em

O Último Mestre do Ar, um exemplo de como não se fazer cinema

Se não fosse pelo original A Origem, diria que Hollywood sofre com o desfalque de mentes criativas, já que atualmente tudo é adaptado para o cinema. Desenhos, animes, livros, jogos, até mesmo a origem de um site de relacionamento. Mas pegar uma história de um desenho animado e colocar num filme de aproximadamente duas horas é muito fácil na teoria e ao colocá-la em prática, ainda tendo que inserir um toque pessoal, depende muito da competência do profissional.

O Último Mestre do Ar, novo filme de M. Night Shyamalan e baseado no desenho da Nickelodeon, Avatar: The Last Airbender, prova que nem mesmo uma história boa consegue salvar uma produção que estava fadada à catastrófe.

Antes de entrar no mérito do filme, gostaria de deixar claro que nunca concordei com esse nome traduzido pois o desenho ficou conhecido no Brasil como Avatar: A Lenda Aang então qual o motivo de um novo título que não remete ao desenho? Até compreendo que tiraram Avatar do título por causa da obra de James Cameron, mas não poderiam ter mantido simplesmente A Lenda de Aang?

O desenho passa-se em um mundo fictício influenciado pelas artes marciais e cultura asiática, especialmente o kung fu e mescladas às magias elementais e mitologia chinesa. A história fala sobre Aang, o último sucessor de uma longa linhagem de Avatares, que com a ajuda de seus amigos Sokka e Katara, deve dominar todos os quatro elementos para salvarem o mundo da Nação do Fogo, que tem como objetivo o domínio de todas as terras.

O filme é exatamente igual ao desenho e conta toda a história da primeira temporada. As cenas foram montadas a partir do desenho, dando a entender que alguém não quis ter trabalho. O vídeo abaixo exemplifica o que quero dizer.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hHbfRXJ5m3M[/youtube]

Outro detalhe extremamente irritante são os diálogo,s pois são todos muito clichê e autoexplicativos. Por exemplo, se a vovó pega o pergaminho e vai falar do mundo espiritual, não preciso que a menina pergunte o que é, já que a explicação virá a seguir.

Além disso, as atuações são tão medíocres que quase chorei sangue com tamanho despreparo por parte da garotada que está no filme, simplesmente não há paixão e entrega por parte dos atores aos personagens, são superficiais e alguns fazem a mesma cara para expressar emoções diferentes, como o ator Dev Patel que ficou conhecido pelo filme Quem quer ser um Milionário e na tela faz um Príncipe Zuko apático, sem a fúria e o rancor que o personagem carrega, mais parecendo uma criança pirracenta que levou uma bronca do pai e com uma cicatriz que mal dá para perceber.

Após tantos pontos negativos há algo de bom nesse filme? Não, Shyamalan, que é produtor, roterista e diretor do longa consegue acabar com a história tão bem produzida por Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko (os produtores da série animada), além de arremessar sua carreira ao fundo do poço e proporcionar o pior filme de 2010.

Dos seis filmes do diretor que ganharam destaque, assisti a quatro e como a jornalista Isabela Boscov na crítica da Veja menciona, “é raro um cineasta que começa muito bem terminar muito mal – e inédito que um declínio se mostre tão acentuado…”, e com razão pois hoje em dia quando se falam do novo filme do cineasta não espero nada que se supere, já prevejo um filme ruim e ter esse tipo de expectativa em torno do seu trabalho não é bom.

A jornalista ainda compara os cenários com carros alegóricos e fui obrigado a concordar, em dado momento do filme só faltou a Globeleza sambando nua no meio daquela cidade no gelo. No entanto, o mais surpreendente é constatar que um estúdio assinou um contrato para três filmes na inocência que numa temporada com filmes como Toy Story 3, Meu Malvado Favorito e A Origem alguém vai realmente assistir ao trabalho de M. Night Shyamalan.

No final das contas nem mesmo a lenda de Aang consegue salvar o trabalho pífio de Shyamalan, que deveria juntar o resto de dignidade que tem (que não é muita) e desaparecer. Há, porém, uma luz no fim do túnel para os fãs da série . Os produtores do desenho já estão trabalhando em uma continuação do desenho que se passará 70 anos após o término do livro 3, intitulado de A Lenda de Korra. Teremos desta vez uma menina como Avatar.

38 comentaram

Participe, deixe sua opinião!
  1. Era tudo que eu temia. Esperava ver uma adaptação bem feita e um filme bacaninha, com a transposição das coisas legais do desenho para a "realidade" – nada muito difícil, e mesmo assim ele [email protected] tudo! Putz!

  2. Cara, sabia que ia ser ruim, mas como não assisti ao desenho, não tinha idéia do tamanho do desastre. Assisti a todos os filmes do Shyamalan (antes desse) e só consigo gostar de 3 deles, os outros são intragáveis. The Happening deve ser o segundo ou terceiro pior filme da história, na frente de muitos filmes da Xuxa. E esse Dev Patel é um péssimo ator, qualquer um que assistiu um capítulo de Skins sabe disso haha

  3. Não vejo a reprodução quase exata das cenas do desenho animado no filme como algo exatamente ruim. A falta de fidelidade as vezes é uma grande reclamação, nesse caso pelo menos acho que o diretor acertou. Quanto ao resto só quando eu assistir realmente.

  4. Shyamalan não sabe quando parar. Depois de A Vila eu não dei mais chance para ele. E ele devia ter parado por ali ou, pelo menos parado de escrever seus filmes. Foi muito filme ruim para uma pessoa só. Só pelo trailer e pelo visual sombrio que foi dado ao filme eu já vi que ia ser uma bomba. O desenho é ótimo e não precisava sujar seu nome com essa tragédia.

  5. O pior de tudo é que o filme deve passar dos US$ 200 milhões (em todo o mundo) nesse final de semana e não duvido nada de um sinal verde sair logo logo para a produção de uma continuação.

  6. [fanboy mode on] O filme é um saco. É lento, as cenas de luta são porcas, os CGs horrorosos, as posições de câmera previsíveis, a iluminação é deficiente, o roteiro é fraco – CHEIO de clichês – e o longa possui o PIOR casting de uma adaptação que eu já vi! Parece que eles pensaram assim: "Esse personagem, no desenho, é gordinho, velho e engraçado. Ok, vamos por esse jovem magro e sem graça. Acho que ele representa bem esse personagem." PQP, desculpe pelo linguajar, mas O QUE ELES FIZEREAM? Era TÃO difícil assim? [/fanboy mode off]

    Não esperava nada genial, esperava apenas algo decente. Os personagens – todos eles – são unidimensionais e completamente sem carisma. O Aang é muito sério, o Sokka muito sem graça e whatever, a Katara é muito comedida; o General Iroh acho que foi a maior decepção, porque era meu personagem favorito do desenho. O que eu vi no filme não é, nem de longe, o Iroh. Eu não entendi esse lance de mudar completamente a aparência dos personagens. A Tribo da Água – que remete aos Esquimós – são brancos como europeus. A Nação do Fogo, no entanto, que são os "europeus" do desenho, possuem a tez morena. Personagens velhos, viram novos. Gordos viram magros. Muito ruim essa escolha. Apenas a ambientação conta um ponto a favor, porque as cenas de luta e dobradura dos elementos estão uma porcaria também. Extremamente superficiais e não possuem uma lógica que lhe permite acompanhar e entender os movimentos, opondo-se fortemente ao desenho.

    É incrivel como que eu não me importo com esses personagens do filme, e o tanto que eu me importo com os da animação. Nem a referência à pequenhos elementos das demais temporadas me agradou. Horroso, o pior filme do ano para mim. Sem dúvida. Shyamalan deveria se aposentar. =/

  7. Pois é. Não sei qual foi essa de mudar para esse visual sombrio. Todos os personagens são muito sérios. O humor no desenho funciona como uma pausa na tensão, mas nem por isso a animação perde a seriedade e o sentido de urgência que move a trajetória do Avatar para salvar o mundo. Eles não conseguiram transportar o espírito do original para o filme. Na verdade, acho que eles não conseguiram transportar nada… =/

  8. O filme é um resumo grotesco do livro 1 .

    O Sokka no desenho animado é engraçado, impossível não rir dele.

    A Katara…bom… no livro 1 ela não domina nada mesmo, mas desde sempre uma querreira, determinada, sem medo, forte e, espero sinceramente que nos livros seguintes (Filmes) façam dela o que ela realmente é, quem assitiu ao desenho sabe do que estou falando (ela se torna uma grande dominadora de água, ao ponto de domianr o sangue dentro do corpo de uma pessoa) mas se tratanto,da atuação da atriz Nicola Peltz, acho isso meio difícil e da péssima direção do diretor indiano M. Night Shyamalan, considerado um dos melhores diretores de suspense de todos os tempos.

  9. O príncipe Zuko é uma piada, medonho, medíocre, ele não merece nem comentários.

    A Princesa Yue, bom…essa aparece só no livro 2, uma guerreira de dar medo, fria, desprovida de sentimentos.

    O comandante Zhao, fala sério! o que é aquilo, da onde tiraram aquele cara! Outro que não quero comentar.

  10. O Tio Iroh (Shaun Toub) no desenho animado é gordo, uma figura maravilhosa com um coração grande, carinhoso no modo de falar e agir, mas um grande guerreiro, mas no filme ele não é dos piores, tirando o fato de que ele não é gordo e sim praticamente um querreiro em forma.

    O Lorde do fogo Ozai, ele apareceu no filme o tempo todo. No desenho animado ele praticamente não aparece, em muitas cenas somente a voz dele é possível ouvir, ele aparece algumas vezes em livros seguintes e de maneira frequente no livro final.

  11. Aang (Noah Ringer), o AVATAR, menino de 12 anos que dormiu por 100 anos, até que se esforçou pra dar vida ao personagem, mas não foi o suficiente, não foi culpa dele creio eu, falta efeitos especiais, visuais e tudo mais (rss).
    É vegonhoso as cenas de dominação de ar, fogo, terra e água. Quem assitiu ao desenho todo sabe o que estou falando.

    Há uma cena em quem o O Tio Iroh (Shaun Toub), enfrenta alguns dominadores de fogo e cria fogo nas próprias mãos e, os soldados do fogo ficam assutados e admirados com isso, porque eles não criam e sim pegam de alguma chama perto. Essa cena é de chorar, porque no desenho todos do reino do fogo criam fogo e não pegam de algum lugar.

    O roteiro que também é do M. Night Shyamalan (roteirista e diretor) é péssimo, sem comentaro o Michael Dante DiMartino e o Bryan Konietzko que foram os responsáveis pelos personagens e argumentos também deixaram a desejar.

    Bom , mas há esperança, eles podem trocar todos esses caras e se redimirem no segundo filme.

  12. Li sua crítica e quer saber? Vou procurar alguém que não seja fã do desenho e tenha feito uma critica mais imparcial, e não um fã-natico que já começa o texto choramingando pq o título nacional do filme não remetia ao desenho sendo o filme voltado pra jovens e adultos ao contrário do desenho.

  13. Cara, como vcs são chatos!!! Achei o filme muito bom!!! Vou até procurar o desenho, mesmo não gostando deste estilo de traço para ver! Parece que uma pessoa reclama, ai as outras para não ficaram para trás e posarem como não entendedoras de filmes, reclamam tb… tipo maria vai com as outras. E tb achei "A vila" um ótimo filme!!! O cara é diretor e deve ter liberdade para fazer o filme como quiser… virem diretores e façam melhor, ué! É uma tempestade em copo d'agua. Qto a interpretação, não foi das melhores, mas tb na minha cidade só teve dublado e não dá pra avaliar interpretação em filme dublado, né?!

  14. Assim como o diretor tem o direito de fazer o filme do jeito que ele quer, tenho o mesmo direito de considerar o trabalho aquém do trabalho realizado pelos produtores da série animada.

    A questão aqui é que mesmo fazendo idêntico ao desenho alguns pontos o filme continua sendo uma grande droga. E a qualidade da interpretação não tem nada a ver se é dublado ou legendado.

    Mas recomendo muito o desenho animado e você verá o que quero dizer, é leve mas surpreende com as cenas de ação que foram todas capturadas através de sensores de movimentos, ou seja, os movimentos usados no desenho existem de verdade.

  15. Não achei o filme esse desastre… gostei do fato das cenas do filme serem fieis as cenas do anime. Na verdade, foi uma surpresa agradável pois eu achava que ia ser um fracasso total. Só alguns detalhes errados mas nada do que vocês estão falando! É tempestade num copo d'agua sim…. e outra coisa gente só criticar é muito fácil. Quero ver vocês fazerem os efeitos das dobras de ar ( que pra quem não sabe é incolor =/ ) pra depois irem criticar o trabalho do diretor. Amo O anime do Avatar, é o meu preferido depois de CDZ e como fã posso dizer que aprovei o filme.

    PS: Concordo que foi ridículo o Iroh ser o único a conseguir criar fogo com as mãos, uma vez que no anime todos os dobradores podem faze-lo.

  16. O que eu posso dizer é que depois de “A Dama da Água”,onde ele matou um crítico.Ahhhh todos os critícos dos EUA e alguns do mundo,ficaram muito zangadinhos com o Shyamalan´,que por azar também é indiano.
    “O sexto sentido” e “A vila”(incrível como as pessoas não enxergam, sobre o quê é esse filme) são ótimos filmes,e os demais bons filmes.
    Ótimo diretor,atualmente um dos melhores(ao lado Burton,Fincher),posiciona a câmera como poucos no cinema atual,e não necessariamente precisa fazer espetáculo(explosões,tiroteios)para sobreviver em Hollywood.
    Os filmes dele são sempre sutis,incomodos e nunca gratuitos.Encara Hollywood escrevendo,produzindo e dirigindo.Como disse,reparem que depois que ele matou um crítico em “A Dama da Água”,o Mr.M não fez mais nada que prestasse (para os críticos).
    “The Last Airbinder”,é sobre a intolerância…

  17. O filme nao é tao ruim, mas está bem longe de ser bom. Se nao tinha como resumir 08 horas de uma temporada em 02 horas de filme, nao tivesse feito. Gostei das cenas de açao, principalmente a luta em que Zucko solta Aang, e a batalha final na tribo do norte. Os efeitos de dobra foram bons, Muita coisa ficou sem explicar, ou explicaram rapido demais, tiraram a caracteristica de todos os personagens como humor, ironia, valentia….. Na verdade já nao esperava nada bom deste filme até porque o diretor é uma BOSTA, depois de A dama da agua, vi que esse diretor nao presta mesmo.
    Espero que mudem o diretor e melhorem o roteiro.

  18. Assistam o filme, apenas assistam, é um filme, só um filme! As perspectivas e avaliações que vocês acham que dominam, vocês não dominam. Assisti o desenho, assisti o e achei ótimo. Podem assistir, é bom… pra quem gosta do desenho é bom, o pior que eu acho e que as vezes acontece, é quando você assiste a um desenho ou lê um HQ e quer ver o filme seguir exatamente como eles são, vem uns diretores, roteiristas coisa e tal e mudam tudo, achando que estão sendo geniais e fazem uma tremenda duma cagada!
    Para os críticos, façam melhor!

