em

"Trapaça" de David O. Russell brilha por seu elenco estelar

O diretor David O. Russell conquistou a atenção do público com “O Lado Bom da Vida” que agradou a todos e ajudou a alavancar ainda mais a carreira de Jennifer Lawrence que faturou o Oscar e se tornou a nova queridinha de Hollywood. E de acordo com o ditado “time que está ganhando, não se mexe” Russell repetiu a dobradinha com Bradley Cooper e Lawrence e decidiu acrescentar mais alguns nomes de peso ao seu novo filme, assim é “Trapaça”.

hustle1

Irving Rosenfeld (Christian Bale) é um trapaceiro típico. Se veste e age como um. Possui uma cadeia de lavanderias e por trás delas, escritórios onde ‘ajuda’ pessoas com empréstimos e promessas vazias. Para atrair os clientes, ele conta com a sedutora Sydney Prosser (Amy Adams), que faz as vezes de britânica para convencer os clientes de que eles possuem muitos contatos fora do país. Os dois, obviamente, são amantes e estão apaixonados. Mas, Irving já é casado com a nada estável Rosalyn (Jennifer Lawrence) com quem tem um filho. Rosalyn passa o dia inteiro dentro de casa, inventando o que fazer e ocasionalmente colocando fogo na mesma. Irving teme se separar e nunca mais ver o filho, mas continua prometendo a Sydney que os dois ficarão juntos. Quando estão prestes a aplicar mais um golpe, descobrem que o cliente em questão é na verdade Richie DiMaso (Bradley Cooper), um agente do FBI que acaba levando Sydney presa e propõe um acordo para os dois: ele promete esquecer todas as acusações, se eles o ajudarem a prender alguns peixes grandes envolvidos com a máfia. É quando entra em cena o político boa praça, Carmine Polito (Jeremy Renner) que acaba caindo no meio de toda confusão. Agora Irving e Sydney deverão arranjar um jeito de sair dessa jogada sem sujarem as mãos.

hustle7

Baseado em uma história real, mesmo que apenas alguns fatos, o novo filme de David O. Russell possui uma montagem deveras confusa. Ele começa muito bem, mostrando um flashforward, para depois retroceder um pouco e explicar os acontecimentos até as cenas do início do filme. Até aí, sem maiores problemas, outros filmes usam deste recurso para alimentar o suspense com o público. A questão é que O. Russell volta ao início pelo menos uma duas vezes, com ângulos diferentes das mesmas cenas, contando do ponto de vista de outro personagem, o que acaba por cansar o espectador e deixa-lo em dúvida sobre qual linha de pensamento deve se ater. Um obstáculo quando se opta por ter muitas estrelas em seu filme, pois infelizmente, os papéis não possuem todos o mesmo peso e alguém vai acabar se sobressaindo mais. Talvez tentando balancear isso, o diretor tenha optado por essa maneira confusa de contar a história.

hustle2

A parte disso, as atuações e os figurinos são os grandes destaques em “Trapaça”. Christian Bale deixou de lado a boa forma do Cavaleiro das Trevas, engordou alguns quilos, ganhando uma barriguinha saliente para viver o vigarista Irving, um homem sensível, honesto consigo mesmo e bastante esperto. Já a sempre tranquila Amy Adams está deslumbrante e muito sensual no papel de Sydney Posser, a ex-dançarina que necessita melhorar de vida. Incrível o quão confortável ela está na pele uma pessoa fora da lei, tendo em vista que todos os seus outros papéis foram certinhos e até fez uma princesa. Felizmente, Adams mostrou que tem garra e determinação e que pode encarar qualquer papel que lhe atribuam.

hustle6

E o ditado de antes, cai por terra, pois as ‘figuras repetidas’ Cooper e Lawrence, acabam entregando atuações medianas se comparados aos outros colegas. Lawrence, mais uma vez num papel de uma mulher instável, sem filtro, que não mede as consequências, bastante similar ao que ela interpretou em seu outro trabalho com o diretor, o que nos leva a questionar se David não estaria tentando ‘cavar’ mais prêmios para a atriz lhe dando papéis semelhantes em ambas produções. Bradley Cooper por sua vez, errou feio na hora de construir seu personagem, deixando-o caricato demais. Um agente do FBI deve impor respeito, se fazer ouvir, mas com aquele permanente, fica impossível. Lamentável.

hustle8

Todavia, é a profusão de paetês, perucas e lamês, juntamente com um elenco de grandes estrelas que garante o sucesso de “Trapaça”, mesmo que o longa possua sua falhas.

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Melissa Andrade

"Capitão América 2" dará o pontapé para "Os Vingadores 2 – A Era de Ultron"

Mostra “Le Parc Lumiere” – para refletir ou clicar