em ,

Conheça a teoria trágica (e absurda) que redimiria “O Reino da Caveira de Cristal”

Para uma parcela bem significativa dos fãs de Indiana Jones, “Indiana Jones e O Reino da Caveira de Cristal” é um desastre. A quarta aventura do intrépido arqueólogo imortalizado por Harrison Ford o trouxe de volta à telona depois de 19 anos com toda a pompa, porém, é visto pelos fãs da mesma forma que o “Episódio I” pelos fãs de “Star Wars”. Todavia, uma trágica e ao mesmo tempo absurda teoria levantada por fãs poderia redimir o filme de 2008.

Na fatídica cena em que Indy entra em uma geladeira e escapa de um teste nuclear, apontada por muitos como um dos momentos mais deprimentes do filme por sua inverossimilhança, o herói teria de fato morrido. Fãs reclamaram que ninguém sobreviveria àquilo, e de fato ele teria sobrevivido, mas apenas por pouco tempo. O que vemos a partir dali (Shia LaBeouf bancando o Tarzan, formigas superpoderosas e disco voador) seriam delírios de um homem à beira da morte sob efeito alucinógeno da forte carga de radiação que recebeu.

Ou seja, o resto do filme não passa de uma baita “viagem” do herói em seus últimos momentos (algo como em “2001: Uma Odisseia no Espaço”), oferecendo a ele uma última aventura surpreendente, que, de quebra, acerta contas com alguns arrependimentos de sua vida. O arqueólogo já enfrentou ameaças espirituais (provando a realidade de três mitos religiosos do mundo, como vimos nos filmes anteriores), razão pela qual sua mente o leva a um passo além, introduzindo aliens para a sua mitologia. Ao mesmo tempo, ele se reencontra com seu amor há muito perdido, Marion Ravenwood, e descobre que tem um herdeiro para continuar seu legado.

O filme termina com Indy e Marion se casando e o anúncio de que ele tinha sido promovido a reitor da universidade onde lecionava, ocupando o cargo de seu falecido amigo Marcus Brody. É tudo demasiadamente perfeito. Como um sonho.

Claro que essa teoria não pode ser levada a sério, uma vez que teremos um “Indiana Jones 5” em 2019. Porém, assistir a “O Reino da Caveira de Cristal” sob essa perspectiva não deixa de ser, no mínimo curioso.

reino

Participe com sua opinião!