em ,

Lives do CCBB homenageiam Guinga

O projeto “Guinga e as Vozes Femininas” segue até 12 de novembro. Primeira live acontece nesta quinta (15), com Cíntia Graton e Marcus Tardelli

A comemoração pelos 70 anos do músico e compositor Guinga (completados em 10 de junho) não para. O Centro Cultural Banco do Brasil programou uma série de lives no projeto “Guinga e as Vozes Femininas”.

As lives começam nesta quinta-feira (15) e vão até 12 de novembro. Além de apresentações musicais, acontecerão palestras sobre a obra de Guinga (aos sábados).

Do palco para o YouTube

As apresentações, que contarão com a participação de Guinga e serão transmitidas ao vivo do CCBB do Rio de Janeiro (sempre às 20h, no canal do YouTube), apresentarão diferentes repertórios e arranjos para a obra do homenageado. A abertura do projeto fica por conta Cíntia Graton e do violonista Marcus Tardelli, ex-integrante do Quarteto Maogani.

“Guinga é um gênio, compositor e violonista excepcional, e dono de uma voz singular. Para essa celebração convidamos oito cantoras de diferentes gerações e quatro instrumentistas para dividirem o palco com o homenageado. A identificação de Guinga com as vozes femininas é algo que lhe é bastante característico e que vem de há muito tempo: ele aprendeu a tocar violão acompanhando o canto de sua mãe, e desde os anos 70, tocou primeiro com Clara Nunes e Elis Regina e, depois, com Elza Soares, Nana Caymmi, Alaíde Costa, Zezé Gonzaga, Miúcha, Maria João, Leila Pinheiro e Mônica Salmaso, por exemplo”, revela a cineasta Fernanda Vogas, idealizadora do projeto.

O roteiro do encontro prevê canções como “Nem cais, nem barco”, “Exasperada” e “Sete Estrelas”, parcerias de Guinga e Aldir Blanc, e também “Fonte abandonada” e “Noturna”, do violonista com Paulo César Pinheiro.

Depois de Cíntia Graton, o projeto continua no dia 22, com uma live reunindo a cantora Simone Guimarães, paulista radicada em Brasília, e o violonista carioca Jean Charnaux. No dia 25, será a vez de unir pinhos com Anna Paes, também cantora, do Rio de Janeiro, mais o clarone de Pedro Paes. No dia 29 de outubro, Guinga e Charnaux acompanharão a jovem Bruna Moraes, de São Paulo.

No dia 1 de novembro, a mineira Ana Carolina emprestará a sua voz grave ao repertório luxuoso de Guinga, com o reforço de Jean Charnaux. Já no dia 5 de novembro, a potência vocal da carioca Ilessi se somará às cordas de Guinga e Charnaux. No dia 8 de novembro, Luísa Lacerda, ótima violonista do Rio, vai cantar e tocar com Guinga mais o sax soprano de Zé Nogueira.

Palestras sobre a obra do mestre

Além das apresentações musicais, o projeto “Guinga e as Vozes Femininas” também vai promover uma série de palestras com a violonista e cantora Anna Paes, professora da Escola Portátil de Música.

A palestrante vai falar sobre as parcerias de Guinga com Paulo César Pinheiro, Aldir Blanc e sobre a identidade musical e a história do homenageado.

Veja a agenda do projeto “Guinga e as Vozes Femininas”

Onde ver: canal do YouTube do CCBB

Dia 15 de outubro (quinta-feira), às 20h
Guinga recebe Cíntia Graton e Marcus Tardelli

Dia 22 de outubro (quinta-feira), às 20h
Guinga recebe Simone Guimarães e Jean Charnaux

Dia 25 de outubro (domingo), às 20h
Guinga recebe Anna Paes e Pedro Paes

Dia 29 de outubro (quinta-feira), às 20h
Guinga recebe Bruna Moraes e Jean Charnaux

Dia 1 de novembro (domingo), às 20h
Guinga recebe Ana Carolina e Jean Charnaux

Dia 5 de novembro (quinta-feira), às 20h
Guinga recebe Ilessi e Jean Charnaux

Dia 8 de novembro (domingo), às 20h
Guinga recebe Luísa Lacerda e Zé Nogueira

Dia 12 de novembro (quinta-feira), às 20h
Guinga recebe Leila Pinheiro e Marcus Tardelli

Palestras (aos sábados, às 20h)

Dia 24 de outubro :: Guinga e Paulo César Pinheiro

Dia 31 de outubro :: Guinga, memória, história e identidade

Dia 7 de novembro :: Viva Aldir! A parceria entre Guinga e Aldir Blanc

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0