em

"Questão de Tempo": Não subestime as comédias românticas britânicas

Não subestime as comédias românticas. Pelo menos as britânicas! O diretor Richard Curtis é um dos responsáveis por estabelecer o gênero como um híbrido cultural do humor inglês, que é muito particular. Os roteiros de “O Diário de Bridget Jones”, “Um Lugar chamado Nothing Hill” e “Simplesmente Amor” falam por si.
Em seu novo filme, o agradabilíssimo “Questão de Tempo”, em que escreve e dirige, Curtis continua com a mesma facilidade em subverter a previsibilidade da comédia romântica. Estão lá sua fixação musical narrativa (mais comedida, mas bem presente), os diálogos que transformam a ironia inglesa em humor corrente, inadequação (um tanto charmosa) de seu mocinho e principalmente a preocupação vital em compor seus coadjuvantes de vidas próprias e consistentes. O filme fala sobre viagem no tempo mas isso revela-se apenas uma artimanha narrativa para uma reflexão sobre os reveses do presente, diante de um passado (tão sonhadamente) alcançável de mudanças.
O esquisito Tim Lake (Domhnall Gleeson) recebe uma bizarra notícia quando seu pai (Bill Nighy) revela que os homens de sua família tem a capacidade de viajar no tempo entre o presente e o passado (mas não no futuro). Depois de se mudar da casa da família à beira da praia, Tim decidi ir para Londres onde não encontra sua alma gêmea, Mary (Rachel McAdams). No entanto, quando ele viaja no tempo para ajudar seu companheiro de quarto, Tim descobre que, devido a sua intromissão no tempo, o encontro com Mary já não ocorreu – percebendo assim,  que cada mudança que ele faz no passado pode ter consequências mínimas (e as vezes graves) para o futuro.

39221383229651

O diretor deixa escapar sim alguma ingenuidade ou até mesmo excesso de idealização. Entretanto é ainda mais esperto ao embrulhar de parábola inglesa, um discurso tão batido e, mais uma vez, nos enche de encanto, outra consequência tão em desuso hoje em dia. Não subestime as comédias românticas. Pelo menos as britânicas! Recomendadíssimo!!!

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Renan de Andrade

VerificadoEscritorPromotor(a)CinéfiloMusicólogoFanáticos por SériesSuper-fãs

"A Vida Secreta de Walter Mitty" tem a beleza e a profundidade de um belo quadro na parede. E só!

"O Verão da Minha Vida" faz comédia com tema delicado, sem ser ofensivo