em

Por que Sin Eater (Devorador de Pecado)?

gse-skullMais uma prévia de Geist no site da White Wolf, enquanto os comentários sobre a mesa de domingo não ficam prontos, leiam a tradução do interessante spoiler da semana, onde é discutida a natureza do termo Sin Eater (Devorador de Pecado).

“É uma expressão curiosa, “Devorador de Pecado”, e não sugestiona de forma imediata a natureza da pessoa que descreve. O que significa, e de todos os termos a que poderíamos se referir sobre estes atados a geist atormentados, por que este foi escolhido? O termo em si proveio da Inglaterra medieval, e originalmente se referia a um homem, que quando alguém morria, realizava um ritual sobre o corpo, onde ele comia pão e bebia cerveja simbolizando o ato de comer os pecados do morto, permitindo a sua alma ir mais rápido para o céu sem o perigo que esta vagasse pela terra. Os pecados do morto eram então passados para o ainda vivo devorador, que se acabava por se amaldiçoar pelo bem dos outros. Práticas similares podem ser encontradas em culturas ao redor do mundo, como os Astecas e os Egípcios.

Exatamente quando o termo passou a ser aplicado para homens que atavam suas almas aos geists ainda é incerto, mas o nome corre até pelo menos o século XVII, e provavelmente se espalhou com a ascensão do império britânico. Devoradores de Pecado vêem este termo como emblemático sobre o que eles fazem, se não precisamente correto em seus detalhes técnicos. Seja quando eles agem como advogados ou juízes, menssageiros ou vingadores, Devoradores de Pecados trazem um tipo de paz aos mortos que os permite seguir adiante desse mundo. Se eles se amaldiçoam pelo bem dos outros é o que é objeto de um acirrado debate.

Existe também um significado mais literal, menos agradável do nome. O fato é que geist não são, por via de regra, entidades agradáveis. Até mesmo o mais benigno e aparentemente humano dos fantasmas está sujeito a estranhas compulsões e surtos de emoção, e geists são bem mais alienígenas que qualquer um deles. Seus objetivos variam entre o inescrutável até o claramente horrível: um geist de armas e violência urbana pode desejar apenas que seu hospedeiro cause um pouco de pânico ao esvaziar um pente para o alto em uma vizinhança tranqüila, ou pode decidir que quer cavalgar (no sentido de possessão) em seu hospedeiro enquanto ele executa uma dúzia de jovens com a arma que o matou. Mesmo um Devorador que atingiu um nível de sinergia com seu geist se pergunta: o que o espírito faria se ele o deixasse solto para induzir qualquer um de seus desejos.”

Geist: The Sin Eaters será lançado no dia cinco de Agosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *