em , ,

Tiago Sá lança vídeo de “Quase Tudo Bem”, faixa que abre Querelas de Brasília

Tiago Sá é músico, produtor, cantor e compositor com influências que vão do rock ao reggae, passando pela música brasileira até a eletrônica. Ele começou sua carreira ainda na década de 1990, tocando em bandas de reggae da capital e na banda do músico Renato Matos, com quem lançou um álbum ao vivo em 2004.  Tem dois álbuns autorais lançados: “Reação da Alquimia” (2012) com produção de Lucas Santtana e “Música pra te aguçar” (2019). Ambos lançados de maneira física e ainda fora dos serviços de streaming atuais.

No dia 28 de julho, o artista lançou o EP “Querelas de Brasília” pelo selo Hominis Canidae REC. O trabalho tem esse nome em referência a Aldir Blanc e ao complicado momento político do nosso país. O protesto dá o tom das letras das três músicas do EP e a sonoridade viaja pelo rock, o dub, a música brasileira e a eletrônica ao longo das três faixas do trabalho.

O trabalho foi produzido pelo próprio artista, conta com as participações do rapper Japão Viela 17 em “Quase Tudo Bem”, do guitarrista Marcelo Barbosa da banda Angra fazendo o solo da faixa “Querelas de Brasília” e da cantora Andressa Munizo da banda Binarious na canção “Anticorpos Antifascistas”.

As duas últimas faixas do EP foram lançadas acompanhadas por Lyric Videos, produzidos pela Imarginarte produção popular, que também criou a capa do EP. O lyric de “Anticorpos Antifascistas” foi lançado junto com o single no final de junho. O vídeo da música que dá nome ao EP, “Querelas de Brasília”, foi disponibilizado junto com o lançamento do EP. E agora, o artista brasiliense e a Imaginarte fecham o EP visual, com o lançamento do terceiro Lyric video, para a canção “Quase Tudo Bem”, que abre o EP. “Os 3 lyrics são praticamente clipes já que são feitos 100% com filmagens, têm uma estética que lembra o punk rock dos anos 80 e cada vídeo tem uma cor predominante como na trilogia de Kieslowski”, explica Henrique Montezano, criador dos vídeos.

A música Quase Tudo Bem é uma mistura de rock, dub, rap, música brasileira e eletrônica. Ela tem um baixo de reggae, guitarras de rock, batidas eletrônicas e a voz com um suingue brasileiro que lembra a síncope do samba. O rapper Japão Viela 17 participa como intérprete convidado cantando uma parte da letra que eu também escrevi. A letra fala sobre o Brasil, faz um recorte crítico que também exalta as coisas boas e tenta ter esperança, por isso a ironia do nome “Quase Tudo Bem”. Lembra que somos um povo de paz, mas também um povo de luta (BJJ quer dizer jiu-jitsu brasileiro) e sem luta não há mudança”, acrescenta Tiago Sá.

O EP “Querelas de Brasília” tem letras e produção do Tiago Sá, com mix e master por Ricardo Ponte foi lançado pelo selo digital nordestino Hominis Canidae REC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *