em

System Of A Down fecha noite de Rock In Rio nos braços do povo

Uma das atrações mais esperadas dessa corrente edição do Rock In Rio é talvez a última grande banda de rock pesado. O System Of A Down estourou com o álbum Toxicity em 2002 e chamou atenção com seu som pesado com influências da música armênia, origem étnica dos membros da banda. Logo ‘Chop Suey’ foi catapultada ao topo das paradas de sucesso, apesar da estrofe quase impossível de ser cantada. Embora não se levem muito a sério, ao contrário da maioria das bandas de metal, as letras apresentam cunho crítico e politizado.

Em 2011 foi a banda de Glendale, Califórnia, mais pedida para o Rock In Rio e agora em 2015, mesmo sem disco novo para divulgar, configura mais uma vez no line up, mas desta vez como headliner. Porém há 4 anos, o SOAD foi o headliner moral, pois metade do público presente estava no parque dos atletas para vê-los, tanto que ao final do show, grande parte deixou o local, e a forte chuva que caiu logo após o show dos americanos ajudou a afugentar os que não faziam questão de ver Axl Rose e Cia.

Na noite do dia 24, a mais concorrida do festival, o grupo entrou com a partida já ganha. Não foi preciso muito esforço para ter nas mãos as 85 mil pessoas que se aglomeravam desde cedo em frente ao palco mundo, a despeito do calorão de verão antecipado no Rio de Janeiro.

system4E daí que o último disco foi lançado há dez anos? Há os clássicos entoados pela voz marcante de Serj Tankian, com variações de notas muitas vezes bizarras. Desta vez o vocalista não se apresentou com a camisa social que rendeu piadas e memes em 2011. ‘Aerial’, ‘BYOB’, ‘Chop Suey’, ‘Lonely Day’ e ‘Toxicity’ (com participação de Chino Moreno dos Deftones, que se apresentaram horas antes no palco sunset, nos vocais) estavam lá, é claro. Fãs cantando a plenos pulmões no gargarejo, rodinhas de pogo se abrindo. Tudo dentro do previsto. A casa caiu.

Assistir ao System é presenciar o que certamente será o último fenômeno do gênero metal, que já perdia força quando a banda atingiu o sucesso (a formação se deu em 1992), e agora parece estar relegado apenas aos festivais específicos, mas que sempre contam com um nome de peso (geralmente dos anos 70/80) para chamar o público. E sobre os braços do povo. Nesta noite de Rock in Rio o System of a Down passeou por seus hits, colocou-se à vontade no palco e aproveitou o show tanto quanto sua plateia.

system3Com esse show, O SOAD confirmou seu passaporte para a galeria de bandas que sempre terão um séquito fiel de seguidores no Brasil para suas apresentações, como o Iron Maiden e o Guns N’ Roses. Sem dúvidas as pesquisas para a escalação do line up da edição 2017 do festival apontará o System como o principal favorito

Participe com sua opinião!