em

Topscore: Os Piores Power Ups do Mario

Este foi na verdade o primeiro Topscore que escrevi e que nunca chegou a aparecer aqui no Ambrosia. Mas como Mario é um ícone dos games, a coluna dedicada a ele não poderia faltar por aqui.

Super Mario Bros. : A mais famosa série de vídeo-game é quase um sinônimo da idéia de Power Up, e praticamente não existem novos jogos do Mario que não tragam um Power up inédito para ser usado. Por isso decidimos presentear nossos leitores com uma série onde escolhemos quais são os melhores, os piores ou simplesmente os mais estranhos Power ups que já apareceram no armário do encanador varonil.

Os Piores Power Ups do Mario

Este é sem dúvidas o artigo mais difícil da série, já que a Nintendo é famosa pelo rigoroso controle de qualidade em sua linha de jogos. Vale dizer que ser classificado como “pior” em uma série famosa por sua excelência não quer dizer necessariamente que o Power Up seja ruim, é só olhar para a antiga franquia rival (só para ressuscitar velhas e acaloradas discussões), Sonic, e perceber que mesmo os piores do Mario eram mais criativos do que a bolha de vidro que cercava o Porco Espinho.

Mario com seu consagrado chapéu alado

5) Wing Hat – Super Mario 64

Ainda que este jogo seja até hoje um dos melhores na galeria do Mario, tendo sido responsável pela invenção do jogo de plataforma 3d, e de muitas outras coisas que hoje temos como obrigatórias (como a movimentação de câmera), os jogos do Nintendo 64 (bem como os demais nos anos noventa, Saturn, Playstation e etc) não tinham modelos 3d muito refinados, e a adição de asinhas ao boné era umas das melhores coisas que eles conseguiram fazer no jogo de estréia do console. Praticamente todos os jogos do Mario tem um Power Up que o permite voar, mas asas no boné realmente parece ser o mais fraco da categoria que inclui coisas como capas, rabos, helicópteros e poderes galáticos. Só podemos concluir que o Mario deveria deixar esse tipo de coisa com o Asterix e ser mais original.

Topscore: Os Piores Power Ups do Mario | Games | Revista Ambrosia

4) Rainbow Star – Super Mario Galaxy

Não quero parecer gótico ou contra as cores de maneira geral, mas por que o efeito da estrela de invencibilidade virou colorido? A resposta é dedutível e eu fico triste em dizer que também é culpa de Super Mario 64 (ainda que este Power Up não apareça no jogo), já que a partir dele o destino final de todas as fases do encanador passou a ser alcançar a estrela dourada (aquela lá em cima na nossa logo). Para diferenciar o Power Up das Power Stars, eles resolveram deixá-lo inteiramente colorido, e isso seguiu para os novos jogos 2D da série como New Super Mario Bros. e sua “seqüência” no Wii, oficializando a opção pelo Arco-íris em todos os jogos da franquia.

Topscore: Os Piores Power Ups do Mario | Games | Revista Ambrosia

3) FLUDD – Super Mario Sunshine

Não é nenhum tipo de perseguição aos jogos 3D do Mario, até porque a série Galaxy é um dos melhores games dos últimos 10 anos e eu mesmo já comentei neste pequeno artigo o quanto Super Mario 64 era bom, mas Sunshine é o elo fraco da corrente. O jogo não é de forma alguma ruim, mas dada a qualidade dos demais títulos recentes este aqui acaba ficando um pouco obscurecido. Além de usar mangas curtas pela primeira vez, FLUDD, a mochila de água “inteligente” que ficava nas costas do encanador era bem chatinha de controlar. Além disso, sempre tive a impressão de estar sendo restringindo, já que com a adição da mochila o Mario não executava muitos dos seus movimentos naturais. Mas devo dizer que eu gosto das mangas curtas prontas para o verão que o Mario usa no jogo.

Topscore: Os Piores Power Ups do Mario | Games | Revista Ambrosia

2) Superball Mario – Super Mario Land

Apesar de fazer muito sucesso na época, Super Mario Land, lançado para o Game Boy original é uma linha de jogos do Mario que anda um pouco esquecida pela geração atual. Este é um dos mais obscuros powers ups do encanador, basicamente ao tocar em uma flor (que não é a flor de fogo mas é parecida) ela ganha o poder de arremessar uma bola de borracha pela tela, e apenas uma por vez. O item é um dos piores por não ser muito inspirado e não possuir nada de diferente: a roupa não muda, a bola não dá mais dano ou sobrevive a mais de um inimigo (fazendo-a igual a flor de fogo) e ao invés de lançar várias você tem que esperar ela sumir da tela para tentar de novo (a coisa ainda piora porque ela quica nas paredes e não some facilmente). Este Power Up tinha tudo para ser o nosso campeão, se não fosse por Mario Galaxy, que conseguiu tornar outro poder ainda mais inútil.

Topscore: Os Piores Power Ups do Mario | Games | Revista Ambrosia

1) Space Suit – Super Mario Land 2

O prêmio de pior Power Up vai para a roupa de astronauta de Mario Land 2! Além de não ser particularmente comum, pois só aparece no sexto mundo do jogo, ela ainda é inútil, pois não acrescenta nada as capacidades do Mario, fazendo com que seja apenas uma decoração. Antigamente eu até deixaria ela passar na lista por ser “diferente”, mas não depois de Mario Galaxy. Se existe uma coisa que aquele jogo provou é que o Mario não precisa de uma roupa de astronauta para viajar pelo espaço. Portanto se um dia você quiser explorar um planetóide perdido nos confins do universo, não se preocupe com detalhes como oxigênio e pressão atmosférica, coloque um Luma dentro do seu chapéu e vá se divertir.

Certamente a série de jogos do Mario possui muitos Power Ups capazes de gerar todo tipo de reação dos jogadores. Esta foi a nossa lista, e tenho certeza que muitos podem discordar da mesma. Portanto, para você, quais são os piores poderes que o encanador já obteve?

One Comment

Deixe sua opinião!
  1. Ai, a Mola do Super Mario Galaxy 1! Além de ser um saco de controlar, na maioria das vezes ela podia ser perfeitamente substituída por uma sequência de saltos bem feita. Ou seja, totalmente inútil, porque não dava acesso a nenhum lugar realmente inalcançavel e, ainda por cima, atrapalhava, por muitas vezes acabar fazendo com que você caísse no buraco negro. Peguei a primeira vez que ela apareceu para ver como era, mas depois nunca mais.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Felipe Velloso