em ,

Veterano inglês ganha a Palma de Ouro em Cannes

Nesta edição 2016 do Festival de Cannes,o Brasil fez bonito conquistando a L’Oeil d’Or de melhor documentário para “Cinema Novo”, de Eryk Rocha, e recebendo uma menção honrosa para o curta-metragem “A Moça Que Dançou com o Diabo”de João Paulo Miranda Maria. Porém, não foi desta vez que conseguiu repetir o feito de “O Pagador de Promessas” trazendo a Palma de Ouro. “Aquarius”, de Kléber Mendonça Filho, estava bem cotado, mas quem se sagrou campeão do 69º festival de cinema na cidade da riviera francesa foi o cineasta veterano inglês Ken Loach com o filme “I, Daniel Blake”.

'I, Daniel' - Vencedor da Palma de Ouro 2016
‘I, Daniel Blake’ – Vencedor da Palma de Ouro 2016

Loach é um dos princiapis nomes da chamada New Wave Of British Film nos anos 1960, que, assim como a nouvelle vague francesa, trazia um cinema autoral com viés político e revisionista. “Agora em 2017, eu completo 50 anos como cineasta e, neste período todo de trabalho em prol da Arte, eu sempre retratei a questão do desemprego pela minha perplexidade em perceber que o Estado, não apenas na Inglaterra, mas também em outros países da Europa, parece culpabilizar os desempregados pela sua demissão” disse Loach ao site Omelete. O diretor já havia conquistado a Palma há dez anos com o filme “Ventos da Liberdade”.

Outra derrota para o Brasil foi na categoria melhor atriz, em que Sonia Braga, competindo por “Aquarius”, perdeu para Jaclyn Jose, do filme filipino “Ma’Rosa”. Ainda na categoria de atuação, o premiado como melhor ator foi para o iraniano Shahab Hosseini por “The Salesman”.

Os jurados da categoria de direção, que este ano foram presididos pelo diretor de “Mad Max”, George Miller, decidiram declarar dois cineastas como vencedores: o romeno Cristian Mungiu por “Graduation” e o francês Olivier Assayas por “Personal Shopper”, suspense estrelado por Kirsten Stewart.

O Grande Prêmio ficou com “Just La Fin Du Monde”, do canadense Xavier Dolan, diretor de “Mommy”.

O ator Jean Pierre Leaud, mais conhecido por interpretar o alter-ego do diretor François Truffaut em “Os Incompreendidos”, recebeu o prêmio especial pelo conjunto da obra. La Mort De Louis XIV”, seu último filme, ganhou exibição hors concours no festival. Veja abaixo os vencedores:

Palma de Ouro: I, Daniel Blake, de Ken Loach;
Grand Prix: Juste La Fin Du Monde, de Xavier Dolan;
Prêmio do Júri: American Honey, de Andrea Arnold;
Atriz: Jaclyn Jose, por Ma’Rosa;
Ator: Shahab Hosseini, por The Salesman;
Direção: Cristian Mungiu por Graduation e Olivier Assayas, por Personal Shopper;
Roteiro: Asghar Farhadi por The Salesman;
Palma de curta-metragem: Timecode, de Juanjo Giménez, com menção honrosa para o curta brasileiro A Moça Que Dançou com o Diabo, de João Paulo Miranda Maria
Caméra d’Or: Divines, de Houda Benyamina

 

Leia também:

Brasil leva seu primeiro prêmio no Festival de Cannes

Opiniões

Participe com sua opinião!

Carregando

0