em

X-Men Primeira Classe – “Paz nunca foi uma opção.”

Após anos de espera e promessa, finalmente foi lançado X-Men: Primeira Classe (X-Men First Class). Alguns fãs torceram o nariz quando as primeiras imagens foram aparecendo, mas para outros um grande filme estava chegando.
Com mais história e menos ação, X-Men Primeira Classe mostra o início do que viria a ser o Instituto Xavier Para Mutantes e como ele, Professor X (James McAvoy) e Magneto (Michael Fassbender) se conheceram. No ano de 1942, Erik, um menino judeu enfrentava a dura realidade dos campos de concentração alemães. O que ele não esperava era que ao ser separado de sua mãe, estranhos poderes apareceram e um comandante ficou bastante interessado. A pessoa em questão é Sebastian Shaw (Kevin Bacon), na época chamado de Schmitt.

Bem longe dali, um menino acorda com um barulho estranho e decidi sair do quarto para investigar. Ele então encontra sua mãe mexendo na geladeira e estranha, pois sabe que sua mãe está morta. A pessoa então se afasta e muda de forma, revelando ser uma menina de pele azul, olhos amarelos e cabelos ruivos chamada Raven (Jennifer Lawrence). Os dois se tornam grandes amigos. Erik sobreviveu a guerra, mas guarda dentro de si uma raiva enorme e está a caça dos culpados.

Uma agente da CIA que está no meio de uma investigação importante, se depara com esses mutantes e prontamente vai atrás de alguém que entende muito bem deles, Charles Xavier. Assim começam aqueles que se tornariam os primeiros X-Men. Erik e Xavier se tornam amigos, mas seus diferentes ideais não permitem que se entendam por muito tempo.

Apesar do que muitos andaram criticando este não é um filme focado na história inicial dos X-Men, mas sim no início da briga entre Magneto e Professor Xavier. O porquê deles atualmente viverem em uma guerra pessoal. Enquanto alguns preferem ficar em paz com os humanos, outros preferem se defender a todo custo. E é aí que todo conflito surge e podemos ver o quão controverso é a teoria do Xavier.

Ele quer que os mutantes se aceitem, mas ao mesmo tempo quer que eles se dêem bem com os humanos, que tentem se misturar. Já Magneto enaltece todas as diferenças e pede que eles não queiram se igualar, e que sim prefiram se destacar. Afinal, cada um deve gostar de si pelo o que tem de diferente e não por ser igual a maioria.

Para aqueles que não são grandes conhecedores da história original, o filme inteiro foi uma grata surpresa. Explicações na medida certa, romance, ação, comédia, ou seja, todas os ingredientes foram misturados e feitos da melhor forma possível. O fato de não possuir grandes cenas de luta o tempo todo, não alterou em nada o decorrer do filme. A escolha dos atores foi bem feita e tivemos ótimos revivals como Oliver Platt e o vilão Kevin Bacon.

X-Men Primeira Classe é extremamente rico em enredo e merece continuação. E apesar de entender o lado do Xavier, tenho que concordar com o Magneto.

[xrr rating=4.5/5]

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Melissa Andrade

ColecionadorNarutoRepórterFanáticos por SériesSuper-fãsFotógrafo

“Caetano e Maria Gadu” e a linha tênue entre o oportuno e o oportunista

E3 2011: Resumo da Conferência da Nintendo