em

The Umbrella Academy vai ganhar os cinemas

Mais uma boa notícia para os fãs de The Umbrella Academy, após anunciarmos que a Devir vai publicar os quadrinhos no Brasil, chegou a vez da série se tornar um filme pela Universal Pictures. Segundo o IESB em conversa exclusiva com Gerard Way, escritor da série e vocalista do My Chemical Romance, o estúdio Universal já adquiriu os direitos para a adaptação nos cinemas e que uma primeira reunião com o estúdio já foi realizada.

Way disse que agora estão buscando escritores para adaptar a história e que a Universal ofereceu Diablo Cody (Juno), mas ainda nada está decidido. Além disso confessou que deseja o diretor Alfonso Cuarón (Grandes Esperanças, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Filhos da Esperança), de quem é muito fã, porém que está aberto a outros nomes também.

Conforme já revelou, Way teve como maior inspiração para escrever The Umbrella Academy o escritor escocês Grant Morrison, confira abaixo um resumo pelo Wikipédia:

A trama, em seis volumes, acompanha a história dos membros da Umbrella Academy, um grupo de jovens com poderes especiais. Mal tinham nascido, cada um desses super-heróis modernos foi levado para morar com o Sir Reginald Hargreeves (um alienígena que se passava por um famoso empresário, chamado por seus “filhos” de Monóculo), a fim de serem treinados para salvar o mundo de uma ameaça ainda não identificada.

Criados por uma “mãe” e um “pai” estranhos e rígidos, cada uma das crianças era denominada como um número. “Um”, Luther, tornou-se o Spaceboy, o líder e mais forte de todos. “Dois”, Diego, chamado de Kraken, é capaz de segurar a respiração por tempo indeterminado. “Três”, Allison, era chamada de Rumor e tem o poder de fazer se tornar verdade qualquer coisa que fale. “Quatro”, Klaus, Séance, pode levitar e falar com os mortos. “Cinco” é capaz de fazer viagens para o futuro a qualquer momento. “Seis”, Ben, era chamado de Horror por ter monstros de outras dimensões embaixo de sua pele. E “Sete”, Vanya, não aparentava ter poder algum, exceto ser muito interessada em música.

O tempo passou, porém, e cada um dos membros seguiu seu rumo na vida. O reencontro se dá quando da morte de Hargreeves, quando também começam a acontecer diversos ataques tanto aos jovens quanto ao planeta, de forma geral. Tudo para o qual foram criados passa a fazer mais sentido a partir desses eventos.

Tomara que a Universal consiga encaixar Diablo Cody e Alfonso Cuaró, esse filme têm tudo para fugir da mesmisse que a Marvel está para fazer nos cinemas.

Deixe sua opinião

Publicado por Salvador Camino

Vampira de volta aos X-Men

Novidades do Desenho Batman: The Brave and The Bold