em ,

Festival do Rio: “Infiltrado na Klan” expõe o quanto a realidade deixou de ser sátira

 
O mundo atual virou a sátira que se fazia dele? Sim, e isso não anda nada engraçado. Spike Lee vislumbra isso desde que passou a usar o cinema como forte elemento de discurso, não a toa se insere no panteão dos maiores e mais importantes cineastas norte-americanos.
Seus filmes são marcados pelo discurso forte e incisivo sobre o papel do negro na sociedade ianque, e Infiltrado na Klan vai fundo nessa perspectiva. Fazendo uma sátira do que deixou de ser sátira. O diretor do importantíssimo Faça a Coisa Certa (1989) se baseia numa história real, um tanto impressionante: Stallworth (John David Washington, filho de Denzel Washington) um detetive negro se impondo numa polícia ainda tentando lidar com sua presença ali nos combativos anos 70, consegue se infiltrar na Ku Klux Klan, com ajuda de seu parceiro branco Flip (Adan Drive) e expor os absurdos que essa organização representava (e representa!).

A visão crítica de Lee encontra uma iconografia assertiva para representar o quanto esse extremo social era normalizado no “american way of life”, assim como para apresentar nuances na maneira como o movimento negro reagia a essa opressão.
Cenas do clássico O Nascimento de uma nação (1915) são usadas para rechaçar o quão  segregacionista era a formação cultural e social do país, ao mesmo tempo em que a câmera procura angular na representatividade black em cenas que compreendem os negros dentro de seus habitats culturais ou poetizando sua perplexidade. Essa quebra estética no meio da narrativa – uma marca de Lee – potencializa a história e sua contextualização dramática. E ele filma muito bem. A fotografia, a pontuação de cada letra da trilha usada e a sensibilidade na direção de atores, deixam o filme saboroso mesmo sendo uma iguaria indigesta, sobretudo em tempos onde a sátira vira a verdade que vivemos.
O final, onde o link automático é feito entre ficção e realidade, é de uma contundência perturbadora. O mundo atual virou a sátira que se fazia dele. E Infiltrado na Klan é um soco no estômago que você vai levar ao se dar conta disso.

Avaliação 5/5 estrelas

Deixe sua opinião

Alita: Anjo de Combate, de James Cameron e Robert Rodriguez, ganha novo trailer

O Último Guardião, confira trailer da Netflix