em

L&PM publica história do roubo da Mona Lisa

roubaram_a_mona_lisaEm agosto de 1911, no Museu do Louvre, em Paris, havia uma fila enorme de pessoas, mas não para ver a mais famosa obra do Museu. O que eles queriam era ver a ausência dela: o quadro Mona Lisa, de Leonardo da Vinci. O rosto mais conhecido do mundo da arte, que ainda alimenta estudos afim de descobrir a relação de Gioconda com o pintor, havia sumido. Dias antes, três homens entraram no Louvre fingindo ser funcionários, se esconderam e à noite saíram com um presentinho do local.

A história do roubo do maior legado de Leonardo da Vinci é relatada no livro Roubaram a Mona Lisa!, de R. A. Scotti,  e a tradução de Ana Ban chega agora às livrarias pela Editora L&PM. A autora faz um passeio entre as origens da pintura e desvenda a cadeia de ladrões, falsificadores e colecionadores de arte que estiveram por traz do crime que fechou as fronteiras da França.

As 240 páginas de Roubaram a Mona Lisa contém até a prisão de Picasso e Apollinaire, considerados suspeitos, mas liberados por falta de provas. A narrativa vai para diversos países onde a busca foi feita, até chegar a uma carta anunciando a venda de Mona Lisa, recuperada dois anos depois.

Um trecho do livro pode ser conferido no site da L&PM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Navegante

Publicado por Taize Odelli

Novo grande projeto da Marvel anunciado

Trailer do filme The King of Fighters