  19. Tenho as 3 temproadas, já vi vários filmes do Shyamalan. Tenho conhecimento do que estou falando.

    Acho que você não soube interpretar o meu texto, sugiro que leia novamente.

    Abraço

  20. Mas a questão aqui não é fazer um trabalho melhor ou pior, minha crítica foi em cima de M. Night Shyamalan que não soube empregar um estilo seu no filme.

    Você vai dizer que ele mudou os símbolos no corpo de Aang? Acredito que o papel de um diretor vai muito além de fazer uma mudança tão pequena.

  21. axo ki antes de fazer uma crítica, vc deveria ter mais conhecimento, só no começo desse texto medíocre seu, fiquei com vontade de sair correndo daki: "O filme é exatamente igual ao desenho e conta toda a história da primeira temporada. As cenas foram montadas a partir do desenho, dando a entender que alguém não quis ter trabalho." como assim???? vc kiria que o filme fosse diferente do desenho??????????? Q ISSO????? Q FALTA DE RESPEITO É ESSE????? É ÓBVIO QUE O FILME TERIA QUE SER QUANTO MAIS PARECIDO COM O DESENHO, MELHOR!!!!
    Axo ki antes de criticar um filme, vc deveria tirar suas próprias conclusões e nao ficar vendo o q os outros pensam e falam, e outra coisa, vc acaba com um filme com sua crítica, mas acaba com vc msm com esse seu texto sem conhecimento.
    nao axo ki O Último Mestre do Ar é um filmasso, mas tbm não é tudo isso que disse…
    E eu adorei o nome do filme, se vc nao entende das coisas, melhor não criticar, ok? o nome original do desenho é "Avatar: the last airbender", traduzindo ao pé da letra: Avatar: o último dominador de ar, ou seja, tem TUDO a ver o nome do filme com o desenho!!!!
    E eu, como fãzasso do desenho, gostei muito do filme, claro que queria que em algumas partes diferentes e algumas atuações não mto boas, mas quem realmente entende do desenho e é grande fã, gosta do filme, mas tem que assisti-lo com a mente aberta…

  22. Só pra complementar, peço desculpa a quem escreveu o texto, mas não concordei em quase nda q disse…
    e os dominadores de fogo não fazem seu próprio fogo no filme, para ser igual aos outros elementos, tipo, um dominador de terra não consegue materializar terra na própria mão… o que o diretor quis dizer com isso, é que para se fazer fogo, só os "fortes" conseguem, quem tem o CHI mais "aberto" e, no próprio final do filme, o senhor do fogo já diz que com o cometa de Sozin, TODOS os dominadores de fogo vão poder fazer seu próprio fogo, experimentar o poder, tornando-os mais fortes que os outros elementos… M. Night Shyamalan modificou um pouco o desenho, mas no final é a mesma coisa do desenho: com o cometa de Sozin, todos os dominadores de fogo ficam mais fortes…
    abçs

  23. como vcs que reclamam sao ums chatos sbe quem desdenha quer comprar esses sao vcs gostei do filme sim ja assisti mais de tres vzs e estou louca a espera do proximo contando os dias ha e mais chatos e pessimos sao vcs q assistiram e ficam reclamando um bando de mal amados

  24. Comentário ridículo, veja bem, se o filme é baseado diretamente no desenho, lógico e notório, que quanto mais precisa as cenas melhor será, e o post já começa falando sobre esta comparações. queria o que um Aang cabeludo e sem tatuagens? queria cenas totalmente diferentes das do desenho? eu como assisti a serie toda, foi exatamente o que eu esperava.
    Os livros viram filmes e não ao contrario. E geralmente a critica ocorre é exatamente quando contraria este post ridículo, a critica se faz quando se distancia demais o teor do filme em relação ao livro. Todo mundo elogia quando o filme é fidedigno ao livro. Como diria Luigo Legna as pessoas criticam e falam sem conhecimento algum de causa.

  25. Ah, tem mais uma, a Origem Original? Não faz um estilo "Morte no sonho"?, Matrix, até fred kruger que invade sonhos kkk… o que tem de original nisto, to com um filme na cabeça. mas não me lembro o nome agora, que acontecia exatamente como na origem, só que era através de E.Q.M. e outros mais. Tu não saca de nada cara.

  26. Fiquei consternado com o fime, poi quando assisti o trailer fiquei enpolgado, mas o filme veio a decepcionar como tantos outros que prometeram muito e mostraram pouco. por isso digo acha que o cinema preciza de uma repaginada, mentes jovens, que possam passar aquilo que o publico deseja hoje….

  27. Marcos says:
    23 de August de 2010 at 19:46
    O filme é um resumo grotesco do livro 1 .

    O Sokka no desenho animado é engraçado, impossível não rir dele.

    A Katara…bom… no livro 1 ela não domina nada mesmo, mas desde sempre uma querreira, determinada, sem medo, forte e, espero sinceramente que nos livros seguintes (Filmes) façam dela o que ela realmente é, quem assitiu ao desenho sabe do que estou falando (ela se torna uma grande dominadora de água, ao ponto de domianr o sangue dentro do corpo de uma pessoa) mas se tratanto,da atuação da atriz Nicola Peltz, acho isso meio difícil e da péssima direção do diretor indiano M. Night Shyamalan, considerado um dos melhores diretores de suspense de todos os tempos.

    /\
    Grotesco mesmo é esse teu “GUERREIRA” COM ” Q ” . Pelo amor né ‘-‘

  28. Sério, tem cada erro de português nos cometários que chega ser uma agressão ao meu bom e velho PORTUGUÊS! E claro, aos meus olhos também. ‘-‘

  29. O problema dos críticos é justamente esse: Se a história é modificada demais, reclamam. Se não ocorre isso, reclamam também. Porque ao envés de RECLAMAR, não levanta o traseiro de onde ta sentado, e começa a fazer algo útil dessa vida amargurada, deprimente, patética e mal amada e não vai e faz melhor? Acho digno.

  30. eu adorei o desenho e adorei o filme e ñ toh nem ai pra oke esses bando de retardado fika criticando do filme
    e espero ke saia logo o filme dois e jah ke vcs naum gostaram do filme um nem precisa gastar seu dinheiro comprando o filme ou assistindo no cinema “fikem na sua”

  31. Afs. Filme ridiculo como o cara fais um filme desses,tenso pra carai

    porra o tio do Zucko é Gordo e no Filme È só a titela, meu Deus,

    Próximo Filme espero que seja melhor pq esse ai Dueu Até o Olho !!

  32. Quando a ideia de um filme sobre o desenho surgiu eu fiquei muito empolgada e ansiosa para assistir. Acompanhei postes e vídeos. Quando eu descobri os atores que fariam os personagens eu disse: “Não pode ser!..” . Achei uma tremenda infidelidade ao desenho. A vida do desenho é o Aang, uma criança com uma tremenda responsabilidade nas costas e mesmo assim alegre e animado. Escolheram no filme um rapazinho totalmente sem vida, com cara de boi morto para fazer o papel do Aang! Meu personagem favorito cheio de graça e conflitos não existe nesse filme!
    Sem falar do resto! Que Katara era aquela? Uma pirralha! Ela deveria ser o equilíbrio da turma! E o Sokka? Que ator é aquele? Aff.. do Zuko nem quero comentar!
    Nota 0

  33. acho nada disto o filme e perfeito, e acho que deveria continuar com a serie, se este diretor nao gostou, nos gostamos e muito. que dia vai lançar o proximo filme dele.
    favor da o parecer….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comente pelo Facebook

Publicado por V.H. Batista

Designer, Nerd, Colecionador. Apaixonado por praia, trilhas, ler, cinema, figuras de ação e animações.

Confira meu blog: http://radicalivre.wordpress.com/