em

Movie Tunes: Seriados Japoneses

Ou como quer que se chamem séries como Jaspion, Changeman, Flashman e todas aquelas séries antigas que passavam na extinta TV Manchete. Não sou fã ardoroso dos seriados japoneses a ponto de saber o nome de cada um dos tipos deles, ou seja, se você souber e quiser me corrigir nos comentários, seja feliz!

A idéia aqui é trazer os seriados que marcaram nossas infâncias, em especial suas aberturas, nem sempre bem cantadas nas versões dubladas, mas, relevemos, eram os anos 80, quase nada feito naquela época prestava completamente (se bem que tem coisa dos anos 70 nessa lista, com certeza).

Para começar, o mais clássico de todos os heróis dos seriados japoneses da Manchete, “Jaspion”.

A abertura com o som original pode ser ouvida e vista AQUI.

Jaspion era da safra dos heróis que vinham de um planeta distante a fim de destruir o mal. Do nada eles ganhavam uma armadura metalizada, espada laser ou que virava laser, uma pistola, uma ajudante gostosinha, um monstro infantilóide e uma nave ou várias que se juntavam com outras para virar seu robô gigante destruidor de monstros gigantes que são do mal também.

O seu robô era na verdade a sua nave de transporte intergalático que se convertia em robô e ele, com certeza, foi o melhor dos robôs gigantes. O Gigante Guerreiro Daileon!

Obviamente que zoaram com a pobre música do Daileon. Todo mundo já deve ter visto a versão “O Cara Tossiu” da música. Pior que isso, é ver o cantor Akira Kushida cantando ao vivo a música durante o SANA 7 em Fortaleza com cosplays do Daileon e Satan Goss lutando ao fundo. Quem é Akira Kushida? Ele é o cara que canta as músicas do Jaspion e do Jiban originalmente oras, ces acharam que eu ia deixar escapar o nome do cantor é?!

De qualquer forma, essas duas músicas com certeza marcaram todos que eram fãzocas de seriados japoneses quando pequenos, mesmo não entendendo direito o que aqueles japoneses estavam falando e escrevendo (nosso colega, Bruno Sensei pode elucidar melhor essa questão do que eles estavam falando nas letras, mas deixo isso para quando ele tiver coragem de traduzir todas as músicas para nós!).

Já o próximo grupo de heróis marcou época, não por causa de suas aventuras (que eram legais), mas por causa de um certo monstro, “Changeman”!

Changeman é daquelas séries divertidas, mas que sinceramente eu não me lembro do final, mas tinha um monstro nessa série que valeu ela por inteiro, “Gyodaaaaiii”.

Esse rapazinho simpático era responsável pela transformação dos monstros explodidos (literalmente) pelos Changeman em versões colocadas em cenários pequenos para dar a impressão que ele havia ressucitado e crescido, e nós acreditávamos que aquilo era real (ou não, sei lá que hora que eu comecei a achar aquilo falso demais para minha imaginação).

De qualquer forma, Changeman entra para a lista porque além da música legal, tinha um monstro mais legal que os outros todos juntos.

O próximo era a versão Robocop dos seriados japoneses, “Jiban”.

Me recuso a colocar a abertura nacional, a versão dublada da música de abertura é péssima, péssima, péssima, horrível, nojenta e me dá vergonha de ouvir, quem quiser se arriscar, seja feliz e clique AQUI.

O legal do Jiban é que ele morre em dado momento do seriado, ressucitando logo após com uma penca de armamentos novos e uma pusta bazuca explodidora de monstros, afinal, sua espada laser já não dava mais conta deles. Agora, pelo lado zoeira, quem quiser ver a música de abertura, versão japonesa, cantada por um louco, clica AQUI. Eu rolei de rir com o esforço do rapaz ao tentar cantar.

Ainda havia aqueles heróis ou grupos de heróis que sinceramente eram dignos de esquecimento como por exemplo:

Machine Man (Abertura)
Google Five (Abertura)

Ambos merecem serem esquecidos pelos seus métodos toscos. O primeiro tinha como mascote um robô bola de baseball e sua capa era extremamente brega. Já o segundo grupo, apesar de ostentar o nome do Google, usava, como dizer, uma série de armas não convencionais para combater o crime, entre elas, bolas, faixas e fitas de ginástica aeróbica. Ahh, e ambos eram da Bandeirantes e não da Manchete (concorrência em seriados japonês… aff).

Esses cachecóis…

Some-se a estes os Maskman e sua apresentação com direito a fisioculturista e temos os seriados que passavam na Bandeirantes para concorrer com os seriados da Manchete.

A próxima série era daquelas extremamente mal feitas, ridículamente mal feitas, mas que se levavam extremamente a sério, temos então com isso, “Lionman”.

Detalhe para o momento 0:46 da abertura, o pinote que o dublê está dando para que as explosões não peguem nele! Mas convenhemos, a música é muito legal, lembrando aqueles temas dos filmes de Samurais japoneses dos anos 70. Isso sem falar que o visual todo do seriado grita anos 70, é totalmente retrô.

Falaaaando em retrô! Que tal ver as aberturas de Ultraman e Spectreman? Essas sim são retrô total, mas ainda assim, totalmente nostalgicas!

Black Kamen Rider era demais e a abertura, mesmo sendo tosca, tem uma das músicas mais fáceis de lembrar.

Não me lembro direito desse seriado, mas lembro que o vilão principal era uma versão prateada dele, que eu esqueci o nome agora, que era muito mais fodástico que ele.

Antes de chegar aos dois últimos, quero fazer um aparte aqui em homenagem a uma série que era hiper fodástica, mas que tinha a pior abertura de todas, “Jiraya”.

Ô troço mal feito!! A letra da música em português é horrenda, mal interpretada e a abertura original não fica nada atrás. Pessoas, que tal um mínimo de efeitos visuais, cenas mais legais, carros estilosos e inimigos explodindo, é isso que queremos ver e não algo saido dos anais de Lionman!

Por fim, as duas aberturas que eu achava as mais fodásticas (tirando Jaspion que era a mais!!).

Primeiro, o comando estelar “Flashman”.

Me recuso (novamente) a colocar aquela versão nacional trash em vídeo. É muito ruim (não tanto quanto a do Jiban, claro), mas pode ser vista AQUI.

O legal dessa série é que ela seguia exatamente a fórmula dos grupos de heróis coloridos. Armas diferentes, espadas e bazucas para explodir monstros para que eles crescessem depois (dessa vez com a ajuda de uma medusa gigantesca). A música de abertura é quase um rock e o pop japonês estava começando a ganhar espaço no Brasil.

A última série japonesa que eu assisti, e talvez essa seja a razão deu tê-la colocado aqui no final, foi uma das que eu mais gostei por se tratar de algo mais bem feito, quase um milagre para a época em que explosões gigantescas escondiam o desaparecimento dos monstros. Dessa vez, as explosões que faziam os monstros desaparecerem eram totalmente digitais (mal feitas diga-se de passagem) e tinham um quê de futuristas. Minha última série japonesa, “Cybercops”.

Era o melhor!!! Melhor história sem sombra de dúvidas! Quando o Lúcifer apareceu e começou a dar uma coça federal neles foi muito legal, ainda mais descobrindo depois que ele e o Jupiter tinham vindo do futuro. Uma pena é saber que o ator que interpretava o Marte se matou quando a possível continuação da série foi negada pela produtora.

Agora, ao que parece, tem um grupo de brasileiros fazendo uma série com animação digital dos Cybercops programada para lançar ano que vem. Se for verdade e sair, com certeza eu vou ver porque era o seriado que eu mais gostava e foi uma das mais curtas de todos (34 episódios).

Agora, só volto a postar minha coluna no especial do dia 31 de Outubro, com as melhores trilhas de filmes de terror e suspense para aproveitar o clima de Halloween.

J.R. Dib

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 Comentários

  1. Vilão prateado: Shadowmoon (Pô, era o irmão trasformado do Kamen Raider! Nobuikooooooo!)
    Lion Man tinha o “feeling” de Spaghetti westerns com Samurais, bem anos 70. E o vilão mais brega de todos os tokusatsu: Mantor do Diabo (uma cabeça esculpida na pedra, metida a besta!hehehe)

  2. ola,gostaria q me ajudassem a lembrar o nome de um seriado japones,que nao sei bem onde passava,se era na band ou na manchete.era uma garota heroina,que usava tipo uma espada q tinha uma luz vermelha no meio e acendia quando ela se transformava,ela usava saia branca,um negocio no cabelo,é bem antigo,lembro de uma cena q tinha uma cadeira de balanço e aparecia uma assombraçao e um bebê… assisti no ano de 94 para 95..era muito legal eu tinha 7 anos,,,me ajudem quero comprar o dvd se existir…obrigado!!!isso faz parte da minha infancia e quero recordar…

  3. e aí galera beleza!
    cara parabéns por ter relembrado os seriados
    que saudade, tudo bem que podiam ser toscos mas eram feitos com vontade e dedicação, e iludiam qualquer criança
    passei minha infancia assistindo todos eles,só não me lembro desta tal de PATRINE que vcs falaram no final e nessa lista só não apareceu o SHARIVAN que era um cara meio parecido com o JASPION mas a armadura metaltex era vermelha e não prateada
    quando era pequeno não via a hora de chegar da escola e assistir
    eu fica vendo a ANRI do jaspion, a TOMOKO dos cybercops, as japonesinhas do jiban, jiraya, e dos changemam,menos as gordinhas dos googlefive e ficava discutindo com as molecada qual era a mais bonita,
    pra mim com certeza era a TOMOKO dos cybercops e a SARA dos flashmam
    estou com 21 anos e acho que hoje em dia o brasil não tem capacidade para produzir um seriado deste naipe, coisa que o japão já fazia a mais de 25 anos atrás
    queria muito que voltasse a passar todos denovo, hoje em dia parece não ter mais Tokusatsu
    valeu pelo momento de nostalgia e espero que algum dia um canal popular exiba estes seriados
    esses desenho que passa hoje em dia pras molecada é tudo tosco e não chega nem perto dos tokusatsu
    valeu galera até mais!

  4. Quanto tempo, estava procurando algo sobre Patrine… mas nunca achava, pois eu pensava q era Patrick, era muito legal, mas nenhum dos meus amigos lembram. Lembro uma vez q eu estava assistindo um episodio em q criaças hipnotizadas diziam: Benzer! Benzer! ai minha mãe chegou e começou a repetir, demos muitas gargalhas. muitas saudades

  5. galera sou fã dos seriados japones tenho 25 anos mas não cheguei assistir todos os seriados só alguns que me lembro e gostaria de saber se é possivel eu comprar os seriados e onde eu acho pra comprar,se tiverem algo assim pra me ajudar agradeço valeu…