Foi divulgado na última segunda feira (dia 22) o título oficial da sequência de Independence Day: “Independence Day Resurgence” (em português deve ficar algo como Independence Day Ressurge?), com estreia prevista para 25 de junho de 2016, justamente para comemorar os vinte anos do primeiro filme, o grande sucesso do verão de 1996. Como a ordem do dia agora é divulgar um filme muito antes da estreia – vide Star Wars e Batman VS Superman – a 20th Century Fox realizou um painel de perguntas e respostas com a equipe e o elenco.

A sinopse oficial, uma das principais coisas divulgadas, vem assim: “Nós sempre soubemos que eles voltariam. Depois que Independence Day redefiniu o gênero de filmes-evento, o próximo capítulo épico oferece espetáculo global em uma escala inimaginável. Usando a recuperada tecnologia alienígena, as nações da Terra têm colaborado em um programa de defesa imenso para proteger o planeta. Mas nada pode nos preparar para a força avançada e sem precedentes dos alienígenas. Somente a ingenuidade de alguns bravos homens e mulheres pode trazer nosso mundo de volta à beira da extinção.” Segundo o Diretor Roland Emmerich, os acontecimentos da ficção de 1996 criaram uma geração ” pós-guerra”que está unida contra uma ameaça comum.

O diretor em frente à Moon Tug
O diretor em frente à Moon Tug

Sela Ward, que vai interpretar a atual presidente dos EUA, presidente Lanford, elaborou sobre como as coisas mudaram: “[Ela é] inteiramente diferente [do presidente de Bill Pullman, Whitmore]. É uma paisagem política totalmente diferente. Ela é mais resistente, mais decidida, não tem medo de usar a força, ela é mais agressiva. Ela é um animal muito diferente porque é um momento muito diferente. Temos nos preparado por 20 anos para a inevitabilidade de uma invasão. Nós não sabemos por quem ou quando. Portanto, há um clima muito diferente em termos de tenor do filme. Especialmente para o presidente.”

Sabe-se também que a filha do presidente do primeiro filme, Patricia Whitmore (interpretada agora por Maika Monrow) está trabalhando diretamente com a nova governante. Eles se recusaram a dizer exatamente o trabalho da ex-primeira filha – Emmerich tem dito “para não entregar” – mas tudo indica que ela, como seu pai, vai ser uma piloto de caça.

Outra personagem central do primeiro filme que estará de volta é Jasmine (Vivica A. Fox). A agora ex-stripper será administradora de um hospital, e seu filho Dylan (agora interpretado pelo rapper Usher), é conhecido como o filho do salvador, no caso o capitão Hiller, personagem de Will Smith, que não estará de volta na sequência.

Liam Hemsworth interpretará um personagem inteiramente novo, Jake Morrison, que perdeu a família nos ataques de 1996. O ator deu detalhes que transparecem que ele será um piloto rebelde que se encontra em meio ao contexto.

“Ele finalmente se juntou ao exército e acabou como o melhor dos melhores dos melhores dos pilotos de caça. E ele cometeu um grande erro, uma má decisão, e colocou a vida de alguém em risco, e ganhou o “grande emprego” de condutor de Moon Tug, que é basicamente uma empilhadeira na Lua (um dos novos veículos apresentados). Ele tem de juntar diferentes pecinhas na Lua. O que não é realmente um trabalho emocionante para um piloto de caça como ele. Ele é um cara muito enérgico, ele gosta de fazer coisas interessantes. Isso não é emocionante.” A Moon Tug é uma das peças tecnológicas de que os humanos se apropriaram na batalha de 1996.

Moon Tug
Moon Tug

David Levinson (Jeff Goldblum) está agora a cargo da Defesa do Espaço Terrestre, o grupo multinacional de defesa a cargo de defesa planetária, porém, o cargo se deve mais a sua atuação gloriosa de ter neutralizado o sistema de alienígena na batalha final do que sua importância real nos dias atuais. Isso certamente inclui a base lunar. Junto com a Moon Tug, o conjunto também contou com o caça humano-alienígena, que se parece muito com o corpo de um avião de combate do jato com as asas dos caças alienígenas do primeiro filme acopladas.

id3Isso é o que se sabe por enquanto sobre o novo Independence Day, a continuação que levou quase 20 anos para sair do papel (começou a ser cogitada em 1997). Se for de acordo com a lei das continuações, esse terá ainda mais destruição do que o filme anterior, mas a pergunta é: o que vão destruir dessa vez, se até a Casa Branca já foi pelos ares? Ou talvez o filme se baseie apenas na guerra dos humanos contra os aliens querendo revanche. Assista abaixo o painel da Fox sobre o filme

Participe com sua opinião

Por favor preencha o comentário!
Por favor, digite seu nome aqui