em

Movie Tunes: O Natal de Charlie Brown

Muitos dos mais jovens não tiveram o prazer de assistir aos desenhos da turma de Charlie Brown e Snoopy na televisão. Nesta época do ano o especial de Natal sempre passa em algum canal obscuro e é impressionante como ele marca até hoje.

CharlieBrownChristmas

Antes de mais nada, Natal é um feriado católico (não vou entrar em discussão sobre a origem realmente do tema, só estou me referindo a atualidade), ou seja, veremos temas mais centrados a religião católica nesse especial e até a citação de uma passagem da bíblia.

Como o especial foi feito nos anos 60, começava a surgir o tema da mordernização do Natal e seu comercialismo e críticas ao mesmo por parte da ala conservadora. O desenho trata basicamente destes temas, usando-se de um humor leve e uma trilha sonora que é puramente natalina e perfeita. Charles Schulz, criador dos personagens, disse certa vez que muitos dos fatos ocorridos nas tirinhas e os próprios personagens foram baseados em pessoas reais.

Para começar, um tema de Natal bem clássico: Christmas Time is Here

Toda a trilha foi feita pelo Vince Guaraldi Trio, um trio de jazz que foi descoberto por acaso por um dos produtores do desenho enquanto andava em um taxi por São Francisco. Após este especial, Vince Guaraldi faria a música de mais 17 desenhos da turma de Charlie Brown. O uso de jazz como trilha sonora para um desenho animado ficou marcado, da mesma forma que Tom e Jerry se perseguiam ao som de música clássica, um marco na história da animação.

No especial, vemos Charlie Brown tentando entender e lutar contra o comercialismo do Natal, demonstrando que o significado do Natal é muito mais do que apenas presentes e festas.

Na peça de teatro da escola, a modernização dos temas de Natal enoja Charlie Brown, especialmente o uso de músicas modernas (para a época) na a apresentação e é aqui que surge a música mais famosa dos desenhos de Charlie Brown e Snoopy: Linus and Lucy

O restante da turma, vendo a raiva de Charlie Brown, pede para ele ir comprar uma árvore de Natal para decorar o palco. Saindo de lá com Linus, ele chega a loja e descobre que todas as árvores são feitas de metal, com exceção de uma, frazina, fraquinha. A escolhida dele. Ele a leva para a escola e quando chega lá, é humilhado por todos os seus colegas que dizem que ele não consegue fazer nada certo.

A partir daqui, o desenho nos leva a seu terço final, com a humilhação de Charlie Brown com sua árvore não moderna e a intromissão de Linus para explicar o que é o Natal. O vídeo do fim do desenho está abaixo:

A música cantada pelo coral se chama “Hark the herald angels sing”

Para quem quer saber o que Linus fala, a tradução vai abaixo: Livro de Lucas, Cap. 2, Versiculos 8-14

Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho.
E um anjo do Senhor apareceu-lhes, e a glória do Senhor os cercou de resplendor; pelo que se encheram de grande temor.
O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo:
É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
E isto vos será por sinal: Achareis um menino envolto em faixas, e deitado em uma manjedoura.
Então, de repente, apareceu junto ao anjo grande multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo:
Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens de boa vontade.

Eu sei não são católicos, como eu, mas o Natal acabou por se tornar uma comemoração universal, mesmo para quem não o comemora ou compartilha das razões de sua existência. Comercialismos e modernismos a parte, este especial de Natal de Charlie Brown é sempre muito indicado para quem está em casa neste dia, só se recuperando da ceia do dia anterior e pronto para comer as sobras.

Um Feliz Natal a todos.

Participe com sua opinião!