em

Relembre os melhores filmes de 2014 pela escolha da revista Ambrosia

2014 acabou e, para fazer um balanço do ano cinematográfico, os autores e colaboradores da Revista Ambrosia fizeram suas listas do que de melhor passou pelas telonas ao longo do ano.

Como resultado, podemos facilmente eleger “Boyhood” como o filme do ano juntamente com “Ela”. A experiência de Richard Linklater apareceu nas quatro listas apresentadas. A produção nacional “O Lobo Atrás da Porta” também foi bastante lembrado e pode ficar com a medalha de prata. “Praia do Futuro”, “Capitão América 2” e o ganhador do Oscar de Melhor Filme “12 Anos de Escravidão” também ganharam destaque.

melhores filmes a grande beleza

Raquel Gandra  

A Grande Beleza

Na categoria “internacional”

Chef

Na categoria “feel good” movie do ano

Praia do Futuro

Na categoria filme brasileiro

Inside Llewyn Davis  

Irmãos cohen, o que mais precisa ser dito?

Boyhood e Homens Mulheres e Filhos

na categoria drama e família

Nebraska e Ela

Na categoria Independente

Guardiões da Galáxia

Na categoria me surpreendeu como filme de HQ

 Garota Exemplar e Abutre

Na categoria suspense

 Anjos da Lei 2

Na categoria comédia divertidíssima

Empate entre “O Espetacular Homem aranha 2” e “X Men: Dias de Um Futuro Esquecido” na categoria Marvel

melhores filmes boyhood

Célio Silva

Boyhood – Da Infância à Juventude

O melhor filme de Richard Linklater e uma experiência única no cinema;

 O Lobo Atrás da Porta

Sensacional estreia na direção de Fernando Coimbra, com a fantástica interpretação de Leandra Leal, a melhor atriz brasileira do ano;

 Ela

Spike Jonze volta a surpreender com a inusitada história de amor entre um homem e um sistema operacional. Scarlett Johansson nunca esteve tão bem (embora só seja uma voz o filme inteiro);

12 Anos de Escravidão

Steve McQueen mostra por que é um dos diretores britânicos mais interessantes dos últimos anos. O filme, além de ganhar o Oscar, revelou Lupita Nyong’o ao mundo (também premiada como Melhor Atriz Coadjuvante);

Quando Eu Era Vivo

Ótimo filme de terror de Marco Dutra, que surpreende não só pela boa realização, mas também pelo elenco inusitado, que mistura Antônio Fagundes e a cantora Sandy Leah na assustadora trama;

Nebraska

Alexander Payne mostra maturidade e domínio na direção para divertir e emocionar com a história de um homem que acredita ter ficado rico no fim da vida. Bruce Dern, o comediante Will Forte e June Squibb dão um show;

Mommy

Xavier Dolan, de apenas 25 anos, ganhou o prêmio do júri do Festival de Cannes com este filme, que mostra uma relação conturbada entre uma mãe meio irresponsável e seu filho rebelde e bipolar. Filmado de maneira inusitada, o filme tem cenas arrebatadoras, como a que envolve o Hit do Oasis, “Wonderwall”;

O Grande Hotel Budapeste

Wes Anderson sabe como poucos criar filmes onde sua assinatura pode ser facilmente percebida. Mas aqui, ele consegue o equilíbrio perfeito para contar sua história no seu universo particular, amparado por uma ótima técnica e um elenco afiadíssimo. Não tem como não querer se hospedar no Grande Hotel Budapeste;

Homens, Mulheres e Filhos

Jason Reitman, consagrado após os sucessos de “Juno” e “Amor Sem Escalas”, foi incompreendido pelos americanos por causa deste filme. Mas a sua adaptação do livro de Chad Kultgen diverte e faz refletir sobre como estão as relações interpessoais na internet. De quebra, o diretor mostra que Adam Sandler pode render bem mais como ator fora de suas comédias idiotas;

Capitão América 2

O Soldado Invernal: Embora “Guardiões da Galáxia” tenha sido o filme de heróis mais divertido (e lucrativo) do ano, a segunda aventura de Steve Rogers foi o produto mais bem acabado da Marvel Studios deste ano. Com uma trama cheia de reviravoltas interessantes e cenas de ação incríveis, “Capitão América 2 – O Soldado Invernal” supera a primeira parte em praticamente tudo, graças à boa direção de Anthony e Joe Russo (que vão comandar o terceiro filme, “Guerra Civil”, e devem ser os diretores de dois filmes dos Vingadores). Além disso, Scarlett Johansson manda bem como a Viúva Negra, a inusitada parceira do Capitão, bem defendido por Chris Evans.

melhores filmes garota exemplar

Renan de Andrade

Garota Exemplar

David Fincher é um especialista em investigar os lados obscuros de suas histórias. Aqui, ele propõe um jogo narrativo brilhante apontando para ums pertubadora ideia: nada pode ser mais nocivo do que nossas próprias máscaras.

