em ,

Júri declara Led Zeppelin inocente em acusação de plágio

Após muita polêmica, foi decidido hoje, pelo júri na Califórnia, que a canção ‘Stairway To Heaven’ do Led Zeppelin não se configura como plágio. A polêmica surgiu porque a introdução e base instrumental da música, uma das mais famosas da banda inglesa dos anos 70, seriam muito parecidas com a música instrumental ‘Taurus’, da banda americana Spirit. O guitarrista do Spirit, Randy California, autor da música, afirmou durante muito tempo que merecia créditos pela composição de ‘Stairway to heaven’, mas nunca entrou com uma ação legal e morreu afogado em 1997 no Havaí.

O veredicto em Los Angeles se instala em um ponto que os fãs de música têm debatido há décadas, mas não havia encontrado caminho para o tribunal até dois anos atrás, quando a história voltou a ganhar atenção na mídia depois que Michael Skidmore. curador e amigo de Randy, entrou com ação por perdas e danos contra os três remanescentes do Led Zeppelin, Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones, alegando que Randy California merece o crédito para que possa, ainda que de forma póstuma, “assumir seu lugar como autor da maior canção de rock” já escrita.

Page e Plant, que escreveram a letra, disseram que sua criação foi um original. Em várias horas de testemunho, muitas vezes animado e divertido, eles descreveram o trabalho de criação por atrás de uma das canções mais conhecidas do rock, o tempo todo negando o conhecimento da desconhecida Taurus. E de não se lembrarem de terem andado com os integrantes da banda americana. Em alegações finais, Francis Malofiy, advogado que representa Randy, criticou Page e Plant por apresentarem “memórias seletivos” e verdades “convenientes” no banco das testemunhas.

Na tentativa de mostrar as obras eram substancialmente similares, a custódia teve a difícil tarefa de depender de partituras porque é isso que está arquivado com o Escritório de Copyright dos EUA. Os jurados não ouviram a gravação de ‘Taurus’, em vez disso, foram tocadas extradições em violão e piano por músicos de ambos os lados do caso. Não surpreendentemente, a versão do autor da acusação no violão soou mais como “Stairway” do que a versão de defesa no piano.

Especialistas para ambos os lados dissecados ambas as composições, concordando, principalmente, que eles compartilhavam uma progressão de acordes descendente que remonta três séculos como um bloco de construção em lotes de canções. Os peritos, no entanto, foram mais longe e observaram várias outras semelhanças que fizeram os dois trabalhos ao contrário de muitas outras músicas que tiveram semelhante controvérsia, como ‘My Funny Valentine’, e dos Beatles ‘Michelle’.

O advogado de Led Zeppelin disse que a custódia não possui os direitos autorais e que o autor não conseguiu provar um caso que deveria ter sido interposto mais de 40 anos atrás, quando Randy estava vivo e Page e Plant teriam tido melhores memórias. “Como você pode esperar meio século e criticar as pessoas … 45 anos mais tarde para o atraso lhe causou?” disse Peter Anderson. “Eles deveriam ter processado em 1972.”

Dessa vez Page e Plant foram vitoriosos, mas vale lembrar que essa não é a primeira acusação de plágio contra o Led Zeppelin. As músicas ‘Lemon Song’ ‘Dazed and Confused’ e ‘Whole Lotta Love’ tiveram a mesma acusação. Compare as duas músicas abaixo e tire suas conclusões

Leia também:

No embalo de ‘Sweet Child O’ Mine’ lembramos de músicas famosas acusadas de plágio

Participe com sua opinião!