em , ,

Oscar 2020: “Parasita” faz história e é o grande vencedor da noite

Longa coreano é o primeiro filme estrangeiro a vencer o principal prêmio da Academia

A história foi escrita em Hollywood na noite de ontem (9 de fevereiro). O coreano “Parasita” ganhou o Oscar de Melhor Filme e foi o grande vencedor da noite com quatro dos seis prêmios a que concorria. Além do principal, a comédia de drama dirigida por Bong-Joon Ho também faturou Melhor Diretor, Roteiro Original e Filme Estrangeiro, categoria no qual era franco favorito. Essa é a primeira vez que uma produção de língua não inglesa recebe o principal prêmio da Academia.

“1917”, grande favorito, ficou apenas com três Oscars, e todos técnicos: Efeitos Especiais, Fotografia e Mixagem de Som. Pode-se dizer que o longa de Sam Mendes, o maior vencedor dessa temporada de prêmios, foi o maior derrotado desse ano.

Nas categorias de atuação o favoritismo se confirmou. Joaquin Phoenix ganhou o Oscar de Melhor Ator por “Coringa”, Renée Zellweger ficou com o prêmio de Melhor Atriz por “Judy: Muito Além do Arco-Íris”, Brad Pitt e Laura Dern ganharam Ator e Atriz Coadjuvantes respectivamente.

Phoenix fez um longo e engajado discurso sobre “dar voz aos que não têm voz”, pedindo fim das injustiças e hábitos sustentáveis. Também agradeceu aos que o deram mais uma chance, apesar de ser muito “difícil de se trabalhar” nas palavras do próprio. No fim, lembrou do irmão, River (morto em 1993) que dizia para ele ‘corra com amor, e a paz virá’. Já Renée se restringiu ao convencional agradecimento e declarou que sua estatueta faz parte do legado de Judy Garland, que nunca ganhou um Oscar.

O Brasil mais uma vez viu escapar a chance de trazer um Oscar para casa. Democracia em Vertigem, de Petra Costa perdeu o prêmio de Melhor Documentário para “Indústria americana”, de Steven Bognar, Julia Reichert e Jeff Reichert e produzido pelo ex-presidente americano Barack Obama.

Foi uma cerimônia longa, durou quase quatro horas, e teve números musicais interessantes como o da abertura, comandado por Janelle Monáe. Mais tarde, Eminem fez uma apresentação com a música ‘Lose Yourself’, que venceu o Oscar de Canção Original em 2003. Naquela cerimônia, o rapper não compareceu. Como ele mesmo afirmou, o prêmio deu uma segunda chance.

Todos acreditavam que o número guardado em segredo com a cantora Billie Eilish seria a nova música de 007. Na verdade a vencedora do Grammy fez um cover de Yesterday dos Beatles durante o momento In Memoriam, quando são lembradas as celebridades do mundo do cinema falecidas no último ano. O segmento começou com uma imagem de Kobe Bryant – jogador de basquete da NBA falecido no final de janeiro e vencedor da categoria de Melhor Curta Documentário com “Dear Basketball” – e terminou com Kirk Douglas, que morreu aos 103 anos na última quarta-feira.

As apresentações das canções indicadas tiveram Idina Menzel executando Into ‘The Unknown’, de “Frozen 2”, com várias cantoras que fizeram a versão da música para mercados internacionais, como Espanha, Polônia, Noruega, Japão (só faltou o nosso ‘Minha Intuição’). Elton John defendeu no palco ‘I’m Gonna Love Me Again’, canção feita para “Rocketman”, que trouxe de volta sua parceria com Bernie Taupin, o colaborador dos seus maiores sucessos.

Confira abaixo a relação completa dos indicados com vencedores em negrito.

Melhor Filme

“Ford vs Ferrari”

“O irlandês” 

“Jojo Rabbit”

“Coringa” 

“Adoráveis mulheres” 

“História de um casamento”

“1917”

“Era uma vez em… Hollywood”  

“Parasita” 

Direção

Martin Scorsese, “O irlandês”

Todd Phillips, “Coringa”

Sam Mendes, “1917”

Quentin Tarantino, “Era uma vez em… Hollywood”

Bong Joon-ho, “Parasita”

Atriz

Cynthia Erivo, “Harriet”

Scarlett Johansson, “História de um casamento”

Saoirse Ronan, “Adoráveis mulheres”

Charlize Theron, “O escândalo”

Renée Zellweger, “Judy: Muito Além do Arco-Íris”

Ator

Antonio Banderas, “Dor e glória”

Leonardo DiCaprio, “Era uma vez em… Hollywood”

Adam Driver,  “História de um casamento”

Joaquin Phoenix, “Coringa”

Jonathan Pryce, “Dois papas”

Roteiro Adaptado

“O irlandês”, Steven Zaillian

“Jojo Rabbit”, Taika Waititi

“Coringa”, Todd Phillips e Scott Silver

“Just Mercy”, Destin Daniel Cretton e Andrew Lanham

“Adoráveis mulheres”, Greta Gerwig

“Dois papas”, Anthony McCarten

Roteiro Original

“Entre facas e segredos”, Rian Johnson

“História de um casamento”, Noah Baumbach

“1917”, Sam Mendes e Krysty Wilson-Cairns

“Era uma vez em… Hollywood”, Quentin Tarantino

“Parasita”, Bong Joon-ho e Jin Won Han

Atriz Coadjuvante

Kathy Bates, “Richard Jewell”

Laura Dern, “História de um casamento”

Scarlett Johannson, “Jojo Rabbit”

Florence Pugh, “Adoráveis mulheres”

Margot Robbie, “O escândalo”

Ator Coadjuvante

Tom Hanks, “Um lindo dia na vizinhança”

Anthony Hopkins, “Dois papas”

Al Pacino, “O irlandês”

Joe Pesci, “O irlandês”

Brad Pitt, “Era uma vez em… Hollywood”

Direção De Arte

“1917”

“O irlandês”

“Era uma vez em… Hollywood”

“Jojo Rabbit”

“Parasita”

Fotografia

“O irlandês”, Rodrigo Prieto

“Coringa”, Lawrence Sher

“O farol”, Jarin Blaschk

“1917”, Roger Deakins

“Era uma vez em… Hollywood”, Robert Richardson

Filme Internacional

“Corpus Christi”, Jan Komasa

“Honeyland”, Tamara Kotevska, Ljubo Stefanov

“Os miseráveis”, Ladj Ly

“Dor e glória”, Pedro Almodóvar

“Parasita”, Bong Joon-ho

Longa De Animação

“Como treinar o seu dragão 3″, Dean DeBlois

“I Lost My Body”, Jeremy Clapin

“Klaus”, Sergio Pablos

“Link perdido”, Chris Butler

“Toy Story 4”,  Josh Cooley

Figurino

”O irlandês”, Sandy Powell e Christopher Peterson

“Jojo Rabbit”, Mayes C. Rubeo

“Coringa”, Mark Bridges

“Adoráveis mulheres”, Jacqueline Durran

“Era uma vez em… Hollywood”, Arianne Phillips

Edição De Som

“Ford vs Ferrari”, Don Sylvester

“Coringa”, Alan Robert Murray

“1917”, Oliver Tarney e Rachel Tate

“Era uma vez em… Hollywood”, Wylie Stateman

“Star Wars: A Ascensão de Skywalker”, Matthew Wood e David Acord

Mixagem De Som

“Ad Astra”

“Ford vs Ferrari”

“Coringa”

“1917”

“Era uma vez em… Hollywood”

Curta De Animação

“Dcera”, Daria Kashcheeva

“Hair Love”, Matthew A. Cherry

“Kitbull”, Rosana Sullivan

“Memorable”, Bruno Collet

“Sister”, Siqi Song

Curta-metragem

“Brotherhood”, Meryam Joobeur

“Nefta Football Club”, Yves Piat

“The Neighbors’ Window”, Marshall Curry

“Saria”, Bryan Buckley

“A Sister”, Delphine Girard

Trilha Sonora

Toy Story

“Adoráveis mulheres”, Alexandre Desplat

“História de um casamento”, Randy Newman

“1917”, Thomas Newman

“Star Wars: A ascensão Skywalker”, John Williams

Efeitos Especiais

“O irlandês”

“O rei leão”

“1917”

“Star Wars: A ascensão Skywalker”

“Vingadores: Ultimato”

Edição

“Ford vs Ferrari”

“O irlandês”

“Jojo Rabbit”

“Coringa”

“Parasita”

Maquiagem

“O escândalo”

“Coringa”

“Judy: Muito Além do Arco-Íris”

“Malévola: Dona do mal”

“1917”

Canção Original

“I Can’t Let You Throw Yourself Away”, “Toy Story 4”

“I’m Gonna Love Me Again”, “Rocketman”

“I’m Standing With You”, “Breakthrough”

“Into the Unknown”, “Frozen 2”

“Stand Up”, “Harriet”

Longa Documentário

“Indústria americana”, Steven Bognar, Julia Reichert e Jeff Reichert

“The cave”, Feras Fayyad, Kristine Barfod e Sigrid Dyejaer

“Democracia em vertigem”, Petra Costa, Joanna Natasegara, Shane Boris e Tiago Pavan

“For sama”, Waad Al-kateab e Edward Watts

“Honeyland”, Ljubo Stefanov, Tamara Kotevska e Atanas Georgiev

Curta Documentário

“In the Absence”, Yi Seung-Jun e Gary Byung-Seok Kam

“Learning to Skateboard in a Warzone”, Carol Dysinger

“Life Overtakes Me”, Kristine Samuelson, John Haptas

“St. Louis Superman”, Smriti Mundhra e Sami Khan

“Walk Run Cha-Cha”, Laura Nix

Participe com sua opinião!