"12 Anos de Escravidão" vence o BAFTA

O filme “12 Anos de Escravidão” foi o vencedor do prêmio BAFTA, considerado a prévia britânica do Oscar. A cerimônia aconteceu nesse domingo em Londres. Com seu terceiro prêmio na temporada pré-Oscar, o filme do inglês Steve McQueen toma a dianteira na corrida ao prêmio da Academia de Hollywood. Além do BAFTA, a produção já tem o Globo de Ouro de melhor filme na categoria Drama e o prêmio principal do sindicato dos produtores (o Producers Guild of America) que foi dividido com outro favorito à estatueta dourada, “Gravidade”. O filme de Alfonso Cuarón, que levou o BAFTA de Melhor Filme Britânico, já tem também o prêmio principal do sindicato dos diretores (o Directors Guild of America) e também se mantém no páreo. Outro forte candidato ao Oscar, “Trapaça”, levou o prêmio principal do sindicato dos atores (Screen Actors Guild), além do Globo de Ouro de Melhor Filme de Musical ou Comédia. A temporada de premiações indica que o prêmio máximo da Academia deverá ir para uma dessas três produções.

A lista de vencedores do BAFTA

– Melhor Filme
“Doze anos de escravidão”, de Steve McQueen

– Melhor Diretor
Alfonso Cuaron (“Gravidade”)

– Melhor Atriz
Cate Blanchett (“Blue Jasmine”)

– Melhor Ator
Chiwetel Ejiofor (“12 anos de escravidão”)

– Melhor Atriz Coadjuvante
Jennifer Lawrence (“Trapaça”)

– Melhor Ator Coadjuvante
Barkhad Abdi (“Capitão Phillips”)

– Melhor Filme em Língua Estrangeira
“A Grande Beleza”, de Paolo Sorrentino

– Melhor Atriz/Ator em Ascensão
Will Poulter

– Bafta Honorário pela Trajetória
Helen Mirren

– Melhor Música
Steven Price (“Gravidade”)

– Melhor Som
Glenn Freemantle, Skip Lievsay, Christopher Benstead, Niv Adiri, Chris Munro (“Gravidade”)

– Melhor Figurino
Catherine Martin (“O Grande Gatsby”)

– Melhor Maquiagem
Evelyne Noraz e Lori McCoy-Bell (“Trapaça”)

– Melhor Fotografia 
Emmanuel Lubezki (“Gravidade”)

– Melhor Produção
Catherine Martin, Beverley Dunn (“Gravidade”)

– Melhor Efeito Especial
Tim Webber, Chris Lawrence, David Shirk, Neil Corbould, Nikki Penny (“Gravidade”)

– Melhor Edição
Dan Hanley, Mike Hill (“Rush”)

– Melhor Roteiro Original
David O. Russell (“Trapaça”)

– Melhor Roteiro Adaptado
Steve Coogan, Jeff Pope (“Philomena”)

– Melhor Filme Britânico
“Gravidade”, de Alfonso Cuaron

– Melhor Documentário
“O Ato de Matar”, de Joshua Oppenheimer

– Melhor Filme de Animação
“Frozen – Uma Aventura Congelante”, de Chris Buck e Jennifer Lee

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ant.
Madonna já está trabalhando em seu novo álbum

Madonna já está trabalhando em seu novo álbum

Madonna declarou que está trabalhando em seu novo álbum

Próxima
"Dangerous Glitter" – Um pouco da história do Rock

"Dangerous Glitter" – Um pouco da história do Rock

Em 1971,  Lou Reed e Iggy Pop se encontraram pela primeira vez com David

Você pode gostar