em , ,

TopTop

Quadrinhos para ler antes de assistir Falcon and Winter Soldier

O universo cinematográfico da Marvel tem uma série de influências em suas diferentes versões. Devido aos vários títulos já lançados, os fãs muitas vezes ficam maravilhados com tudo o que existe e não sabem por onde começar para encontrar todas as referências. Com o próximo lançamento de Falcão e o Soldado Invernal, gostaríamos de trazer uma série de leituras que podem ser interessantes para vocês.

Analisando tudo o que tem a ver com os protagonistas, o Capitão América está sempre por perto. Desta forma, algumas das séries que veremos têm a ver com este herói, como eixo principal. Com o objetivo de analisar o máximo possível, vamos tratar de fases de quadrinhos mais clássicas e algumas mais modernas.

1. Capitão América por Mark Gruenwald (1985-1995)

O mais clássico que veremos em nossa lista, a fase de Gruenwald no personagem Capitão América marcou muito para tudo relacionado ao personagem nos anos que viriam.

Sem dúvida, significou a chegada de alguns personagens emblemáticos para Steve Rogers, além de enfrentar nosso protagonista  a política do país que defendia. Desta forma, procurou-se diferenciar entre o patriotismo cego e os valores dos cidadãos. E foi nessa fase que os heróis da série apareceram, auxiliando e formando uma pequena equipe que auxiliava o bandeiroso.

2. Thundenbolds, Zemo: Born Better (2007)

Obviamente, tudo o que tem a ver com o vilão principal da série vale a pena entender. O Barão Zemo teve vários momentos na vida de Steve Rogers, e o seu grande momento nos Thunderbolts, já que era o líder do grupo que tentava convencer todo o universo Marvel a depois tomar o poder.

Por meio dessa minissérie em quatro números, o personagem viaja no passado, conseguindo reconstruir a história de sua família e se reconciliar com seu legado, algo que sempre acaba falhando para toda a sua linhagem.

O que foi visto na Guerra Civil foi bem diferente do Zemo que conhecemos, mas o simples fato de trazê-lo para mais perto de suas raízes para a série ou faz com que essa leitura possa ser uma forte inspiração para extrair alguma coisa.

3. Soldado Invernal, de Ed Brubaker

Muitos já sabem que na época Bucky Barnes teve que vestir o manto de Capitão América, com uma recepção tão boa que ganhou sua própria série mais tarde. Das mãos de Ed Brubaker, o mesmo que o escreveu como Capitão América, Bucky Barnes teve uma série com 14 edições, onde compartilhou aventuras com a viúva Nergra para caçar agentes adormecidos.

Uma mistura explosiva de tudo o que é necessário para filmes de espionagem e nos ajuda a conhecer melhor o personagem, depois de tê-lo visto como Capitão. Será que a Viúva aparecerá na série, quem sabe?

4. Capitão América, de Rick Remender (2015)

Graças a Rick Remender, o personagem do Falcão assume o uniforme do Capitão América em um começo muito promissor, mostrando-nos um Sam Wilson envolvido totalmente em espionagem que mantém o estilo que Capitão teve ao longo dos anos.

Com HYDRA Ascendant também se consegue uma abertura para Baron Zemo, algo que também pode ter uma enorme influência para a série Disney +.

5. Capitão América: Sam Wilson de Nick Spencer (2015)

Depois de Remender, Nick Spencer ficou encarregado de continuar escrevendo a série do Sam, dividindo a série em duas partes, uma focada em Sam Wilson como o Capitão América e a outra voltando o manto para Steve Rogers.

Com o primeiro, os esforços de Sam para tentar alcançar a grandeza de seu antecessor são perfeitamente observados e tendo que enfrentar diretamente o racismo intrínseco em alguns cidadãos americanos ao ter que enfrentar um novo Capitão América que é negro. Desse modo, muito mais questões políticas e sociais são tratadas do ponto de vista de um herói tão emblemático para o país, algo que sem dúvida faz a diferença e que pode ser um pilar fundamental.

6. Falcon de Rodney Barnes (2017)

Através desta série de Falcon e após os eventos de Império Secreto, temos uma série mais íntima do personagem. Não só será uma amostra da luta por valores que ser Capitão América significou para Sam Wilson, mas também buscará o heroísmo dos afro-americanos, dando toda essa importância incrível, com grandes colaborações com personagens como Patriota ou mesmo o caçador de vampiros favorito de todos: Blade.

Sem dúvida, uma forma de se afastar da espionagem e do tom mais técnico que era para o Capitão América e um foco muito mais voltado para a intimidade do personagem e alguns eventos sobrenaturais.

7. A série de Derek Landy já com a dupla (2020)

Talvez seja a referência clara nos tempos modernos para a série que chegará na Disney +. Através desta minissérie tentou-se capturar a história básica, meio que aventura/policial, que querem trazer para a adaptação.

Com cinco edições, nos mostrarmos dois personagens em um ritmo rápido e cheio de ação analisando e procurando o novo líder do HYDRA, tentando dar muito sentido e diferenciação a cada um dos personagens, além dos links que eles representam para Steve Rogers. Uma ótima maneira de comparar esses dois personagens tão próximos do Capitão América e nos mostrar suas grandes diferenças, mas com um propósito único e bem definido.

Com tudo isso que deixamos aqui com  material suficiente para poder se preparar para série que está chegando no Disney +.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *