em

Festival do Rio: Norberto Apenas Tarde

Quando um ator de cinema decide assumir a cadeira de diretor, principalmente na América Latina, ele tem, em geral, uma dessas três idéias na cabeça: criar um filme em que possa exibir melhor sua capacidade cênica e lhe dê o papel que ele sempre esperou lhe ser oferecido; discutir sobre o que é atuar/ser um artista; ou tocar em questões políticas que estejam ou não em voga. Não é raro que esses filmes pareçam niilistas e banais. O jovem ator uruguaio Daniel Hendler, vencedor do Urso de Prata de melhor ator em 2004 no Festival de Berlim, insere doses destes dois últimos ítens em seu pequeno e quixotesco drama, saindo-se muito bem.

Norberto Apenas Tarde é a história de um homem que parece preso em sua própria realidade alternativa, em que ele pode ajustar todos os acontecimentos no momento em que bem achar conveniente, ou simplesmente varrê-los para debaixo do tapete.

Após perder seu emprego numa empresa onde tinha um alto cargo, Norberto (o excelente Fernando Amaral) começa a trabalhar em uma imobiliária, muito embora ele não possua o perfil de um vendedor de sucesso. Ele mal encara as pessoas, parece sempre desligado, atrasado. Norberto ainda está tentando vender o seu primeiro apartamento e ganhar a sua tão sonhada comissão quando decide contar para sua esposa, aos poucos, que gostaria de deixar seu emprego e trabalhar numa imobiliária, escondendo a difícil situação financeira em que o casal está vivendo no momento, pois já estão devendo dinheiro para quase todos os seus amigos.

Para melhorar seu desempenho no corpo-a-corpo da venda de um imóvel, seu chefe lhe indica fazer um curso de auto-afirmação, algo que lhe dê confiança, postura e um novo look. É a chance que Norberto encontra para iniciar um curso que ele acredita ser similar, o de teatro. Um grupo semi-amador vai encenar A Gaivota, de Tchekov, e Norberto será o tenente aposentado Shamrayev. É ali, durante os ensaios entre pessoas muito mais jovens, onde seus atos não tem grandes consequências na vida real, que o personagem parece encontrar a sua zona de conforto, mesmo que não seja um grande ator. E o que nos resta é ver como ele consegue conciliar seus primeiros passos no teatro com a vida da família e as dificuldades de seu novo emprego.

Norberto Apenas Tarde, na superfície, tem a cara de um daqueles filmes independentes um tanto arrastados e icômodos que inundam o festival Sundance, mas Hendler nunca deixa a bola cair. É um filme que tem bom rítmo, bastante humor e nunca força o espectador à ter raiva ou piedade do protagnista. Norberto não é um personagem de apenas uma dimensão. Quando parece que ele está totalmente fora de controle, percebemos que ele age perante uma lógica totalmente sua e consegue levar sua vida assim, alheio ao que pensam dele e ao que seria convencional, sem ser, no entanto, um personagem exótico. É, na verdade, humano demais em seus erros e contradições. Fosse realizado na Europa ou nos Estados Unidos, me parece que seria um filme confuso e esquecível.

Eu já era um apreciador do trabalho de Daniel Hendler como ator, principalmente em suas parcerias com o diretor argentino Daniel Burman, e Norberto Apenas Tarde só confirma seu grande talento também na direção. O filme faz parte da mostra Foco Argentina, no Festival do Rio 2010, e terá sessões nos horários abaixo:

  • QUI (30/9) 13:20 Est Barra Point 2 [BP231]
  • SAB (2/10) 17:00 Espaço de Cinema 2 [EC251]
  • SAB (2/10) 21:30 Espaço de Cinema 2 [EC253]
  • SEG (4/10) 15:10 Estação Ipanema 1 [IP152]
  • SEG (4/10) 19:30 Estação Ipanema 1 [IP154]
  • TER (5/10) 17:30 Est Vivo Gávea 5 [GV558]

alguém opinou!

Deixe sua opinião!
  1. Caramba Amudad, seu texto mudou minha visão do filme… ainda bem que ainda dá tempo de ver no Festival do Rio.

    Adorei sua visão "Quando um ator de cinema decide assumir a cadeira de diretor, principalmente na América Latina, ele tem, em geral, uma dessas três idéias na cabeça […]"

    Isso é bem verdade muitas vezes, mas em outros lugares também atores/diretores fazem isso, mas quem não faria né? É algo muito tentador.

Participe com sua opinião!