12 Anos de Escravidão

Steve McQueen tem a façanha de persuadir reflexão, revolta e identificação, transferindo a impiedade do opressor para uma amostragem sem qualquer ranço de fetiche histórico ou auto piedade racista. O impacto de um cinema bem feito.

Praia do Futuro

É uma tocante parábola sobre identidade. E ao aliar essa questão aos signos mais intocáveis da representação do homem, Karin Ainouz decalca da honra o teor sexual, e passa para a identificação pessoal a legitimidade de um gênero sexual. Lindíssimo.

O Lobo de Wall Street

O melhor filme de Martin Scorcese em anos. O melhor filme americano sobre o próprio umbigo. O melhor filme sobre a amoralidade imoral por trás da áurea de poder que consiste o Wall Street. Ou seja, um grande filme sobre a América se corroendo pelas próprias entranhas capitalistas que professa.

Ela 

Claramente, Spike Jonze faz seu melhor filme evocando aquilo que está sempre racionalizando em sua filmografia: o amor. Trata-se de um filme perturbadoramente do nosso tempo. Por isso o tom de melancolia que nos assalta no fim da sessão.

Boyhood

Na linha inescapável do tempo, o hoje somos nós. O ontem o que nos tornamos. Esse filme dá a deixa para que a reflexão, diante disso tudo, nos leve ao que nos tornaremos. Eis a curva dramática de todo o filme. Eis uma verdadeira obra-prima.

Trapaça

É um filme que suscita amor e ódio. Isso já revela muito sobre seus efeitos. O longa traz para o cinema moderno a ambiguidade da linha tênue entre farsa e personalidade na construção de personagens em universos fílmicos. Simplesmente, sensacional!

Miss Violence

Quando chegamos ao final devastador do filme, o silêncio é a única forma de colocar em perspectiva toda a sensação de perplexidade contida numa trama tão perversa, perturbadora e, sob diversas perspectivas, deprimente. Filmaço!

O Lobo Atrás da Porta 

É um longa bem sucedido em tudo que se propõe: no retratar da humanidade que há na mentira, a urgência inevitável da contrapartida e a impotência que mimetiza suas consequências. Um grande filme, que deveria ser o nosso real representante para o Oscar 2015…

Relatos Selvagens

E a Argentina conseguiu mais uma vez: ampliou o debate que seu cinema já costuma fazer para aquilo que mais nos perturba como seres em sociedade: o desequilíbrio revelador em situações cotidianas. E em seis histórias bem construídas. Sem exceções. Definitivamente, um êxito como e para o cinema.

melhores-filmes-relatos-selvagens

Cesar Monteiro

Boyhood

Reforçando o que já ouvimos repetidamente sobre o filme, “uma verdadeira experiência cinematográfica”. Não há outra definição mais cabível

Relatos Selvagens

O tão esperado confonto Brasil X Argentina não se concretizou na Copa, mas no cinema, os hermanos continuam dando (na média) uma goleada no Brasil. E olha que esse nem é o melhor que eles já fizeram, hein

O Lobo de Wall street

David O Russell bem que tentou com “Trapaça”, mas só Scorsese pode ser Scorsese. E como ele foi Scorsese nesse aqui, o seu melhor filme em muito tempo

Ela

Simplesmente brilhante

O Presidente

Mohsen Makhmalbaf criou uma espécie de “A Vida é Bela” só que sombrio e intrigante. A volta do maior cineasta iraniano em ótima forma. Que ganhe logo as telas nacionais, já que foi exibido apenas em festivais.

O Lobo Atrás da Porta

Quem disse que filme brasileiro é só Globo Filme?

Coming Home

Obra prima de Zhang Yimou. Outro que merece um lugar no circuito exibidor, após passar por festivais.

Vidas ao Vento

Um adeus em grande estilo do mestre da animação japonesa Hayao Miyazaki, que anunciou sua aposentadoria.

Capitão América 2

Quem disse que filmes de Super Heróis precisam ser rasos?

O Grande Hotel Budapeste

Wes Anderson é como Woody Allen. Repete cacoetes, mas sempre soa fresco e genial. Ponto para ele.

O-Lobo-atrás-da-Porta

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0