em , ,

TopTop

Estreia do PS5, Demon Souls impressiona pela experiência do jogo

As mudanças nas gerações de consoles não são mais como costumavam ser. Há alguns anos quando apareciam novos consoles, tínhamos que trocar o antigo pelo novo. Se você queria jogar Super Mario World tinha que ter um Super Nintendo; e assim foi com vários outros saltos tecnológicos que nos apresentavam novos consoles. Hoje em dia, a transição está sendo mais tranquila, pois as empresas entenderam que abandonar usuários de uma geração anterior não é uma ideia tão boa.

Com a chegada do novo X-Box e do PS5, podemos contar no dedo, jogos exclusivos, como por exemplo, o Demon’s Souls; jogo que retorna num remake que impressiona. É curioso que um jogo originalmente lançado para o PS3 em 2009, seja a estreia do PS5. Em suma; estamos diante de um jogo dos mais importantes das últimas duas décadas, que basicamente criou um subgênero completamente novo e foi responsável por inspirar vários outros títulos. A lenda de Hidetaka Miyazaki chegou ao 2020 pela Bluepoint Games para o Playstation 5.

O que é Demon’s Souls?

Antes de analisar o jogo, vamos tratar do que faz esse videogame um dos mais fluidos e importante nos últimos anos. Demon’s Soul foi um jogo lançado há onze anos, exclusivo para o PS3. Três empresas ficaram responsáveis por seu lançamento, a Sony no Japão, a Atlus na América e a Bandai Namcon na Europa, sendo esta a responsável por um acordo com a desenvolvedora para continuar a saga no que viria a ser Dark Souls.

Temos um RPG de ação com muitos elementos de Dungeon Crawler; onde o jogador deve explorar vastas dungeons à procura de recompensas, ou para a resolução de quests. No entanto; a quantidade de contribuições e ideias novas que criou o subgênero que ficou conhecido como Souls Like. Inimigos reiniciando toda vez que retorna ao Nexus (zona segura); perdendo sua experiência se morrer e só tendo uma chance para recuperá-la; um intrincado desenho de níveis conectados por vários atalhos; uma personalização bem ampla e uma dificuldade difícil para dar um gosto de vitória em cada dos chefes derrotados; são coisas que a FromSoftware forjou para esse jogo.

O projeto em si estava prestes para ser cancelado, quando um jovem programador, o Hidetaka Miyazaki, lançou algumas ideias para este RPG. Com pouca esperança, a Sony deu à FromSoftware luz verde para desenvolver o jogo e o resto é história. E sem marketing, como a Sony não se atreveu a lançar fora do Japão, o jogo chegou fora da ilha, recorrendo a outras empresas, ja mencionadas. E de boca em boca, a lenda de Miyazaki se formou no meio e seria crucial o lançamento desse jogo para o PS5.

Apresentação Impressionante

O desafio estava com a BluePoint; a desenvolvedora tinha em mãos um dos grandes jogos da Sony; estreando o novo console da Sony como jogo exclusivo; para ser a vitrine do que o PS5 é capaz. Deu certo?

Bem, podemos dizer que este remake é uma das coisas mais impressionantes tecnicamente já vistas, com as mudanças e adições que ampliam e sem esquecer a principal característica que Demon’s Souls é implacável com o jogador.

Imagem printada do vídeo do canal ElAnalistaDeBits

Você pode jogar em dois modos diferentes: um por fidelidade gráfica, outra por desempenho. O primeiro traz uma resolução de 4k a 30 frames por segundo, estáveis; enquanto o segundo, traz uma resolução de 4k a 60 frames por segundo. Nossa preferencia foi o rendimento da segunda, com frames tão fluidos que a queda de resolução impercebível.

O remake está mais no gráfico e no som. A desenvolvedora faz um trabalho profundo em recriar todos os recursos visuais do jogo, como também da iluminação e da animação do zero. Os detalhes são impressionantes, dos reflexos nas poças a profundidade de campo – uma primeira amostra do que o PS5 é capaz.

O audio tem um trabalho espetacular. Toda a mixagem do som foi trabalhada do zero para aproveitar as vantagens dos recursos 3D. A música de Shunsuke Kida foi regravada com orquestra e coro. Sentimos o bater de asas em meio a uma música extraordinariamente épica.

Menus mais claros e fáceis de navegar, filtros para mudar a aparência do jogo não reduzem a dificuldade do jogo, garantindo mais uma experiência confortável.

Estreia do PS5 vale

Apesar de não estabelecer um bom uso do DualSense, Demon’s Souls consegue se estabelecer como a porta de entrada para uma geração de consoles completamente nova. É um título extremamemte difícil, tanto que ainda estamos penando; seu domínio e desafios são implacáveis, até exagerados, mas a sensação de triunfo é sensorial.

A Bluepoint Games nos presenteia com uma versão renovada espetacular de um grande jogo, sem perder a essência que tornou esse jogo tão especial.

Nota: Excelente – 4 de 5 estrelas.

Estreia do PS5, Demon Souls impressiona pela experiência do jogo
4 / 5 Crítico
Avaliação
Publico (0 notas) {{ reviewsOverall }} / 5
Reviews Deixei sua nota!
Order by:

Be the first to leave a review.

User Avatar User Avatar
Verificado
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

This review has no replies yet.

Avatar
Show more
Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixei sua nota!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário