em ,

"Gringo: Vivo ou Morto" decepciona mesmo com um bom elenco

Com um elenco recheado de atores conhecidos, “Gringo: Vivo ou Morto”, conta a história de um funcionário de uma empresa farmacêutica, Harold Soyinka (David Oyelowo), que tem sua vida virada de cabeça para baixo quando vai ao México acompanhado dos seus dois chefes, Richard Rusk (Joel Edgerton) e Elaine Markinson (Charlize Theron). Lá ele descobre que está sendo enganado pela dupla e resolve fingir um sequestro para arrancar dinheiro deles. Só que a partir daí uma série de coincidências leva o plano a caminhos que ele nunca imaginou, deixando a coisa totalmente fora do seu controle.
Em uma tentativa de emular o estilo de direção de Quentin Tarantino (mas com um roteiro mais linear), Nash Edgerton (irmão de Joel), imprime bastante ação e tiradas de humor, mas o longa acaba sofrendo com problemas de ritmo, se arrastando em algumas partes e, devido aos diversos núcleos de personagens, acaba dando a sensação de que a trama não chega a um fim.
"Gringo: Vivo ou Morto" decepciona mesmo com um bom elenco | Críticas | Revista Ambrosia
Se o núcleo da personagem Sunny (Amanda Seyfried) fosse cortado, teria um andamento mais satisfatório, já que eles acabam não têm a menor importância para o desenvolvimento ou mesmo para a conclusão da história. A única motivação de fato que existe poderia ter sido resolvida de maneira mais fácil com uma mudança de personagem que se encaixasse melhor no roteiro, sem ter todo um arco totalmente desnecessário, principalmente o que envolve o namorado da personagem, que poderia ser eliminado da história.
O roteiro sofre ainda de alguns problemas em certas cenas de ação e principalmente em repetições de soluções, como no caso de duas cenas parecidas de que envolve acidente de carro. Com um elenco grande que tem o filme, destacam-se principalmente Theron e Oyelowo, do elenco principal, mas também funcionam muito bem Sharlto Copley (de Distrito 9, como um mercenário que busca redenção) e Carlos Corona (como o traficante “Pantera Negra” que tem as melhores falas do filme).
"Gringo: Vivo ou Morto" decepciona mesmo com um bom elenco | Críticas | Revista Ambrosia
E, além de Seyfried, que não tem função no filme, Thandie Newton (de “Westworld”) está bem apagada na ponta que participa como mulher de Soyinka. O filme acaba decepcionando por ter um argumento bem interessante e um elenco desse porte, no entanto se torna apenas mais um filme que tenta sucesso ao combinar ação com comédia.
"Gringo: Vivo ou Morto" decepciona mesmo com um bom elenco | Críticas | Revista AmbrosiaFilme: Gringo: Vivo ou Morto (Gringo)
Direção: Nash Edgerton
Elenco: Joel Edgerton, Charlize Theron, David Oyelowo
Gênero: Comédia. Ação
País: EUA
Ano de produção: 2018
Distribuidora: Diamond Films
Duração: 1h 50min
Classificação: 16 anos
 

alguém opinou!

Deixe sua opinião!

    Participe com sua opinião!