em

Destaques Marvel para Janeiro de 2009

Como vocês bem sabem a Marvel em 2009 completa 70 anos, portanto vamos publicar no Ambrosia os destaques – na minha opinião claro – das edições regulares e mini-séries que serão publicadas mês a mês para que saiba o que reserva nosso futuro.

Amazing Spider-Man #583
Escrita por Mark David e com arte de Barry Witson, a edição trás o primeiro encontro amoroso do Peter Parker após a reformulação do personagem. Sinceramente quero que se f#da-se, não é a Mary Jane então para os infernos.

Amazing Spider-Man #584
Escrita por Marc Guggenheim e desenhada por John Romita Jr. (que também é o lápis da capa), esta edição dará início ao arco Character Assassination – que promete esclarecer alguns segredos das últimas edições da revista, mas não entrei em detalhes para não descobrir spoilers.

Avengers: The Initiative #21
Meu Deus!!! Humberto Ramos desenha e assina esta edição, já não chega o Madureira nos Supremos? O roteiro da peça é escrito por Christos N. Gage e eu estou fora.

Spider-Man Noir #2 e X-Men Noir #2
Homem-Aranha: Escrita por Daviv Hine & Fabrice Sapolsky com arte de Carmine Di Giandomenico, está é a segunda edição com Peter Parker em numa realidade alternativa.
X-Men: Escrita por Fred Van Lente e com arte de Dennis Calero, a história é aparentemente policial como certos romances Noir. Alguém ai está pensando em 1602?

Captain America #46
Escrita pelo brilhante Ed Brubaker e ilustrada pelo competente Steve Epting, a edição conta ainda com uma capa alternativa por Marko Djurdjevic homenageando os 70 anos da editora. Na história, Buck – o novo Capitão América – encontra Namor na China e juntos terão de lutar conta os ex-companheiros do Soldado Invernal (parte 1 de 3).

Daredevil #115
Escrita pelo fantástico Ed Brubaker (eu não canso de elogiar esse cara) e desenhada por Michael Lark, a edição trás o desfecho da aventura com a Lady Bullseye.

X-Men vs. Hulk #1
Chris Claremont não sabe mais o que fazer com sua carreira, então resolveu criar uma história sem sentido envolvendo muita porradaria com os X-Men, Wolverine e Hulk. Vendas garantidas e dinheiro no bolso. Quem desenha esta obra-de-arte é Scott Clark, mas a capa ficou para David Yardin.

Punisher #1
Estão rebutando o Justiceiro novamente? Escrita por Rick Remender e desenhada por Jerome Opena, a edição trás a primeira parte do arco Living in Darkness e apresenta o velho Frank lutando contra o Reino Sombrio (Dark Reign).

Runaways #6
Terry Moore, o escritor de Estranhos no Paraíso, conclui aqui seu primeiro arco com os Fugitivos. Arte e capa por Humberto Ramos, que combina pouco com o estilo de Moore, mas que fica legal desenhando os Fugitivos.

Thor #600
Escrita por J. Michael Straczynski, Stan “The Man” Lee e Chriss Giarusso, o número irá conter desenhos de Olivier Coipel, Chriss Giarusso e TBA. Capas alternativas servidas por Olivier Coipel, Marko Djurdjevic e Marc Silvestri. Nesta edição a Marvel malandramente resolveu voltar com a númeração clássica do personagem e lançar o número 600 com a participação de Stan Lee para faturar alto.

Astonishing X-Men #28
Escrita por Warren Ellis e desenhada poe Simoni Bianchi, a edição apresenta a quarta parte de Ghost Box, um arco que promete levar os X-Men para novos territórios nas mãos de um dos maiores escritores da atualidade.

X-Men: Legacy #220
Já falamos da edição aqui, portanto leia para saber o que a dupla Mike Carey e Scot Eaton preparou para a reformulação da Vampira em “Salvage”, uma história em cinco partes que começa nesta edição.

X-Factor #39
Peter David segue sua brilhante carreira, agora com o auxílio do desenhista Valentine Delandro, David irá nos dar um vislumbre do que aguarda o futuro da raça mutante após o nascimento do filho de Madrox e Siren. Sinceramente espero muito desta série!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

  1. Homessa! A Marvel é sacana mesmo! Querem, porque querem, esculhambar com o Filho de Odin OUTRA VEZ!? Ninguém considera o trabalho do Straczynski, do Oemming, do Simmonson? Ah! Só os fãs do Deus do Trovão para mantê-lo nos seus eixos.