em ,

Produtora Umanoid apresenta novos artistas na série de vídeos Tudo Que Se Pode Ouvir

Ao ar livre e em espaços internos, artistas despem suas canções em formatos inusitados. Propondo tirar músicos e intérpretes da zona de conforto e apresentar novos criadores, a produtora audiovisual carioca Umanoid introduz Tudo Que Se Pode Ouvir (TQPO), sua série de sessões ao vivo. Com lançamentos semanais planejados, eles estreiam com três artistas de diferentes vertentes.

Bambina Philosophy – “Something that Lasts”:

Na primeira leva, o soul de Bambina Philosophy, a MPB com influência da música latina de Miguel Bestard e o country blues de Cash Crash. O critério de seleção para as sessões será apresentar novos artistas, dar diferentes roupagens para músicas consagradas, aproveitando cenários e ambientes do Rio de Janeiro.

Miguel Bestard – “Devagar”:

“A ideia de fazer o programa surgiu da vontade de criar registros intimistas e totalmente verdadeiros de artistas que admiramos. Buscamos a diversidade, tanto de formatos, como de estilos musicais, levando sempre em conta a qualidade, já que a música é o ponto central do programa”, conta Rodrigo Seven, um dos responsáveis pela produtora.

Além dele, a Umanoid é formada por Anna Guida, Marcão Abreu e Taynã Frota. Eles atuavam individualmente há quase uma década no mercado de TV, cinema, publicidade e conteúdo musical, até unirem forças no ano passado para trabalhar mais diretamente no audiovisual para artistas. A ideia de criar um projeto autoral de sessões foi quase um passo natural.

“Como a produtora é formada por músicos e realizadores audiovisuais, atuamos em diversas áreas, mas o conteúdo ligado à música é forte no nosso DNA. A proposta é gravar tanto com artistas locais como com artistas de outras partes do Brasil e do mundo que estejam passando pelo Rio de Janeiro”, explica Seven.

Cash Crash – “Spend More Time With Me”:

Inspirado por sessões como o A Take Away Show e o Tiny Desk Concert, o Tudo que se Pode Ouvir será lançado semanalmente no canal da produtora.