30 anos de seu encontro com o teatro. Neste mesmo ano, esteve em cartaz com o elogiado Cerca Viva, dirigido por César Augusto, e ganhou o Prêmio CBTIJ de Melhor Texto Original pelo infantil “Tá Com Medo de Quê?”

Na peça, a vida da tartaruga cruza com a vida de outro Jonathan, o jovem tratador de animais que herdou o nome do bicho e o ofício do avô, ainda que contra sua vontade. Enquanto passa a limpo a história da Ilha onde vivem, da tartaruga e da família, ele se vê às voltas com os próprios sonhos e a chegada da vida adulta.  

SINOPSE:

A vida do jovem Jonathan se transforma a partir do momento em que ele se vê impelido a cuidar da tartaruga mais velha do mundo e zelar por sua vida numa ilha perigosamente reacionária.

Ficha Técnica: 

Texto e atuação: Rafael Souza-Ribeiro

Direção: Dulce Penna

Direção de produção: Damiana Inês

Assistência de produção: Denise Oliveira

Preparação corporal: Luciano Caten

Figurino: Carla Ferraz

Visagismo e maquiagem: Diego Nardes

Iluminação: Paulo Denizot

Cenário: Dulce Penna e Dodô Giovanetti

Cenotecnia: Dodô Giovanetti

Trilha sonora: Arthur Ferreira

Arte gráfica: Ludmila Valente | Brainstorm Design

Assessoria de imprensa: Lyvia Rodrigues | Aquela Que Divulga

Fotografia: Renato Mangolin

Rafael Souza-Ribeiro – dramaturgo e ator

Rafael Souza-Ribeiro é dramaturgo, roteirista e ator, formado pela UFRJ em Direção Teatral. Em 2023, ganhou o prêmio CBTIJ de Melhor Texto Original pela autoria de “Tá Com Medo de Quê?”, dirigido por Renato Carrera; em maio estreia o solo Jonathan, como autor e ator, celebrando 30 anos de teatro; e é um dos roteiristas de Vicky e a Musa, série infanto-juvenil de Rosane Svartman para o Globoplay, que estreia em julho. Tem mais de 10 textos encenados nos últimos anos; é autor de 4 contos utilizados na série Educação Antirracista, do GNT; e foi roteirista em séries adultas para Amazon Prime, Mutishow e HBO Max Brasil.

Dulce Penna- diretora 

Dulce Penna é diretora, produtora e atriz, formada em Direção Teatral pela UFRJ. Iniciou sua carreira há 18 anos, como assistente de Marco André Nunes em “Projeto K “, de Walter Daguerre. Estreou como diretora e dramaturga em 2010, com a peça “201”, tendo recebido excelentes críticas. Foi diretora assistente em “Amérika!” e “As Horas Entre Nós”, direção Joelson Gusson (2012/13); “A Dona do Fusca laranja”, de Jô Bilac, direção Fábio Ferreira (2011); “Demônios “, direção Bruce Gonlevsky (2016). Como atriz, destacam-se: “O Bigode”, direção de Eduardo Vaccari; “Teatro do Saara”, direção Fernando Maatz (2017); “Heroína Solitária”, de Camilo Pellegrini (2017/18) – Prêmio de Melhor Atriz, Festival de Cenas Curtas do Teatro Ziembinski; “Malala, a menina que queria ir para a escola”, do bestseller de Adriana Carranca – prêmio CBTIJ de Melhor Produção (2018/19). 

Jonathan – a tartaruga

Jonathan estreia no Teatro Ipanema – Ambrosia
Jonathan estreia no Teatro Ipanema

Nascido em 1832, Jonathan, uma tartaruga gigante das Seychelles, foi dado como presente da Coroa britânica, ainda no século XIX, para a remota Ilha de Santa Helena, território ultramarino britânico no meio do Atlântico, considerado um dos locais mais ermos do mundo. No momento em que Jonathan veio ao mundo, há 191 anos, não havia tecnologias como a fotografia, o telefone e a lâmpada incandescente. A Torre Eiffel ainda não havia sido construída, e Napoleão Bonaparte, imperador francês que viveu seus últimos dias na mesma ilha, tinha apenas 18 anos de idade. De acordo com o Livro dos Recordes, Jonathan detém o título de tartaruga mais velha do mundo e o mais longevo testudine – grupo que inclui todas as tartarugas, cágados e jabutis – já registrado na história. 

SERVIÇO

JONATHAN

Local: Teatro Ipanema

Temporada: de 26 de maio a 11 de junho

Dia/Hora: sextas e sábados às 20h; domingos às 19h

Endereço: Rua Prudente de Moraes, 824 – Ipanema

Ingresso: R$40/R$20

Classificação: 12 anos 

Capacidade: 192 lugares

Duração: 60min 

Gênero: Drama Tropical

Total
0
Links
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ant
Trio interpreta obras de Brahms na Sala Cecília Meireles
Trio interpreta obras de Brahms na Sala Cecília Meireles – Ambrosia

Trio interpreta obras de Brahms na Sala Cecília Meireles

A Sala Cecilia Meireles, um espaço FUNARJ, apresenta sexta-feira, dia 26 de

Prox
“Sem Querer Querendo” – Roberto Bolaños, o Chaves, vai ganhar série documental
"Sem Querer Querendo" – Roberto Bolaños, o Chaves, vai ganhar série documental – Ambrosia

“Sem Querer Querendo” – Roberto Bolaños, o Chaves, vai ganhar série documental

A HBO Max anunciou hoje (22) a primeira série biográfica sobre Roberto Bolaños,

Sugestões para você: