Ambrosia Destaques Músicas que você conhece... mas não sabe o nome ou quem canta

Músicas que você conhece… mas não sabe o nome ou quem canta

Sabe aquela música que você já ouviu muito, mas não sabe o nome e nem o nome do artista? Tudo bem, hoje existe até aplicativo para descobrir, mas, cá para nós, ainda não são 100% eficazes. Para ajudar, fizemos aqui uma lista de músicas que com certeza você conhece mas sempre se pergunta quem canta.

Your Love – Outfield

É uma velha conhecida das FMs aqui no Brasil. Mas desafie alguém a dizer o título ou o nome da banda. A música se chama Your Love e é dos ingleses do band The Outfield, do seu álbum de estreia “Play Deep”, de 1985.

Build – The House Martins

Essa chegou a fazer parte de trilha de novela (Bebê A Bordo, de 1988). Tocava frequentemente nas rádios e até hoje marca presença em light FMs. A música é da banda inglesa The Housemartins e se chama Build, do álbum “The People Who Grinned Themselves to Death”, de 1987. Aqui ficou conhecida como “Pa-Pa-Pa-Papel”, por conta de seu refrão (Bu-Bu-Bu-Bu Build). O baixista da banda era Norman Cook, hoje mais conhecido por seu trabalho como DJ sob o pseudônimo Fat Boy Slim.

Barracuda – Heart

Uma das melhores músicas de hard rock já feitas. E frequentemente lembrada no cinema (de As Panteras a Shrek). A música é Barracuda, da banda Heart, tirada do segundo álbum, “Little Queen”, de 1977.

Tubthumping – Chumbawamba

Tubthumping é o hit de 1997 do disco “Tubthumper” da banda inglesa Chumbawamba. A música era quase onipresente na época e foi até tema do jogo “World Cup 98”. Apesar de terem bebido na cultura rave na virada dos anos 80 para os 90, a banda começou em 1982 com um som punk. Tubthumping foi número 2 nas paradas do Reino Unido e número 6 nos EUA. A banda acabou em 2012.

I’m a Believer – The Monkees

A música foi composta por Neil Diamond e gravada pelos Mokees (com Micky Dolenz nos vocais) e lançada como single em 31 de dezembro de 1966. Alcançou o primeiro lugar do Billboard Hot 100, posição que manteve por sete semanas. É um caso de não ligar o nome à pessoa por parte dos ouvintes casuais, uma vez que os Monkees são uma banda com um numeroso séquito de admiradores até hoje.

Sugar Sugar – The Archies

Outra bastante popular em sua época que os ouvintes de hoje não se lembram quem gravou. Esse sucesso de 1969 foi composto por Jeff Barry e Andy Kim para a banda fictícia de desenho animado The Archies. Quem interpretava os vocais era Ron Dante acompanhado por Toni Wine.

Misirlou – Dick Dale

“A música do Pulp Fiction!”, todos dirão. Mas o que muita gente não sabe é que ela se chama Misirlou e é uma canção grega de 1924 (!!!). Teve várias versões, mas a que teve mais fama foi a de Dick Dale, gravada em 1962. Também foi sampleada na faixa Pump It do Black Eyed Peas.

Ready for the Floor – Hot Chip

Essa figurinha fácil nas festinhas indie faz parte do álbum Made in the Dark, terceiro disco da banda eletrônica inglesa Hot Chip. Além da batida dançante tem um refrão que pega e não larga

Oh Yeah – Yello

Você ouve e lembra logo, claro, de Ferris Bueller dando volta no diretor do colégio em Curtindo a Vida Adoidado. A banda suíça Yello lançou a música como single em 1985 (parte do álbum Stella). Ficou marcante pela mistura de música eletrônica e vocais manipulados. Fez parte de outras trilhas de filmes, inclusive o também oitentista O Segredo do Meu Sucesso, com Michael J. Fox.

Sunday Morning – The Bolshoi

Todo mundo sabe cantarolar o “Sunday Morning” da letra e podem até chutar que esse é o nome da faixa. Mas o nome da banda já fica um pouco mais difícil. Os ingleses do Bolshoi lançaram essa música em 1986 no álbum “Friends”. Outro sucesso deles é “Away”, que não estourou por aqui.

Noite de Prazer – Cláudio Zoli

“A noite vai ser boa”, “Na madrugada”, esses são alguns chutes quando a pergunta é qual o nome dessa música. A coisa dificulta ainda mais se perguntarmos quem gravou. Discípulo de Tim Maia, o carioca Cláudio Zoli com a banda Brylho gravou em 1983 esse indelével clássico da música brasileira, presença obrigatória no repertório de artistas que tocam em bares.

Baker Street – Gerry Rafferty

Foi o primeiro lançamento solo do escocês Gerry Rafferty, após a resolução de problemas legais em torno da separação formal de sua banda anterior, Stealers Wheel, em 1975. Baker Street foi lançada em 1978 e fazia parte do segundo disco solo de Raffert, “City to City”. Ficou conhecida pelo marcante saxofone de Raphael Ravenscroft, falecido em outubro de 2014. Gary faleceu em 2011. A música ganhou um cover de sucesso em 1992 do grupo britânico Undercover.

Bad to the Bone – George Thorogood

Para ilustrar a personalidade difícil ou durona de um personagem em um filme ou série, De O Exterminador do Futuro 2 a O Pestinha, recorrentemente esse blues rock de George Thorogood é acionado. Bad to the Bone do álbum lançado pelo artista em 1982.

I’ll Be There For You – The Remembrandts

Impossível ouvir e não lembrar da abertura de Friends. O nome da banda é que não é tão fácil. o The Remembrandts iniciou suas atividades em 1990 e quando a dupla Danny Wilde e Phil Solem gravou o tema para o seriado de TV, estava elaborando repertório para seu vindouro terceiro álbum. O sucesso de Friends e da música obrigou a banda a incluí-la no álbum.

Participe com sua opinião

Por favor preencha o comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

próxima publicação