[vimeo]http://vimeo.com/14867498[/vimeo]

Sinopse

Um homem dentro de uma guarita é assombrado. Baseado em acontecimentos reais.

O que temos a dizer

Já disse por aqui que o Brasil não é exatamente um grande berçario de filmes de gênero, apesar de termos um dos grandes mestres do cinema de horror, José Mojica Marins. Mas com a crescente produção nacioanal dos últimos dez anos, cada vez mais o cinema de gênero se apresenta em nossa filmografia com mais confiança.

O Diabo da Guarita é um belo exemplo disso. Um curta metragem dirigido pelo paulista João Tenório que se constrói no limiar entre a insanidade, a religião e o sobrenatural. Há quem diga que estes três ítens são sinônimos, mas o diretor, espertamente, não faz julgamentos.

A história se passa num prédio de classe média onde trabalha um porteiro que passa seus dias ouvindo um programa evangélico a todo volume enquanto trabalho. Os sermões, ao invés de afastá-lo dos pecados, acabam por lhe criar uma curiosidade que se transforma em paranóia. Quando as coisas começam a ficar estranhas demais, já está impossível definir o que é ou não realidade.

Além de ser um filme tecnicamente exemplar, com sua bela fotografia de criativos enquadramentos e atmosfera sufocante bem construída, sem grande exageros, o curta também tem como grande destaque a atuação contida de Maurício Marques, que vive o porteiro. Uma bela surpresa.

[xrr rating=3.5/5]

Título: O Diabo da Guarita
Duração: 14:25m
Realizador: João Tenório
Produção: Cinema Elétrico
Ano: 2007