em ,

O 6º Festival Ibero-Americano de teatro de São Paulo começa no dia 18 de Março

Este ano o festival começa no dias 18 de Março, data da comemoração dos 24 anos do Memorial da América Latina.

O Festival contará com a exibição de peças do Brasil, Argentina, Chile, Espanha, Portugal, Bolívia e México, totalizando 14 peças dos mais variados gêneros. Haverá, na abertura do festival, uma homenagem ao ator Lima Duarte sobre os serviços prestados ao teatro, ao cinema e à televisão brasileira. O próprio Lima Duarte inaugura o Festibero com o monólogo “A Língua de Deus”, de autoria dele, baseado em textos de Padre Anchieta, Padre Vieira, Fernando Pessoa e  Guimarães Rosa. A entrada é gratuita.

Confira a programação abaixo:

18/03, segunda

21h: A Língua de Deus (Brasil)

Qual será a língua de Deus? Palavras e sentimentos de grandes personagens da realidade e ficção em língua portuguesa: Padre Antônio Vieira, Padre Anchieta, Riobaldo Tatarana, Fernando Pessoa – se encontram e dialogam através do Ator. | Autora e diretora: Ariane Porto | Elenco: Lima Duarte | BRASIL
19/03. terça

19h: ADN (Hijos sin Nombre) (Argentina)

Filhos separados de suas mães ao nascer. Na alma as mães e os filhos se procuram. Existe a memória pré-natal? Um plano perverso nas mentes dos militares da ditadura argentina deixou sem carícias maternas muitas crianças. | Autora: Andrea Juliá | Direção: Horacio Medrano| Elenco: Andrea Juliá, Dalila Romero e Milena Medrano | ARGENTINA

21h: Uma Noite na Lua (Brasil)
Angustiado com o fim de um relacionamento, o personagem tem a missão de escrever uma peça em um curto espaço de tempo, e se perde nas suas divagações e anseios para impressionar sua amada. | Autor e diretor: João Falcão | Elenco: Gregorio Duvivier BRASIL/RJ

 

20/03, quarta

17h45: Pedro de Valdivia: La Gesta Inconclusa (Chile)

Dramatização das cartas do conquistador do Chile e a resistência Mapuche | Autor: Francisco Sánchez | Diretor: Sebastian Vila | Elenco: Fernando Sanchez, Pablo Obreque e César Espinoza, Cia. Tryo Teatro Banda | CHILE

19h: La Muerte de un Actor (Bolívia)

A tragédia de uma criatura que nasceu no teatro. A tragédia de todos. A morte. Relato do nascimento, dos sucessos que o construíram. | Autor e diretor: Antonio Peredo Gonzales | Cia.El Bunker | BOLIVIA
21h: UManoel (Brasil)

Trabalho cênico inspirado na poesia de Manoel de Barros. Palavras e movimentos configuram ideias e formas, num diálogo de invenções mutuas entre as vozes do poeta e a dos artistas. | Autora e diretora: Mariana Muniz | Elenco: Mariana Muniz e Rubens Caribé, Cia Mariana Muniz de Teatro e Dança | BRASIL/SP

21/03, quinta

19h: Como Arena entre las Manos (Argentina)

O universo e a atmosfera de três períodos: a Belle Epoque, a segunda metade do século XX, e a atualidade do século XXI. Margarita se deixa levar por suas lembranças mais íntimas. Momentos que escapam como areia entra as mãos. | Autor: Pablo Mascareño | Direção: Herminia Jensezian | ARGENTINA

21hValsa nº 6 (Brasil)

Único monólogo escrito por Nelson Rodrigues. Sonia é uma menina assassinada aos 15 anos de idade, que tenta desvendar o mistério de seu passado. | Autor: Nelson Rodrigues | Direção: Cláudio Torres Gonzaga | Elenco: Luisa Thiré | BRASIL/RJ

 

22/03, sexta

19h: La Virgem Loca (México)

Monólogo da solidão, da loucura que conduz ao riso ou à gargalhada. Divertido, profundo e universal, nos permite observar clandestinamente um dia na vida de uma solteirona só e angustiada. | Autor: Hosmé Israel | Direção: Enrique Pineda | Elenco: Cia Titular de Teatro | MÉXICO

21h: Shi-zen7 cuias (Brasil)

Um versão particular do ciclo da vida. Por vezes dramática, outras poética ou grotesca – do inocente começo até o espasmódico avanço da evolução, culminando em uma visão apocalíptica – a tensão do espetáculo se desenrola entre o mundo natural e o humano. | Autor: Grupo Lume e Tadashi Endo | Direção:Tadashi Endo | Cia. Grupo Lume | BRASIL/Campinas

 

23/03, sábado

19h:  Chrysalis (Espanha)

A relação de uma dupla com seus encontros, desencontros e paixões. Tudo acontece sobre uma corda que ao atar-se e desatar-se se faz escultura, mas com uma ternura que não deixará ninguém indiferente. | Autor: Jordi L. Vidal | Direção: Jordi L. Vidal | Elenco: Vania D’ Angelo e Kevin Troussart, Cia Jordi L. Vidal | ESPANHA

21h: Oréstia (Brasil)

A Trilogia reúne Orestia, Agamemnôn e Coéforas e Eumênides, da tragédia grega . Autor: Ésquilo | Direção: Teresa Aguiar |Grupo Rotunda | BRASIL/Campinas

 

24/03, domingo

19h: É Só uma Formalidade (Brasil)

Tratadas com humor e ironia, luto e rompimento servem de pretexto para que os atores lancem seus questionamentos sobre as [ir]realizações do homem. | Autor: Criação Coletiva do grupo Quatroloscinco |Direção: | Elenco: Marcos Coletta, Ítalo Laureano, Rejane Faria e Assis Benevenuto, Grupo Quatroloscinco | BRASIL, Belo Horizonte
21h: 1325 (Portugal)

1325 é a Resolução do Conselho de Segurança da ONU, que exorta os estados membros a incluírem as mulheres na construção da Paz. A peça realça o papel feminino nessa empreitada mundial. Autor: Criação Coletiva | Direção:José Carlos Garcia| Companhia Peripécia de Teatro | PORTUGAL

 

Memorial da América Latina – Auditório Simón Bolívar 

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – portões 13 e 15 – Barra Funda (próximo ao metrô)

Bilheterias

Abertas diariamente a partir das 14h, quando será possível a retirada de 02 ingressos por pessoa para cada espetáculo, sempre para as apresentações do próprio dia.

Participe com sua opinião!

Aprendiz

Publicado por Thais Cunha

“Antes de Watchmen” será lançado pela Panini Brasil

“É o fim” – Primeiro filme dirigido por Seth Rogen ganha pôster