Provavelmente se aproveitando do sucesso da série “Narcos” da Netflix, chega o novo longa estrelado por Tom Cruise, “Feito na América” (American Made, EUA/2017), inspirado na história real de uma importante peça do tabuleiro do narcotráfico nos anos 80: Barry Seal (Cruise). Piloto frustrado de voos comerciais, Seal é cooptado por um agente da CIA para trabalhar em operações secretas nas Américas Central e do Sul. Nesse meio de caminho, acaba trabalhando para o Cartel de Medelín, chefiado por um Pablo Escobar em início de carreira (Mauricio Mejía).

O filme trata a trajetória de Seal com um grande sarcasmo, evidenciado na hipocrisia dos personagens, principalmente daqueles ligados ao governo. Cruise dá ao protagonista o tom certo em meio às nuances que surgem ao seu redor, e parece se divertir no papel. Como sempre, teremos o momento para sua famosa corridinha.

“Feito na América” proporciona ao diretor Doug Liman uma plataforma para brincar com cores e formato ao conceber algumas cenas como uma película dos anos 80 (época em que se passa a trama). Além disso, consegue inserir organicamente na história imagens de arquivo, alternando-as com cenas do filme. A fotografia assinada pelo uruguaio radicado no Brasil Cesar Charlone (consagrado pelo trabalho realizado em “Cidade de Deus”) possui uma certa saturação as cores justamente para endossar a nostalgia oitentista.

Como não consegue definir um corte e pretende contar todo o momento que o personagem esteve envolvido com as atividades ilegais, a narrativa se perde um pouco em várias pequenas passagens, entre as quais algumas que poderiam ser facilmente eliminadas por não fazerem a história andar, prejudicando assim seu ritmo. Dada a turbulenta vida que Seal teve, ela poderia facilmente render uma série de temporada fechada com 10 episódios. Porém, é difícil saber se um ator como Cruise faria algo nessa escala, já que ele sempre foi visto como um ator de superproduções cinematográficas de vultosas arrecadações.

Todavia, depois do fracasso do recente “A Múmia”, é bom ver um filme com Tom Cruise em que ele esteja a vontade e que, de quebra, entregue um entretenimento satisfatório que, de quebra, mostra a podridão da política de Washington, sem poupar republicanos ou democratas.

Filme: Feito na América (American Made) 
Direção: Doug Liman
Elenco: Tom Cruise, Domhall Gleeson, Sarah Wright
Gênero: Drama Policial/Cinebiografia
País: EUA
Ano de produção: 2017
Distribuidora: Universal Pictures
Duração: 1h 55min
Classificação: 16 anos