em

Muitas cascas quebradas em Angry Birds 2

Não é a toa que os bichos estão nervosos…

O breve conto narra que uma laia de porcos mal educados vivem a caça dos ovos destas pobres aves.

Outra questão pertinente, a meu ver, é o fato dos “birds” não possuírem qualquer tipo de asa. Talvez até toda essa caracterização tenha contribuído na caminhada de sucesso da franquia.

Angry Birds foi lançado em 2009 pela Rovio Entertainment e desde então vários mods e adaptações temáticas também mantém a longevidade de sua fama. A proposta em suma é casual mesmo, nada de big deal. O objetivo é arremessar um pássaro sem asas através da mira de um estilingue e derrubar as estruturas com inimigo e tudo dentro.

A primeira versão, ao contrário do sucesso todo, não trazia lá grandes concepções artísticas, recursos gráficos ou de jogabilidade.

A Rovio também deve ter percebido isto, pois Angry Birds 2 ao contrário dos games anteriores é um jogo a altura de competir com muitas tranqueiras produzidas para consoles… Quem jogou sabe, pois desta vez não faltou nada.

Todas as animações são caprichadas nas partículas e na quantidade dos estágios das demolições e explosões. Parece inclusive que toda a física foi refeita e tudo cai e explode de maneira natural e suave. Sobre jogabilidade, a novidade é um indicador de trajetória que inclusive funcionou muito bem, vindo a calhar.

Considerações a parte, a maior mudança é a quantidade de estágios durante uma partida. Na primeira, só havia um estágio a destruir e nada mais, nessa existem cenários com vários estágios subsequentes onde o sucesso da jogada acumula pontos para as próximas.

Agora complicou? Pois jogue que descomplica.

Angry Birds 2 e suas versões anteriores estão disponíveis gratuitamente na sua loja de aplicativos mais próxima.

 

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0