em

“O voo” só decola no final

Indicado a duas estatuetas – oscar de melhor ator para Denzel Washington e melhor roteiro original para John Gatins –, “O voo” tenta tratar com leveza um tema que poderia render um bom drama protagonizado por Denzel. No entanto, o diretor Robert Zemeckis, que possui uma produção um tanto diversificada (De Volta Para o Futuro, Forrest Gump, Náufrago, entre outros), recorre a um gênero que beira a comédia “besteirol” americana. John Goodman, sempre hilário, pouco sobressai como a personagem Harling Mays, amigo de Whip e seu fornecedor direto de cocaína.

voo4

Whip é um piloto de avião viciado em drogas e bebidas. A despeito de seu constante envolvimento com cocaína e álcool, fica evidente sua competência profissional ao aterrissar um avião em pane com mais de duzentas pessoas a bordo, alcoolizado, numa cena cômico-ridícula. A partir de então, questiona-se que o acidente possa ter ocorrido por falha humana diante da possível embriaguez do piloto. Ainda que o exame toxicológico tenha sido tecnicamente invalidado, o prosseguir da investigação resulta na descoberta de duas garrafas de vodca no banheiro da cabine de comando.

voo6

Apesar do evidente desajuste social causado pela sua dependência, ele fica em “denial” a maior parte do filme em que recusa ajuda e tratamento. Sua família é afetada, amigos, emprego e, por fim, é sua própria liberdade que está em jogo, pois corre o risco de ser condenado à prisão perpétua sob a acusação de pilotar uma aeronave comercial sob efeito de drogas.

voo2

O problema da dependência química só é tratado com seriedade nos minutos finais do filme, em que o desfecho pode decepcionar muitos espectadores desejosos de ver o herói-pícaro se safando com mais uma de suas façanhas.

Denzel Washington não deixa a desejar em sua interpretação – como era de se esperar do ator, já ganhador de duas estatuetas – num filme que está muito aquém de suas capacidades dramatúrgicas.

[xxr rating=2/5]

 

Participe com sua opinião!

Aprendiz

Publicado por Daniele Ribeiro

Mostra “Mondo Tarantino” chega ao CCBB Brasília

Harrison Ford (quase) confirmado em Star Wars VII