Paula Raia estreia espetáculo de dança com composições suas na voz de Ney Matogrosso

36
0

Paula Raia viverá o sonho de muitos compositores: ver suas canções na voz de um dos maiores cantores de todos os tempos. A artista carioca assina as canções originais de  “Entre a pele e a alma”, novo trabalho da laureada Focus Cia de Dança, que estreia no Theatro Municipal do Rio no dia 28/06 para curta temporada. No espetáculo, as letras de Paula ganharão a voz de Ney Matogrosso.

“A emoção é enorme nessa véspera de estreia. Um misto de ansiedade, com orgulho, com desejo de dividir essa história com o público, com sensação de dever cumprido também. O Ney pra mim representa liberdade, doçura, paixão, tesão. Não à toa, o espetáculo passa também por esses temas. Com tanta autenticidade, ele foi precursor de muita coisa na arte. Abriu espaço para que muita gente pudesse ser o que se é. E segue fazendo isso, sendo menino, velho, feminino, masculino, pássaro, serpente e tudo o que ele quiser ser. Eu tentei trazer toda essa liberdade e todas essas possibilidades para a composição”, conta ela, que divide a trilha com Sacha Amback, atual diretor musical de Ney.

Ney também retribui a admiração: “Eu gosto muito do repertório, das músicas que eu cantei. Gostei muito de conhecer a Paulinha. Senti uma admiração imensa por ela e pelas coisas que ela faz e fiquei muito feliz de ter conseguido gravar. Estou muito satisfeito com o resultado do que fizemos. Agradeço a ela por ter aceitado que eu cantasse na trilha que ela compôs”, conta o lendário cantor.

Celebrando o impacto de Ney Matogrosso na cultura brasileira, a Focus Cia de Dança achou inspiração para “Entre a Pele e a Alma” na obra “O Jardim das Delícias Terrenas” de Hieronymus Bosch. A coreografia celebra os 30 anos de carreira do diretor Alex Neoral, que incorporou suas experiências culturais e estéticas na criação. O diretor é parceiro de longa data de Paula Raia.

“Assisti a um primeiro espetáculo da Focus há muitos anos e me apaixonei perdidamente pelo trabalho da companhia. Em 2020 que recebi o convite para fazer trilha sonora e direção musical, através do meu antigo duo Tuim, para o espetáculo infantil ‘Bichos dançantes’. Nesse espetáculo também cantamos juntos todas as canções. Alex é um cara bom de trabalhar junto porque ele deixa o espaço de criação bastante livre, escuta e absorve ideias e tem uma generosidade imensa no processo. Esse espetáculo rodou – e roda ainda – o Brasil todo. No ano passado, o Alex me fez esse outro convite irrecusável: compor as canções originais e inéditas para o Ney Matogrosso cantar, dei meu sim sem nem pestanejar. Após isso, conheci Sacha Amback, com quem divido a assinatura da direção musical e da trilha. Ele trouxe diversas outras camadas para as canções que eu compus em termos de arranjo, dentro de uma parceria de muita confiança e troca genuína”, explica ela. 

Sacha retribui os elogios com franqueza: “Paula Raia é mágica. Um grande encontro pra mim, parceira pra vida. Quando você pensa em falar ela já vem com tudo pronto. Raio. Que prazer trabalhar com ela, faz tudo parecer mais fácil“, conta o arranjador.

Compositora, cantora e atriz, Paula atualmente trabalha em seu novo álbum. Com um disco solo lançado como RAYA e diversos singles por seu antigo duo Tuim, já esteve em palcos importantes, como o festival Rock the Mountain, Solar de Botafogo, Manouche, Sesi Firjan, entre outros. A artista já teve suas músicas gravadas por nomes de destaque da nova cena como Chico Chico, Julia Mestre e Mariana Volker. E seus poemas foram publicados no livro “Foi o vento que me trouxe até aqui” (Patuá), de 2022.

Seu novo projeto, junto a seu parceiro e amigo João Mantuano, se chama “Coisa Nossa” e foi idealizado pelo selo Toca Discos e será lançado ainda em 2024, sendo o próximo trabalho da artista a chegar nas mãos do público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *