em

Prévia: Fifa 12 X PES 2012

Estamos nos aproximando do final do ano e chegou aquele momento em que a Eletronic Arts e a Konami preparam o público para lançar o novo “melhor jogo de futebol de todos os tempos”. Apesar da série Pro Evolution Soccer ter sido predominante no início da década passada (conhecida pelo seu nome original, Winning Eleven), já fazem alguns anos que ela assumiu o papel de patinho feio perto de Fifa, reconhecidamente a detentora dos melhores títulos de futebol desde 2008. Mas afinal, quem levará a coroa em 2012?

Novidades

A Konami aposta suas fichas em uma grande novidade, o AI ativo, uma melhora significativa na inteligência artificial do jogo além da capacidade de comandar os jogadores que estão sem a bola para os locais apropriados. A partir de leves toques no direcional, você movimenta um jogador para receber a bola exatamente no local no qual você deseja mandá-la. Isso permite que você controle ativamente mais de um jogador do seu time, facilitando a criação das jogadas de perigo.

A Eletronic Arts foi um pouco mais ousada e decidiu refazer completamente as mecânicas para se jogar sem bola dando ênfase no futebol como um jogo de defesa. Esqueça o antigo hábito de apertar repetidamente um botão para desarmar um jogador adversário, este ano defender é tão complexo quanto atacar. Existem botões para todos os tipos de gestos defensivos, marcar, desarmar, puxar, dar carrinho, comandar a distância a marcação do seu time e muitas outras coisas. Se defender agora exige tática, conhecimento do jogo e paciência. É impossível voltar a jogar a moda antiga uma vez que você pega o jeito da nova forma de defender, e a mudança é tão gritante que torna Fifa 12 o mais inovador dos títulos da série em anos.

Apresentação

A Konami conseguiu melhorar sua engine de forma clara, as animações parecem menos robotizadas, mais fluídas e coerentes. Os jogadores estão mais semelhantes e os estádios também estão bem feitos. A grande adição são os menus, as telas de opções e substituição, verdadeiras obras-primas do design, que facilitam muito a vida daqueles que querem personalizar mais seus jogos. O Fifa, apesar de poucos aprimoramentos nesta área, continua com um visual superior, sendo graficamente mais realista que as edições anteriores. Soma-se a isso as licenças oficiais, que permitem que todos os times e jogadores representados sejam mais fidedignos.

Jogabilidade

Ambos os jogos continuam muito semelhantes as suas versões de 2011, adicionando é claro a significativa diferença que é o AI Ativo para o PES e as defesas táticas para o Fifa. No entanto, a EA também leva um pouco de vantagem com pequenas mudanças muito positivas. A primeira delas é o uso de uma nova engine para as colisões entre jogadores, tornando tudo mais verossimilhante, uma vez que os corpos agora reagem com mais naturalidade a choques e quedas. A outra adição é a precisão no controle da bola, algo que foi melhorado nas duas séries este ano, ainda que Fifa pareça mais uma vez ter se saído um pouco melhor no feito, possibilitando dribles realistas incríveis.


Conclusão

Pelas prévias, demos e exibições dos dois jogos que serão lançados amanhã, e pelas resenhas que começam a surgir nos sites especializados, parece que Fifa sairá mais uma vez com a coroa esse ano. Muitas das coisas prometidas pela EA ainda não foram testadas por nós, como seu modo online, o Football Club que permitirá updates semanais da escalação dos seus times, bem como outras surpresas. O Ambrosia promete uma cobertura mais atenta quando os games chegarem completos em nossas mãos.

Participe com sua opinião!

Street Fighter

Publicado por Felipe Velloso

ColecionadorGibizeiroRepórterSuper-fãs

Jogos Vorazes – Faz mais barulho do que merece

Curtos: Sabado (Dir. Conrado Almada)